Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Dia do Servidor



Servidor público: Uma honra poder ao público servir


Colegas Servidores,
Parabéns pelo nosso dia, nós merecemos!
Como no desenho: Ao Infinito e além!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

SUS em debate

Seminário internacional debate os 20 anos do SUS

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo promove, de 29 a 31 de outubro, em São Paulo, um seminário internacional que reunirá os principais especialistas em saúde pública do Brasil e do mundo para debater os avanços e desafios dos 20 anos de implantação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Além do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e do secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Luiz Roberto Barradas Barata, estarão presentes no evento, que será realizado no Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês, expositores de países como Canadá, França, Inglaterra, Portugal, Itália e Espanha.

Durante o seminário serão debatidos temas como universalização do atendimento em saúde, descentralização, aspectos jurídicos, desafios do sistema e projetos que deram certo no SUS. Também haverá o lançamento de dois livros sobre gestão da saúde pública. A programação completa está disponível no site www.saude.sp.gov.br.

"A implementação do SUS é hoje a maior política pública para mudar o quadro de desigualdade social no Brasil. É o único plano de saúde que garante de medicamentos a transplante de órgãos, vai à casa do cidadão com médicos de família, realiza campanhas de vacinação e mutirões de atendimento, investiga e controla surtos ou epidemias e vistoria hospitais e laboratórios para garantir a qualidade dos serviços”, afirma o secretário Barradas Barata.

O Estado de São Paulo ocupa posição de destaque nas comemorações dos 20 anos do SUS. Possui a maior e mais complexa rede de atendimento, ajudando a reduzir as desigualdades regionais. Em São Paulo estão as principais unidades de saúde de referência nacional, como o Hospital das Clínicas de São Paulo, maior da América Latina, Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, Instituto do Coração (Incor), Instituto Emílio Ribas de Infectologia e Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, que atendem pacientes de outros estados e alguns, inclusive, de outros países.

Embora possua 22% da população brasileira, o SUS/SP realizou, em 2006, 29% das internações de cirurgias oncológicas, 52% das internações de transplantes, 32% dos gastos de ressonância magnética e 38% de tomografia computadorizada do Brasil. São Paulo garante fornecimento de medicamentos para Estados e municípios por intermédio da Furp (Fundação para o Remédio Popular), e produz, no Instituto Butantan, mais da metade das vacinas e soros distribuídos no país.

A abertura do Seminário Internacional 20 anos do SUS será no dia 29 de outubro, às 18h. O Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês fica Rua Coronel Nicolau dos Santos, 69, na Bela Vista, região central de São Paulo.

Fonte:
Portal da Secretaria Estadual de Saúde São Paulo

Cultura

Conheça a programação da 20ª edição do Festival de Dança do Triângulo – Mostra Não Competitiva
Evento acontece de 4 a 9 de novembro em Uberlândia

Conheça a programação geral da 20ª edição do Festival de Dança do Triângulo – Mostra Não Competitiva, que será realizada pela Prefeitura de Uberlândia de 4 a 9 de novembro e que contará com apresentação de 41 grupos, sendo 26 amadores, 10 profissionais e cinco companhias convidadas, reunindo mais de 500 bailarinos e ainda 17 profissionais que ministrarão palestras, mesas-redondas, oficinas e fóruns.


4 DE NOVEMBRO – TERÇA-FEIRA – PRÉ-ABERTURA
20h – praça – Tubal Vilela

- Espetáculo Escrituras Urbanas – com artistas grafiteiros de Uberlândia (Mg)
- Apresentações B.boys – Uberlândia (MG)
- Amazon Crew – Belém (PA)

DIA 5 DE NOVEMBRO – QUARTA-FEIRA – ABERTURA
Das 13h30 às 16h30 - Oficina Cultural
Curso Hip Hop – com B.boy original

20h – Sabiazinho
Cecília Kerche e Vitor Luiz – Teatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ)

Espetáculo:

Grand Pas de Deux do Ballet Romeu e Julieta
Cia. de Ballet da Cidade de Niterói (RJ)

Espetáculos:Ballet Três Concertos, de Rodrigo Pederneiras
Suíte de Choros e Valsas – Um Tributo a Pixinguinha, de Rodrigo Negri
Pas de Deux de Variações Enigma, de Rodrigo Pederneiras


DIA 6 DE NOVEMBRO – QUINTA-FEIRA
Das 9h às 13h – Sesc

Workshop Técnicas e Processos do Método Bertazzo – com Ivaldo Bertazzo, de São Paulo (SP)

14 às 15h30 – Oficina Cultural

Seminário Pedagógico – Mesa-Redonda: Processos Não Formais de Transmissão de Conhecimento em Dança, com Ormezinda Abadia dos Santos Ferreira - Uberlândia (MG) e José Benedito de Almeida Júnior – Uberlândia (MG). Mediação: Renata Meira – Uberlândia (MG) e coordenação: Dulce Aquino (BA)

14h – Palco Livre: Escola Municipal Cecy Cardoso Porfírio – av. Jequitinhonha, 415 – Mansour
16h – Palco Livre: Escola Municipal Hilda Leão – rua gamela, 220 – Morumbi

Das 16h às 17h30 – Oficina Cultural
Seminário Pedagógico – Relato de Caso – Comunicações: Processos Alternativos de Gestão em Dança, com César Fernandes, Daniela Reis, Idelma Pereira de Almeida e Valéria de Souza

16h30 - Mostra Profissional – Igreja Espírito Santo do Cerrado
Espetáculo:
Trajeto Com Beterrabas – Diretora e coreógrafa: Ana Reis

18h30 – Mostra Profissional – Centro Cultural Balé de Rua
Espetáculo:
Aspas – Riscas Cia. de Dança - Ribeirão Preto (SP)

18h30 min – Mostra Profissional – Espaço Cultural Balé de Rua

Riscas Cia. de Dança “Aspas” – Ribeirão Preto
Espetáculo: Jogos d' Escrita – Peter Lavratti – M.E.I.O. Artistas Associados – BH


20h – Mostra Amadora e Profissional – Sabiazinho
Mostra Profissional:
Espetáculo: Santos Negros – Cia. Khoros de Dança Contemporânea – Rio de Janeiro (RJ)

Mostra Amadora:

  • Corpo de Baile Juvenil Sesiminas – Coreografia Aracnídeos
  • Projeto Pé-de-moleque – Coreografia Arlequinade
  • Academia Espaço do Corpo – Coreografia Encanto
  • Corpo Baile Infantil Sesiminas – Coreografia Dançando Berimbau
  • Projeto Balé Para Todos – Coreografia Paysant
  • Grupo R-49 – Coreografia Quando o Palco é a Rua
  • Grupo de Dança Balé de Rua Esperança – Coreografia Indestrutíveis
  • Projeto Balé Para Todos – Coreografia Paquita
  • Escola de Dança Leandro Theodoro – Cia. Mirim – Coreografia Tango Mirim
  • Corpo Baile do Núcleo de Dança – Coreografia Suíte do 1º Ato de Dom Quixote



    DIA 7 DE NOVEMBRO – SEXTA-FEIRA
    Das 9h às 12h – Oficina Cultural

    Fórum debate artístico-pedagógicos dos espetáculos, com os especialistas: Marcelo Avellar (BH), Rui Moreira (BH), Tufic Nabak, Helena Bastos (SP)

