Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





segunda-feira, 19 de junho de 2006

Notificações de agravos

A vigilância epidemiológica registrou 12.440 notificações de agravos ocorridos em pessoas residentes no município de Uberlândia em 2006.

Destes 9.254 foram confirmados. É interessante salientar que a notificação dos agravos crônicos, tuberculose, hanseníase, AIDS e gestantes e crianças expostas ao HIV somente ocorre após a confirmação, assim todos os casos notificados são confirmados, o mesmo ocorre com a sífilis congênita.

Os casos suspeitos de malária foram de pessoas que estiveram em áreas endêmicas da doença, sendo considerados como casos importados. A varicela é um agravo apenas de notificação, não requerendo investigação e acompanhamento por parte da vigilância epidemiológica, por isso não há confirmação ou descarte para esta doença.

A tabela a seguir apresenta a consolidação dos casos de residentes em Uberlândia notificados à vigilância epidemiológica.

(Clique na tabela para amplia-la)