Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





segunda-feira, 19 de junho de 2006

Hipertensão e Diabetes

O objetivo do Programa é garantir a assistência à saúde em todos os níveis, desde o diagnóstico até distribuição gratuita de medicamentos, através de medidas preventivas, educativas e curativas, minimizando as possíveis complicações destas doenças crônico-degenerativas, visando a qualidade de vida do paciente. Mediante o recadastramento dos Hipertensos e Diabéticos do Município de Uberlândia, agora dentro do cadastro de base nacional do Ministério da Saúde, que objetiva vincular o paciente portador de diabetes e hipertensão para ser acompanhado na Unidade de Saúde próxima à sua residência. Além disso, este cadastro visa garantir a assistência farmacêutica dentro do Plano de Reorganização da Atenção aos Diabetes e Hipertensão (SIS-HIPERDIA).

Conta atualmente com as seguintes frentes de trabalho:

uma direcionada para o diabético tipo 1, com atendimento multidisciplinar no Centro Municipal de Atenção ao Diabético Tipo 1;
a segunda direcionada para o atendimento ao diabético tipo 2 que é realizado nas unidades da rede municipal de saúde com reuniões de grupo feito por assistentes sociais, médicos, enfermeiros e eventualmente nutricionistas;
a terceira frente de trabalho é com os hipertensos por meio de atendimento médico, de grupo e aferição da pressão arterial.
Cerca de 6.000 pacientes recebem o medicamento em casa por meio do Programa Remédio em Casa.

Localização: (clique para ampliar quadro)