    Das 14h às 16h – Oficina Cultural

    Seminário Pedagógico: Processos Formais de Transmissão de Conhecimento em Dança – Eixo Temático 1 – Método de Invariables, aplicação na dança, experiências resultados em Cuba e no Brasil, com Reynaldo Muniz – Cuba

    15h30 – Palco Livre – Escola Municipal Professor Ladário Teixeira - rua Acre, 1044 – bairro Nossa Senhora das Graças
    16h30 – Palco Livre – Praça Tubal Vilela
    16h30 – Palco Livre – Pratic Center
    16h30 – Praça Tubal Vilela

    Mostra Profissional:
    Espetáculo Venda – Uai Q Dança Cia. – Uberlândia (MG)
    18h30 – Centro Cultural Balé de Rua

    Mostra Profissional:
    Espetáculo Tempestade Oculta – Grupo Strondum – Uberlândia (MG)

    20 h – Mostra Amadora e Profissional - Sabiazinho

    Mostra profissional:
    Espetáculo Chico de cá e Bob de lá – Companhia de Dança Bittencourt – Uberlândia (MG)

    Mostra Amadora:
    Corpo Baile do Núcleo de Dança – Coreografia Paquita
    Anna Corsino e Rodrigo Nogueira – Coreografia Fugaz

  • Cia. de Dança Êxito – Coreografia Sem Palavras
  • Grupo Talentos Júnior – Coreografia Aurora
  • Lucas Rodrigues – Coreografia Amores de Picadeiro
  • Cia. de Dança Alex Feliciano – Coreografia Abrindo Portas
  • Uai Q Dança – Coreografia Florbela
  • Karyne Bittencourt e Jhony Cardoso – Coreografia Distintos em Um
  • Corpo Baile Infantil Sesiminas – Coreografia Centopéia
  • Vórtice Escola de Danças – Coreografia Valsa das Horas
  • Stúdio A de Dança – Coreografia Vamobatêlata
  • Cuerpo de Baile Zambra Gitana – Coreografia Fiesta Flamenca
  • Uai Q Dança – Coreografia Tempéstade
  • Stúdio A de Dança – Coreografia Zé Pereira, Meu Brother



    DIA 8 DE NOVEMBRO – SÁBADO
    Das 9h às 12h – Oficina Cultural

    Fóruns de Debates dos Espetáculos, com os especialista Marcelo Avellar (BH), Rui Moreira (BH), Tufic Nabak, Helena Bastos (SP)

    11h – Palco Livre – Praça Tubal Vilela

    Das 14h às 16h – Oficina Cultural

    Seminário Pedagógico: Processos Formais de Transmissão de Conhecimento em Dança – Eixo temático 2 – Escolas e Academias de Dança, com Suely Machado (BH)

    15h – Palco Livre – Pratic Center
    18h30 – Centro Cultural Balé de Rua

    Mostra Profissional:
    Espetáculo Cortadores – Grupo Gestus – Araraquara (SP)
    20 h – Mostra Amadora e Profissional – Sabiazinho

    Mostra Profissional
    Espetáculo Solo a Dois – Coletivo Pró-criação – São Paulo (SP)

    Mostra Amadora:

    Trabalho Independente Marcelo Rosa Cardoso Filho – Coreografia – No íntimo da perda

  • Cia. De Dança Sesiaraxá – Coreografia Free Ilusion
  • Vórtice Escola de Dança – Coreografia Raymonda
  • Grupo Irmãos de Rua – Coreografia Estilo Novo
  • Grupo Arabesque – Coreografia Três Gestos
  • Grupo Ritmo – Coreografia Samba do Meu Rei
  • G. Dança Manos do Hip Hop – Coreografia Periferia
  • Grupo Emergentes – Coreografia Nossa Potência, Sua Reação
  • Grupo Irmãos de Rua – Coreografia Estilo Próprio
  • Grupo Arabesque – Coreografia Abstractun
  • Projeto Pé-de-moleque – Coreografia O Corsário



    Mostra Profissional:
    Espetáculo Glória - Grupo Vórtice – Uberlândia (MG)



    DIA 9 DE NOVEMBRO – DOMINGO

    Das 9h às 12h – Oficina Cultural
    Fórum debates artístico-pedagógicos dos espetáculos

    Das 14h às 16h – Oficina Cultural

    Seminário Pedagógico: Processos Formais de Transmissão de Conhecimento em Dança – Eixo temático 3 – Graduação e Pós-graduação em Dança, com Márcia Strazzacappa – Campinas (SP)

    20h – Sabiazinho
    Cerimônia Entrega do Prêmio Estímulo 20 anos
    Espetáculo: O Corpo Negro na Dança – Cia. de Dança Balé de Rua – Uberlândia (MG)





    Fonte:
    Secretaria Municipal de Gestão Estratégica e Comunicação
    Av. Anselmo Alves dos Santos, 600 – Uberlândia / MG
    Fones: (34) 3239-2684 / 2441 / 2883


  • quarta-feira, 29 de outubro de 2008

    Doença Falciforme

    Semana Municipal de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme
    Eventos acontecem entre os dias 11 e 14 de novembro





    Programação
    Sobre a doença falciforme
    Realização/Apoio
    Inscrições


    Sites relacionados

    Ministério da Saúde
    Centro de Educação e Apoio para Hemoglobinopatias (CEHMOB-MG)
    Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais (HEMOMINAS)



    Fonte


    Caminhada

    Geriatra indica caminhada como atividade mais completa




    Ideal é caminhar três vezes por semana durante 20 minutos por dia.
    Caminhada deve ocorrer entre 6h e 8h30 ou a partir das 17h.

    Além de ser um exercício que contribui para a saúde física e metal de quem o pratica, a caminhada é considerada por especialistas a atividade física mais completa para o corpo. A busca pela boa forma é, geralmente, a principal motivação de quem opta pela caminhada. A atividade é uma das mais recomendadas pelos médicos.

    “É uma atividade que você trabalha, em conjunto, o corpo, a esfera psicológica, o social, já que você se relaciona com outras pessoas enquanto pratica, e com a natureza“, diz a geriatra Zalí San Lucas. A caminhada ideal, segundo a especialista, deve ocorrer entre 6h e 8h30 ou depois das 17h.

    Para quem está se iniciando na atividade, a recomendação é começar devagar: caminhar três vezes por semana, em média 20 minutos por dia. Na escolha do tênis, é importante considerar o local onde a caminhada será praticada. Outras dicas fundamentais são a proteção contra o sol e o uso de roupas que facilitem a transpiração durante a prática da caminhada.


    Fonte: http://g1.globo.com

    Vigep

    Recebemos da colega Elaize - Vigilância Epidemiológica, dados abaixo apresentados. Segundo ela os dados apresentados estão sujeitos a alterações. Parabéns pelos consolidados a toda equipe Vigep.

