Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Hospital Municipal de Uberlândia

Clique na imagem para ampliar (Projeção arquitetônica da fachada)



O Hospital Municipal de Uberlândia, cujas obras serão iniciadas este semestre, será um dos aparelhos de saúde pública mais avançados do país. O projeto do arquiteto e médico Domingos Fiorentini, especialista em arquitetura hospitalar, apresentado na manhã desta segunda-feira, dia 20, no auditório Cícero Diniz, inclui o que há de mais avançado em termos de arquitetura hospitalar. Participaram da apresentação, o prefeito Odelmo Leão, o secretário de Estado de Saúde Marcus Pestana, o secretário municipal de Saúde Gladstone Rodrigues da Cunha, além do arquiteto autor do projeto.

O novo hospital público do município de Uberlândia, em sua primeira fase, terá aproximadamente 14 mil m² de construção em uma área de 55 mil m². A unidade contará com cerca de 250 leitos dispostos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), maternidade, pediatria e internação. O projeto possibilitará ainda a expansão da construção para até 500 leitos em sua segunda etapa.

Segundo o arquiteto Domingos Fiorentini, que acumula mais de 40 anos de experiência e já projetou mais de 500 hospitais em todo o Brasil, o terreno destinado à obra reúne todas as condições para se construir o hospital ideal em tempo recorde. "Por se tratar de uma construção horizontal, as características do projeto permitirão a conclusão dos trabalhos em um prazo menor que o convencional", disse o arquiteto.

De acordo com dados técnicos do projeto, o prazo habitual para a conclusão de uma construção deste porte seria de 18 meses, mas, de acordo com o secretário de Saúde Gladstone Rodrigues da Cunha, o município fará o possível para entregar o hospital em menor prazo. "Existe a possibilidade de a estrutura ser entregue em até 12 meses", afirmou o secretário.

Para a construção e equipamento do hospital, serão investidos cerca de R$ R$ 38 milhões, sendo que R$ 20 milhões serão transferidos pela Secretaria Estadual de Saúde, vindos do tesouro estadual, e R$ 18 milhões serão a contrapartida do município.

A concepção do projeto do hospital municipal atende os mais exigentes padrões de qualidade hospitalar, adotando conceitos inteligentes, como manutenção de baixo custo e processos ecologicamente corretos.

Aparelho usará princípios de racionalização e humanização

As principais características do projeto do Hospital Municipal de Uberlândia são os da racionalização e da humanização. A unidade foi concebida de maneira que o consumo dos recursos energéticos e humanos sejam minimizados durante as operações. O objetivo é, além de economizar energia, recursos humanos e materiais, melhorar a qualidade, o controle das atividades e eliminar desperdícios e ociosidades.

O hospital será dotado de dois sistemas hidráulicos que possibilitarão economia de 50 por cento de sua água potável por meio da reciclagem. Ainda serão racionalizados o consumo de oxigênio e de eletricidade no hospital, que contará com geração 100 por cento própria.

A estrutura do hospital seguirá o princípio básico da centralização e concentração. As atividades afins e as suas funções serão agrupadas em um mesmo local. O projeto prevê a redução dos espaços entre as partes que compõem uma atividade para encurtar as distâncias percorridas pelas equipes durante os atendimentos.

A unidade contará ainda com barreiras físicas, equipamentos adequados, lavatórios e áreas de contenção para possibilitar maior controle de infecções.

Dados técnicos do Hospital
Área total: 13.742 m2

Capacidade:
UTI Adultos: 30 leitos
UTI Pediátrica: 10 leitos
UTI Neonatal: 15 leitos
Berçário de Cuidados Intermediários: 11 berços
Maternidade: 17 quartos (51 leitos)
Pediatria: 15 quartos (45 leitos)
Internação: 32 quartos (96 leitos)

Fonte: Secom/PMU

5ª CMS- Relatório final


Confira aqui o Reltório final da 5ª Conferência Municipal de Saúde
Clique AQUI para visualisar Conteúdo e Créditos (em .doc)

Relatório final na íntegra, clique
AQUI (em .pdf)
.

Informativos & Notícias






Vimos através desta, informar-lhes sobre a realização do CURSO DE TRATAMENTO DE FERIDAS, no próximo dia 15/09/2007, no seguinte endereço:

Local: AUDITÓRIO DA FIEMG
Endereço: Av. Rondon Pacheco, 2100 - Bairro Vigiliato Pereira - Uberlândia/MG
Mais informações podem ser obtidas no site: www.cursosestomashop.com.br






Clique na imagem abaixo
para ampliar o Informativo DPIS nº 9







Mordi-mortalidade por causas externas


Clique AQUI