    Clique nas imagens para melhor visualização















    terça-feira, 28 de outubro de 2008

    Dengue

    Pesquisa revela que Dengue está sob controle em Uberlândia
    Participação da população é imprescindível para manutenção dos resultados em períodos de chuva



    O mês de outubro é marcado pela volta das chuvas, conseqüentemente há uma tendência para o aumento da infestação do mosquito Aedes aegypti, fato que ocorre em todo o país. A cidade de Uberlândia tem sido considerada um exemplo de que a Dengue é um mal que pode ser controlado, sobretudo com a participação da população. De acordo com o 6º Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti de 2008 (LIRAa) feito este mês, o índice de infestação em Uberlândia é de 0,8%, ficando abaixo do percentual estabelecido pela Organização Mundial de Saúde que é de 1%, considerado satisfatório no controle e combate ao mosquito transmissor da dengue.

    Os focos do mosquito ainda são encontrados, na sua grande maioria, em domicílios (98%), sendo que 2,7% estão dentro das residências e 98,3% em quintais e jardins. Há também altos índices de infestação em caixas de passagem (19%), latas (14%), vasos de planta (12%), vasilhas plásticas (12%), tambores (7%) e terrenos baldios (2%). Em depósitos dispensáveis pelo morador estão 37,2% dos focos e em depósitos fixos não dispensáveis pelo morador 62,8%. O coordenador do Programa Municipal de Combate à Dengue, José Humberto Arruda alerta para que a população não deixe acumular água parada nesses locais, ”até o mês de março haverá aumento das chuvas, o que favorece as condições para a proliferação do vetor. Todas as ações serão intensificadas, para isso haverá contratação de 120 servidores para a reposição e ampliação do quadro atual do programa, além de mais 3 caminhões para acelerar o processo de vedação de caixas d’água e coleta de pneus”, conclui.

    O cuidado contra a doença deve se iniciar dentro de casa, a partir de precauções domésticas. O alerta é do Centro de Controle de Zoonozes. A prevenção se faz com o combate ao mosquito e às suas larvas, por isso é fundamental eliminar focos de risco que podem se transformar em criadouros do transmissor, ou seja, eliminando a água parada em pratos sob vasos de plantas, em garrafas, latas ou pneus velhos jogados nos quintais e terrenos baldios. E necessário a participação ativa de toda a sociedade com o engajamento permanente e não apenas nos momentos de crise.

    Fonte

    Relatório CNDSS

    Mais uma importante contribuição para nosso Blog da Saúde de Maria F. Moro Abritta:

    Apresentamos aqui o Relatório Final da Comissão Nacional sobre Determinantes Sociais da Saúde(CNDSS)

    AS CAUSAS SOCIAIS DAS INIQÜIDADES EM SAÚDE NO BRASIL

    Para ter acesso ao relatório em pdf e salvá-lo em seu computador para atenta leitura clique AQUI (em . pdf / tamanho do arquivo: 1,6 mb / 216 páginas de muita informação)

    segunda-feira, 27 de outubro de 2008

    Saúde Mental

    Recebemos de Maria Francisca Santos Abritta Moro
    da Ouvidoria do Servidor Pró-Reitoria de Recursos Humanos da Universidade Federal de Uberlândia informações sobre importante evento, com prazer divulgamos:


    SEMINÁRIO NACIONAL DE SAÚDE MENTAL E TRABALHO


    Seminário Nacional de Saúde Mental e Trabalho
    28 e 29 de novembro de 2008
    Local: Hotel San Raphael
    Largo do Arouche, 150 – Centro – São Paulo/SP

    Obs: As inscrições já estão abertas

    Programa e mais informações estão disponíveis clicando AQUI em pdf

    Expoepi

    Recebemos de Fabiana Godoy Malaspina, Médica Veterinária da Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública, Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde.
    Repassamos para conhecimento de todos que visitam nosso Blog da Saúde

    8ª Mostra Nacional de Experiências Bem-sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças



    No ano em que o SUS completa 20 anos, a estratégia Saúde da Família 15 anos e a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) cinco anos, a 8ª edição da Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças – EXPOEPI será ainda mais especial.

    Durante os dias 5 a 7 de novembro de 2008, em Brasília, serão apresentadas 73 experiências dos serviços de saúde que se destacaram no uso da epidemiologia. Destas, 33 concorrem ao Prêmio da Expoepi no valor de R$ 30 mil reais. Além disso, serão concedidos os Prêmios Carlos Chagas e o Adolfo Lutz & Vital Brazil, para as melhores investigações de surtos realizadas pelos estados, municípios ou pela própria SVS.

    A Mostra deste ano também insere dois novos temas nas discussões: experiências bem-sucedidas de integração entre a vigilância em saúde e a atenção básica e sobre a saúde do trabalhador. Os temas tradicionais são: tuberculose, hepatites virais, dengue, malária, hanseníase, DST-Aids, doenças imunopreveníveis, outras doenças transmissíveis, doenças e agravos não-transmissíveis, vigilância em saúde ambiental, sistemas de informação, vigilância epidemiológica hospitalar e investigações de surtos.


    Mais informações sobre o evento confira AQUI

    A um passo

    Brasil está a um passo de atingir meta de vacinação contra rubéola

    Onze capitais estão entre as cidades que já garantiram cobertura vacinal de 95%. Apenas uma está abaixo de 80%. Mais de 63 milhões de brasileiros já se vacinaram

    Novo balanço parcial da Campanha Nacional de Vacinação para a Eliminação da Rubéola mostra que mais de 63 milhões de pessoas já estão imunizadas contra a doença. Esse número representa 90% da população-alvo que deve tomar a vacina. A campanha, já considerada a maior do mundo, ainda precisa vacinar 3,5 milhões de pessoas para atingir a meta de 95% de cobertura, que dará direito ao país de solicitar à Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de erradicação da doença.

    Até às 15h30 de hoje (24), 2.658 municípios haviam atingido a meta ideal: vacinaram 95% da população-alvo (cerca de 30 milhões de pessoas). Entre essas cidades, estão 11 capitais – Manaus (AM), Maceió (AL), Salvador (BA), Fortaleza (CE), São Luis (MA), Recife (PE), Teresina (PI), Aracajú (SE), Vitória (ES), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS). Quinze capitais estão com coberturas parciais entre 80%, como Campo Grande (MS), e 94%, exemplo de Curitiba (PR). A exceção é Palmas (TO), que está com cobertura de 68%.

    De acordo com a coordenadora nacional da campanha, Marlene Tavares, o ministro José Gomes Temporão enviará aos gestores municipais e estaduais uma nova carta para pedir empenho no combate à doença. “Nossa meta é deixar 95% das pessoas imunizadas. Para isso, as ações externas, de ir até onde a população-alvo está, devem continuar até o fim da campanha”, afirma.

    Entre as ações estaduais, está o monitoramento da cobertura vacinal nas cidades, com o apoio de assessores do Ministério da Saúde e Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). A partir do dia 2 de novembro, as secretarias municipais definirão uma série de regiões para confirmar a quantidade de pessoas vacinadas. “Trata-se de ir a campo mais uma vez, procurar quem não se vacinou e, efetivamente, cumprir a meta”, explica Marlene Tavares.

    ERRADICAÇÃO – O Ministério da Saúde faz um apelo aos que ainda não tomaram a vacina: comparecer ao posto de saúde mais próximo da sua residência, já que a imunização contra a rubéola é a única forma de garantir a eliminação da doença no país. Os homens são o principal foco da campanha. Isso porque, dos 8.684 casos de casos de rubéola confirmados no país, em 2007, 70% corresponderam a pacientes homens.

    Caso as pessoas do sexo masculino não sejam imunizadas, o vírus da rubéola continuará circulando pelo Brasil. Neste caso, o risco é a transmissão para mulheres grávidas, o que pode causar malformação congênita no feto, provocando cegueira, surdez, retardo mental ou problemas cardíacos no bebê.

    De acordo com o balanço preliminar as coberturas por região estão em 92,2% no Nordeste; 90,4% no Sudeste; 88,56% no Sul; 88,56% no Centro-Oeste e 86,9% no Norte (veja tabela). Entre os estados com as maiores coberturas estão Santa Catarina (96,46%), Maranhão (95,61%), Sergipe (94,39%), Alagoas (94,9%), Espírito Santo (94,53%), Pernambuco (94,24%), Roraima (93,82%), Minas Gerais (93,4%), Ceará (93,6%), Distrito Federal (91,67%) e Acre (93,54%).

    Assim como nos balanços anteriores, os dados mostram que os homens procuraram menos os postos. As informações preliminares indicam a vacinação de mais de 30 milhões de pessoas do sexo masculino, o que representa 87,3% de cobertura em relação ao total de homens a serem imunizados. Entre as mulheres, a adesão foi maior – mais de 32,8 milhões estão protegidas contra a doença, o que representa 93% de cobertura para o sexo feminino.

    Confira dados por região, estado e por sexo
    (clique na tabela para ampliá-la)



    Fonte: www.saude.gov.br

    sexta-feira, 24 de outubro de 2008

    Fazendo sempre

    O colega Renato Cury envia registro fotográfico do projeto realizado pela
    UBS Custódio Pereira conforme citamos aqui em nosso Blog da Saúde outro dia. O Evento foi realizado nesta sexta na EE Custódio Pereira.

    Destaque:
    Houve a participação da Coordenadora do Ambulatório Herbert de Souza DST/AIDS - Cláudia Bugarelli e sua equipe que foram responsáveis pelas palestras apoiando a equipe da UBS Custódio Pereira.






    XIV Semana do Idoso

    Clique no cartaz para ampliar

    quinta-feira, 23 de outubro de 2008

    Lei seca

    Lei seca muda comportamento do brasileiro


    Levantamento do Ministério da Saúde revela que, dois meses depois das restrições entrarem em vigor, 48 mil deixaram de beber e dirigir

    A Lei Seca - Lei 11.705, de 19 de junho de 2008 - está modificando o comportamento dos brasileiros, tornando-os mais responsáveis com o tema bebida e direção. Pesquisa do Sistema de Monitoramento de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis (Vigitel) do Ministério da Saúde, realizada por telefone, entre julho e agosto de 2008, revelou que 32% deixaram de ingerir bebidas alcoólicas antes de dirigir. Em 2007, a estimativa era a de que 150 mil motoristas bebiam e não temiam pegar no volante. Nestes dois meses após a lei, este comportamento já está sendo mudado. A projeção é de que 48 mil deixaram de beber e dirigir.

    O resultado faz parte de um estudo amplo conduzido pelo Ministério da Saúde que permitirá mensurar o impacto da Lei Seca em todas as capitais. A comparação definitiva ocorrerá no fim deste ano por meio do Vigitel. "Mas esses dados já indicam mudança no comportamento do motorista brasileiro frente à Lei Seca. Há maior responsabilidade e essa aparente mudança pode ter sido motivada pelo debate ocorrido na sociedade a partir dos meios de comunicação sobre os riscos individual e coletivo de dirigir embriagado, além da maior fiscalização das autoridades", diz Deborah Carvalho Malta, coordenadora-geral de Doenças e Agravos Não Transmissíveis do Departamento de Análise de Situação de Saúde do Ministério da Saúde.

    O primeiro levantamento nacional sobre padrões de consumo de álcool na população brasileira, realizado em 2007, mostrou que, na faixa etária de 18 a 34 anos, 40% bebiam em forma de binge. Ou seja, bebiam com maior risco, em curto espaço de tempo. De acordo com a Secretaria Nacional Antidrogas, a forma binge é uma prática que mais deixa o jovem e o adolescente exposto a uma série de problemas de saúde e sociais, sendo o acidente de trânsito o mais comum, além de envolvimento em brigas, vandalismo e prática de sexo sem segurança. O mesmo levantamento revelou ainda que metade dos que beberam em forma binge, o fizeram pelo menos uma vez por semana.

    PREJUÍZOS - Em 2006, o Brasil contabilizou 35.155 mortes por acidentes de transporte terrestre. Os homens totalizaram 28.670 (82%) contra 6.475 (18%) de mulheres vítimas. Entre os homens, a maior concentração de óbitos se deu na faixa etária de 15 a 59 anos (83,1%). As mulheres representaram 67,2% das mortes nessa mesma faixa de idade.

    De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), os custos dos acidentes de transporte nas rodovias brasileiras chegam a R$ 24,6 bilhões e, nos aglomerados urbanos, somam R$ 3,6 bilhões. Nesses valores, estão incluídos os gastos com cuidados em saúde, perda de produção, danos aos veículos e outros prejuízos.

    Para a médica Deborah Malta, a provável mudança de comportamento dos brasileiros, revelada na pesquisa preliminar do Vigitel, reforça o quanto é importante manter em alta as campanhas contra o consumo de bebidas antes de dirigir e o rigor da fiscalização nas vias públicas contra os infratores.

    O QUE É VIGITEL?

    Além de subsidiar o monitoramento dos fatores de risco e proteção para as doenças crônicas não transmissíveis e contribuir para o planejamento de ações voltadas para a redução da prevalência dos principais fatores de risco e a ocorrência dessas doenças, o Vigitel pode aferir o impacto da adoção de políticas públicas nessa área. O sistema é contínuo, com realização anual, permitindo o monitoramento das ações de forma mais ágil e com menor custo.

    No terceiro ano de realização do Vigitel, serão realizadas, aproximadamente, 54 mil entrevistas telefônicas, o que corresponde a uma amostra da população adulta residente em domicílios com linhas fixas de telefone, nas 26 capitais do país e no Distrito Federal. Sistema semelhante vem sendo utilizado com sucesso em algumas regiões do mundo, como nos Estados Unidos.

    Fonte: www.saude.gov.br

    Gente proativa

    Estudante ganha prêmio por tecnologia simples e barata para desinfectar água
    Mariana Jungmann
    Repórter da Agência Brasil


    Brasília - Júlia Soares Parreiras, uma das ganhadoras do Prêmio Jovem Cientista, tem 18 anos e ajuda comunidades carentes que vivem às margens do Rio das Velhas, nas proximidades de Belo Horizonte a desinfectarem água poluída para uso doméstico.

    Para isso, ela utiliza uma técnica chamada de solarização, na qual usa garrafas PET pintadas de preto de um lado, caixas de papelão e papel alumínio.

    A água poluída passa a ser de boa qualidade depois de exposta ao sol por quatro horas, dentro de garrafas que são colocadas, na posição horizontal, em de caixas de papelão com alumínio. Com isso, bactérias como a Escherichia coli, vírus e protozoários são eliminados, evitando doenças como diarréia e esquistossomose.

    “Até dengue você pode evitar utilizando esse método”, relata a estudante, que ganhou o prêmio com o projeto de desinfecção da água na categoria Estudante de Ensino Médio – período que concluiu no ano passado.

    Segundo ela, uma cartilha foi produzida para orientar as famílias sobre como utilizar o método. Júlia espera que, com o destaque proporcionado pelo prêmio, ela consiga produzir mais cartilhas para levar às comunidades carentes. “Várias pessoas não têm consciência da importância de cuidar da água para sua saúde”, explica.

    A estudante conseguiu desenvolver a pesquisa com a ajuda de uma bolsa de Iniciação Científica Júnior do Centro de Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet) e foi orientada por uma professora da escola onde estudava.

    Os três primeiros colocados no Prêmio Jovem Cientista na categoria Estudante de Ensino Médio ganham computadores e impressoras. O resultado do prêmio foi anunciado hoje pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

    Fonte: Agência Brasil

    quarta-feira, 22 de outubro de 2008

    Fórum de Enfermagem


    VI Fórum Mineiro de Enfermagem inicia hoje


    Acontece hoje o VI Fórum Mineiro de Enfermagem – “Saúde, Meio Ambiente e Condições de Trabalho na Enfermagem, que será realizado nos dias 22,23 e 24 de outubro, no anfiteatro do Bloco 2A do Campus Umuarama da Universidade Federal de Uberlândia – UFU.

    O evento está sendo promovido pelo Centro de Pesquisa e Educação Permanente em Enfermagem – DIREF e o Curso de Graduação em Enfermagem – FAMED da Universidade Federal de Uberlândia – UFU.

    O evento, que é realizado a cada 2 anos, adquiriu uma identidade própria, tornando-se um importante espaço de atualização da prática da Enfermagem e de divulgação científica através da realização de conferências, painéis e comunicações orais.

    Em 2008, a programação contempla a saúde do trabalhador, o meio ambiente e condições de trabalho na enfermagem e dará ampla oportunidade para o intercâmbio entre os participantes e divulgação nesta área de conhecimento.

    Informações da programação, fichas de inscrição e apresentações de trabalhos científicos acessar o link da página do site da UFU AQUI

    Maiores informações: 3218 2387 ou fmeufu@yahoo.com.br

    Projeto cidade da Música

    Hoje 22 e amanhão 23/10, às 19:00 horas, no Sabiazinho, gravação do 1º DVD do Selo Uberlândia, com a participação de 24 músicos de Uberlândia.
    Entrada Franca! Participe!




    Forró, MPB, Pop, Rap , Rock e Sertanejo Raiz. Estes são alguns dos gêneros da música local que farão parte do DVD do projeto Selo Uberlândia, que será gravado nos dias 22 e 23 de outubro, às 19h, na Arena Multiuso Presidente Tancredo Neves (Sabiazinho), com entrada franca.

    O projeto, que faz parte do Programa Cidade da Música, tem como objetivo valorizar artistas e músicos do município de Uberlândia, dos mais diversos gêneros musicais, por meio da gravação de um DVD. Além de divulgar os músicos, o projeto visa contribuir ainda mais para a qualificação do artista local, estimulando a cena musical do Município.

    Participaram da seleção para a gravação do DVD 44 músicos, e destes, 24 foram escolhidos. Cada artista concorreu com uma música, produzida em trabalho solo ou coletivo. Uma comissão constituída por dez profissionais, nomeada pela Secretaria Municipal de Cultura, fez a seleção dos trabalhos, avaliando-os de acordo com os seguintes aspectos: execução e interpretação; arranjos; mérito artístico; conteúdo poético das letras; histórico do participante e singularidade, e originalidade da obra.

    Após a gravação, será feito também um lançamento do DVD do projeto Selo Uberlândia, com a participação dos músicos em evento que será realizado até o final do ano.

    Mais informações clique aqui:

    Sabiazinho - Avenida Anselmo Alves dos Santos, 2000, bairro Santa Mônica.

    Fonte

    Dia do Dentista

    Dia do Cirurgião Dentista é comemorado pelo Programa de Saúde Bucal


    O Programa de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia deu inicio às comemorações do Dia Nacional de Saúde Bucal e do Dia do Cirurgião Dentista, comemorados dia 25 de outubro. Na manhã de sábado, dia 18, foi realizada a primeira de três palestras programadas para este mês.

    Quem abriu as palestras foi o Dr. Samuel Jorge Moysés, professor titular da PUC do Paraná, professor adjunto da Universidade Federal do Paraná e cirurgião-dentista - Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba-PR com o tema “Odontologia na Atenção Primária em Saúde: tendências e avanços”.

    A segunda palestra aconteceu no dia 20, segunda-feira, com o médico João Pedro da Silva – psicanalista clínico / Diretor do RH Cedro Finances com o tema “Motivação para o Sucesso”, e com a psicóloga Maria Paula Algodoal da Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria Municipal de Saúde - “O papel do profissional frente ao serviço, família e pessoas”.

    O terceiro dia desta comemoração será amanhã, dia 22, objetivando os profissionais das unidades do atendimento escolar com o tema “Selantes na atualidade” com a Dra. Adriana Beatriz Silveira. O evento acontece no anexo da Secretaria Municipal de Saúde, localizado na Av. João Naves de Ávila, 2202, Santa Maria, a partir das 8h.

    O público alvo dos encontros são profissionais da área de Saúde Bucal, como cirurgiões dentistas, técnicos em higiene dental e agentes de saúde da Rede Única de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde.


    Fonte
















    Fotos Renato Cury

    Oficina para Adolescentes

    A colega Wilma Nunes manda boas notícias

    Projeto Saúde e Educação: de mãos dadas na formação dos adolescentes



    Acontece, nesta sexta-feira, 24 de outubro, a partir das 8:00 horas da manhã a VI Oficina deste projeto que esta sendo desenvolvido pela equipe multidisciplinar da UBS Custódio Pereira.

    Desta vez o tema será Doenças sexualmente Transmissíveis e Aids.

    O projeto acontece na Escola EStadual Custódio Pereira a partir das 8:00 horas da manhã ;

    Para a preparação e aplicação desta oficina aos 270 alunos da escola a Equipe tem a parceria de profissionais do Ambulatório Municipal de Moléstias Infeciosas Herbert de Souza - DST / AIDS.

    O objetivo da oficina é repassar aos adolescentes, de forma dinâmica e com linguagem adequada à faixa etária, conhecimentos sobres as DST e a AIDS, enfatizando as formas de prevençao e o diálogo aberto sobre sexualidade.


    MEMÓRIA DAS OFICINAS REALIZADAS





    A última oficina acontecerá em Novembro e abordará a Gravidez na Adolescência.

    O projeto será finalizado em dezembro, quando os grupos de alunos da escola Estadual Custódio Pereira apresentarão uma síntese do que aprenderam durante o ano através de posters, teatro, música e dança.

    terça-feira, 21 de outubro de 2008

    Radiação

    Aiea alerta sobre risco de radiação para pacientes


    Relatório do Comitê das Nações Unidas sobre Conseqüências da Radiação Atômica, lançado em 2000, revela que pacientes são expostos a 200 vezes mais radiação iônica do que médicos; Em alguns países, o número pode ser até 500 vezes maior.

    A Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, informou, na última quinta-feira, que a radiação iônica utilizada na detecção da causa e da abrangência de doenças pode estar colocando pacientes em risco.

    Segundo a agência, todo ano, são feitos cerca de 4 bilhões de exames de raio X, 30 milhões de medicina nuclear e 5 milhões de pessoas recebem tratamento por radioterapia.

    Riscos

    De acordo com um especialista da Aiea, Madan Rehani, há preocupações de que as novas tecnologias não estejam protegendo os pacientes como esperado pelos médicos.

    Segundo um relatório do Comitê das Nações Unidas sobre Conseqüências da Radiação Atômica, lançado em 2000, os pacientes são expostos a 200 vezes mais radiação iônica do que médicos.

    Durante este final de semana, a Aiea organizou uma reunião em Buenos Aires, na Argentina, para discutir as conseqüências das novas tecnologias de radiação terapêutica e técnica de tomografia.

    O encontro reuniu especialistas em medicina e proteção radiológica e fabricantes de equipamentos de radiologia.

    Fonte: Radio das Nações Unidas - ONU

    Células-tronco

    Células-tronco tumorais podem ser chave para cura do câncer


    Cientistas italianos descobriram que as células-tronco tumorais - que mal representam 1% das que formam um tumor - são as responsáveis pelas metástases do câncer e, portanto, podem ser a chave de sua cura.

    Esta descoberta, que pode revolucionar o modo de combater os tumores, é fruto de uma pesquisa de cientistas Instituto Superior de Saúde (ISS) e da Universidade La Sapienza de Roma, entre outras instituições, que assistem hoje ao Congresso Nacional da Sociedade de Cirurgia italiana na capital do país.

    "Descobrimos que as células-tronco tumorais, apesar de constituírem 1% ou 2% da população do total das células tumorais, são as mais importantes do ponto de vista da agressividade, determinando as metástases e reaparições" do câncer, comenta Ruggero De Maria, oncologista do ISS.

    "Devemos identificar estas células através de uma operação de 'estudos de imagem computadorizada'. Só assim podemos pensar em intervir depois para desativar o tumor", acrescenta.

    Os pesquisadores italianos, em colaboração com cientistas americanos, analisam agora o comportamento das células-tronco tumorais para averiguar que medicamentos podem ser mais efetivos para conseguir curar os tumores, inclusive, sem necessidade de intervenção cirúrgica.


    Fonte:http://cienciaesaude.uol.com.br

    segunda-feira, 20 de outubro de 2008

    Processo seletivo

    A Prefeitura Municipal de Uberlândia abre processo seletivo simplificado para contratação, por tempo determinado, de Agente de Controle de Zoonoses e Agente Patrimonial.


    As inscrições serão feitas somente na Diretoria de Desenvolvimento Humano, 2º piso, Bloco 2, no Centro Administrativo, situado à avenida Anselmo Alves dos Santos, 600, bairro Santa Mônica, de 20 de outubro a 3 de novembro, no horário das 12h às 17 horas.

    Mais informações no Diário Oficial 3029, de 16/10/2008. Ver página 13.
    Edital


    Fonte

    Choque térmico

    Choque térmico não adoece

    Pare de usar o choque térmico como desculpa para adoecer
    Diferença de temperatura só afeta quem sofre de alergias respiratórias


    Na rua, um calor de matar. Dentro do carro e do escritório, alívio: o ar condicionado refrigera e diminui o cansaço. E pode aproveitar o refresco sem culpa, porque a idéia de que o choque térmico prejudica a saúde não passa de lenda. Nosso organismo não adoece por causa de diferenças de temperatura , afirma o pneumologista Fernando Stugart, professor da Uninove, em São Paulo.

    Segundo ele, não existe nenhum estudo que comprove a relação entre as oscilações de temperatura no ambiente e a baixa das defesas imunológicas do organismo. Sabemos somente que, nos casos de alguns problemas alérgicos, o chamado choque térmico pode precipitar o aparecimento dos sintomas. Mas o paciente já tem asma, rinite ou bronquite, ele não foi infectado pela variação de temperatura .

    Os casos de alergia respiratória, no entanto, são mais comuns no inverno. Isso porque chove menos (com a umidade baixa, os vírus e os ácaros não se dissipam e as chances de contágio aumentam), além de haver mais aglomeração nos ambientes. As janelas ficam fechadas e, com baixa ventilação, a transmissão dos vírus da gripe é facilitada , diz o pneumologista Fernando Sanz Sogayar, do Hospital Metropolitano.

    O ressecamento do ar provocado pelo ar condicionado também é prejudicial. Ele não só diminui a umidade como favorece crises respiratórias. Isso se deve ao próprio funcionamento do aparelho, que precisa de portas e janelas fechadas. Se a sala tem carpetes e cortina, é preciso ter o cuidado de limpá-lo com freqüência, tirando todo o pó. O mesmo vale para o filtro do ar condicionado, que precisa ser limpo duas vezes por semana no caso de aparelhos ligados diariamente , diz o professor universitário.

    Por sua vez, o frio enfraquece as defesas do corpo. Como gastamos muita energia para manter a temperatura do corpo estável, ficamos mais suscetíveis a infecções , afirma Fernando Sanz. Mas isso só acontece se a exposição ao frio ocorrer por muito tempo. Não estamos falando daquela corridinha do escritório para o estacionamento . Tosse, dificuldade respiratória e dor de garganta são os sintomas mais comuns.

    Os líquidos amenizam os sintomas nos dias quentes. Tomar cerca de dois litros de água por dia e instalar umidificadores de ambiente são medidas que previnem as alergias. Nos casos de crise, uma nebulização feita apenas com soro fisiológico pode trazer algum alívio. Mas não há necessidade de comprar um aparelho só para isso. O recurso serve como alternativa para aquelas pessoas que têm um familiar com asma e já contam com um inalador à disposição , afirma o pneumologista Fernando Stugart. Nesse sentido, ele alerta para os cuidados com a higiene dos acessórios, removendo qualquer vestígio de medicamentos ou agentes causadores de doenças.

    Andar descalço ou lavar a cabeça não causa gripe, dor de garganta, resfriado e nem pneumonia. Esses problemas são causados por agentes infecciosos. Mas muita gente parece se esquecer disso , diz o médico Fernando Sanz.

    Da sauna para a piscina

    Se você faz parte do time que gosta de passar um tempo na sauna e, na seqüência, correr para a água gelada da piscina, pode ficar tranqüilo. O hábito é saudável e só traz ganhos à saúde (desde que você não seja hipertenso). O choque térmico causa uma taquicardia semelhante à de uma caminhada em ritmo forte, beneficiando a saúde cardiovascular, afirma o pneumologista do Hospital Metropolitano.



    Fonte: http://minhavida.uol.com.br

    OMS - Relatório

    Recebi este maravilhoso relato quase que simultaneamente de Maria Francisca Abritta e de Rubia.
    Leitura imprescindível


    Brasil é exemplo na atenção básica à saúde, diz OMS - Relatório anual recomenda adoção de cuidados básicos para lidar com desigualdade. Da BBC


    O relatório anual da Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a adoção da atenção primária à saúde em todos os países e destaca o Brasil como exemplo dessas iniciativas. O documento, intitulado Atenção Primária à Saúde, agora mais do que nunca, recomenda que os países adotem cuidados primários de saúde em suas políticas numa tentativa de combater a desigualdade e ineficiências dos problemas de saúde. Nesse sentido, a OMS destaca iniciativas como o Programa Saúde da Família e os observatórios de Recursos Humanos em Saúde como modelos a serem seguidos já que demonstraram bons resultados para aprimorar o sistema público de saúde no Brasil.

    De acordo com o relatório, há uma grande desigualdade no acesso à saúde, no custo e nos resultados das políticas de saúde ao redor do mundo. Como exemplo, o documento cita que a diferença na expectativa de vida dos cidadãos de países pobres e ricos é maior do que 40 anos e que os gastos públicos em saúde variam de apenas US$ 20 por pessoa para mais de US$ 6 mil. "A desigualdade de acesso, custos altos e a falta de confiança no sistema de saúde constituem uma ameaça à estabilidade social", diz o documento.

    Problemas

    A OMS destaca que a especialização excessiva nos países ricos e os programas voltados à apenas uma doença nos países pobres, assim como os gastos em serviços de cura e que abandonam políticas de prevenção e promoção da saúde são alguns dos exemplos da ineficiência dos sistemas de saúde atuais. Para tentar combater esses problemas, a OMS recomenda, em seu relatório anual, que os países adotem os cuidados básicos de saúde estabelecidos na Declaração de Alma-Ata, de 1978. O sistema oferece uma abordagem holística das políticas de saúde que vai além do modelo médico e recomenda a participação da comunidade e a igualdade de acesso. De acordo com a declaração, os cuidados primários de saúde são "cuidados essenciais de saúde baseados em métodos e tecnologias práticas, cientificamente bem fundamentadas e socialmente aceitáveis, colocadas ao alcance universal de indivíduos e famílias da comunidade, mediante sua plena participação e a um custo que a comunidade e o país podem manter em cada fase de seu desenvolvimento".

    Exemplo

    Para implementar as reformas, a OMS faz quatro recomendações e destaca o sucesso das iniciativas adotadas no Brasil com relação à atenção primária. Em primeiro lugar, o documento recomenda os países adotem o acesso universal à saúde e cita o Brasil como exemplo."O Brasil, que começou a adotar o sistema de acesso universal em 1988 já oferece o acesso a 70% da população", diz o documento. Além disso, o relatório aconselha ainda que o sistema de saúde tenha a população como foco e afirma que "sistemas de saúde podem ser reorientados para atender melhor às necessidades das pessoas através de pontos estabelecidos na comunidade". Novamente, o documento cita o sucesso do programa brasileiro Saúde da Família, adotado em 1994 como um dos programas propostos pelo governo federal aos municípios para implementar a atenção básica.

    Em entrevista à BBC Brasil, o editor responsável pelo relatório neste ano, Win Van Lerberghe, afirmou que o programa é "um dos exemplos mais impressionantes do impacto da adoção dos cuidados básicos e de como esses cuidados devem ser implementados para que proporcionem melhoria na qualidade da saúde e traga resultados". "O programa brasileiro demonstra o modo como o sistema deve caminhar", afirmou.

    Descentralização

    O documento ressalta ainda a necessidade de descentralizar as políticas de saúde e incorporar outros setores, como o de educação, por exemplo, como parte do sistema do país para garantir uma melhor cobertura das políticas de prevenção. Finalmente, a OMS recomenda que o sistema de saúde seja implementado com liderança e que envolva todos os setores da sociedade - o setor privado, as comunidades, a sociedade civil e o empresariado. Nesse sentido, o relatório destaca o trabalho dos observatórios em Recursos Humanos em Saúde no Brasil, que desenvolve pesquisas e sistematiza as informações sobre saúde para oferecer subsídios na formulação de políticas de saúde em todos os níveis. Segundo Lerberghe, os observatórios são um "modelo" no âmbito das políticas públicas de saúde. "O modo como as autoridades de saúde brasileiras trabalham com a sociedade civil e com os acadêmicos é um exemplo a ser seguido", disse Lerbergue à BBC Brasil.”

    Capacitação

    Começou capacitação sobre desenvolvimento gerencial na área de saúde
    Os cursos serão oferecidos até o mês de dezembro


    A Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria de Municipal de Saúde, e o Pólo de Educação Permanente em Saúde Triângulo Norte, realizaram a partir desta sexta-feira, dia 17, a capacitação Desenvolvimento Gerencial para atuar na Atenção Primária em Saúde. Os cursos serão oferecidos no período de 17 de outubro a 16 de dezembro, conforme cronograma abaixo.
    Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (34) 3229-1519, ramal 202.


    Data: 17 de outubro
    Tema: Atenção Primária na garantia do direito a saúde – Tendências e Perspectivas: 30 anos de Alma Ata, 20 anos de SUS e 15 anos de Saúde da Família.
    Palestrante: Doutor Samuel Jorge Móyses

    Data: 29 de outubro
    Tema: Qualidade de vida, Comportamento e Criatividade no mundo do trabalho.
    Palestrante: Doutor Wanderley Pires

    Data: 06 de novembro
    Tema: Estresse e as possíveis contribuições do campo das ciências comportamentais para o mundo do trabalho.
    Palestrante: Doutor José Aparecido Filomeno Sardella

    Data: 07 de novembro
    Tema: Integração da Atenção Primária e Vigilância em Saúde – Diretrizes, Perspectivas e Experiências Inovadoras.
    Palestrante: Coordenações da Vigilância Sanitária e Epidemiológica (SMS Curitiba-PR)

    Data: 21 de novembro
    Tema: Portaria nº. 154, de 24 de janeiro de 2008 (republicada em 04 de março de 2008) – Diretrizes, possibilidades e avanços. Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf)
    Palestrante: Doutor Berardo Augusto Nunan

    Data: 21 de novembro
    Tema: A educação permanente na Atenção Primária em Saúde: um profissional qualificado
    Palestrante: Doutora Ana Estela Adad

    Data: 04 de dezembro
    Tema: Aplicação Prática da Gestão de Pessoas por Competências
    Palestrante: Doutor Willians Valenttin

    Data: 05 de dezembro
    Tema: Saúde mental, alterações comportamentais, sofrimento psíquico e a atenção primária em saúde.
    Palestrante: Doutor Willians Valenttin

    Data: 12 de dezembro
    Tema: Ética nas relações profissionais
    Palestrante: Doutor Ângelo Luiz de Oliveira

    Data: 12 de dezembro
    Tema: Liderança e Relações Interpessoais – Conflitos Intragrupais, o comportamento humano e o estudo das interações nas organizações.
    Palestrante: Doutora Darcy Sousa

    Data: 16 de dezembro
    Tema: Liderança e Relações Interpessoais – Conflitos Liderança em tempo de crise – o novo líder: para cima para o lado
    Palestrante: Doutor Roberto Shinyashiki


    16 de outubro de 2008


    Fonte:
    Secretaria Municipal de Gestão Estratégica e Comunicação
    Av. Anselmo Alves dos Santos, 600 – Uberlândia / MG
    Fones: (34) 3239-2684 / 2441 / 2883

    Dia das crianças II

    Unidade de Saúde do Bairro São José comemora aniversário com festa para as crianças



    A Unidade Básica de Saúde da Família do Bairro São José sob a coordenação da enfermeira Cristiane Sousa Pereira comemorou neste dia 10 de outubro um ano de existência com uma grandiosa festa para as crianças com vários presentes e brincadeiras.
    Compareceram mais de 150 crianças do Bairro São José juntamente com seus pais, para ganharem carrinhos, bonecas, sessão de cinema e um mega bolo de aniversário.
    As crianças do EMEI Maria Claro também ganharam presentes, sendo que houve uma participação ativa do comércio, da população local e da parceria voluntária do advogado Marcelo Eduardo que contribuíram para que esta festa fosse revestida do maior sucesso.

    Fotos: Cristiane Sousa Pereira
    Texto: Renato Cury




    XIV Semana do Idoso



    Recebemos de Wilma Silva Nunes, repassamos.
    Confira todas as informações sobre o evento clicando AQUI

    Dia das Crianças

    Dia das Crianças no Bairro São Jorge é comemorado em Unidade de Saúde


    Foi comemorado quinta-feira, dia 16 na Unidade Básica de Saúde da Família – UBSF São Jorge II localizado na Rua Ângelo Cunha 269, o Dia das Crianças voltado para mensagens educativas com sucos, refrigerantes, cachorro quente e pipocas, com a participação de crianças do Lar Espírita Maria Lobato.

    Duas apresentações de fantoches aconteceram, sendo que a primeira organizada pela equipe da UBSF enfocou uma alimentação mais saudável através de uma interação com as crianças.

    Logo após, o Centro de Controle de Zoonoses apresentou sua equipe do NES – Núcleo de Educação em Saúde, através dos profissionais Cláudio Giorgio e Luis Henrique para apresentar o teatro de fantoches cujo tema foi a prevenção do mosquito da dengue.

    Segundo a Coordenadora da Unidade, a enfermeira Núbia Cássia Camargo, “aproveitamos esta data para mostrar às crianças e aos pais várias mensagens educativas no intuito de pudessem levar para casa informações do dia-a-dia relativas à saúde”.

    Vários prêmios e brincadeiras ainda aconteceram no decorrer da tarde.

    Texto e fotos: Renato Cury




    quinta-feira, 16 de outubro de 2008

    Dia de Lavar as Mãos

    ONU mobiliza milhões de crianças em 'Dia de Lavar as Mãos'
    Dia Global de Lavagem das Mãos

    Mais de 120 milhões de crianças devem participar de iniciativa em cinco continentes e prometem mais higiene para combater doenças.

    Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

    O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, está realizando nesta quarta-feira o primeiro Dia Global da Lavagem das Mãos.

    Segundo a agência, mais de 120 milhões de crianças devem participar do evento em cinco continentes e 70 países.

    Banheiros a Céu Aberto

    O objetivo é estimular a higiene desde os primeiros anos de vida para evitar doenças que podem matar as crianças.

    Quase metade da população mundial não têm acesso a saneamento adequado.

    A campanha também incentiva as crianças a prometer a prática de hábitos de higienes mais saudáveis como lavar as mãos com sabão e não usar banheiros a céu aberto.

    Artistas

    Para tornar o evento mais atraente para as crianças, o Unicef está contando com a ajuda de artistas, atletas e outras pessoas famosas em cada país.

    Na Índia, o astro do críquete, Sachin Tendulkar, lavou as mãos na frente de milhões de espectadores.

    Já na Austrália, o grupo musical "The Wiggles" compôs uma canção especialmente para o dia.

    Na Colômbia, o Dia Mundial da Lavagem das Mãos está sendo comemorado por milhares de crianças num estádio de futebol.

    De acordo com o Unicef, o simples fato de lavar as mãos com sabão reduz chances de diarréia em mais de 40% e doenças respiratórias em um terço.

    As duas doenças são as maiores causas de morte de crianças na Índia.

    Apresentação*: Eduardo Costa, Rádio ONU em Nova York.


    Fonte: Rádio ONU

    Navegar é preciso

    Navegar na internet pode estimular o cérebro de idosos






    Navegar na internet pode fazer bem para o cérebro de pessoas na meia-idade ou idosas, segundo estudo da Universidade da Califórnia. Avaliando 24 voluntários com idades entre 55 e 76 anos – metade deles, usuários experientes de internet – os pesquisadores descobriram que a busca de dados pela rede, assim como a leitura, estimula áreas cerebrais ligadas à linguagem, leitura, memória e habilidades visuais. Entretanto, diferente da outra atividade, o uso da internet estimula também a área da tomada de decisões e do raciocínio complexo. Para os autores, a descoberta pode ajudar a reduzir as mudanças fisiológicas relacionadas ao envelhecimento, como redução do volume cerebral e da atividade celular, que levam o cérebro a ficar mais lento.

    Fonte: http://blogboasaude.zip.net/

    quarta-feira, 15 de outubro de 2008

    Protegendo a infância



    Recebemos, repassamos e recomendamos os sites abaixo enviado pelo nosso amigo e colega Leonel Andrade, Médico Pediatra.

    A cidadania começa na infância. Seguem alguns Links interessantes para a proteção da criança e do adolescente, em especial no que tange a prevenção de acesso a sites de conteúdo duvidoso na internet, combate a pedofilia e a prostituição infantil.

    Proteger a infância é proteger a sociedade, a família e o futuro do Brasil. Não deixem de acessar e divulgar para seus contatos

    Leonel Ricardo de Andrade
    Médico Pediatra
    .


    Os sites recomendados:

  • Uso Responsável da Internet
  • Navegue Protegido
  • Observatório da Infância
  • ABMP - Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude
  • Bom exemplo



    Prédios municipais vão adotar coleta seletiva
    Resíduos descartados serão entregues às cooperativas de recicladores
    Lucas Barbosa
    Repórter
    Jornal Correio de Uberlândia



    A partir do próximo ano, as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs), Centro Administrativo, Câmara de Vereadores, creches, escolas municipais e outros órgãos e entidades que fazem parte da administração pública do Munícipio terão que separar o lixo que descartam diariamente.

    Na sexta sessão ordinária deste mês, realizada ontem pela manhã, os vereadores de Uberlândia aprovaram por 14 votos favoráveis o projeto de lei nº 240, que institui a separação dos resíduos sólidos descartados nas repartições públicas da cidade e a sua destinação às cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis. Clique aqui e confira matéria sobre os aliados da limpeza

    “Esta é uma proposta antiga da Administração Municipal. Será uma ação ambiental e, ao mesmo tempo, social e a primeira de várias ações ambientais de reciclagem que serão desenvolvidas na cidade no próximo mandato, disse o líder do Executivo na Câmara, vereador Neivaldo Silva, o Magoo (PSDB). “Futuramente, o objetivo é levar o programa às residências”, afirmou.

    Pelo projeto de autoria do prefeito Odelmo Leão, os órgãos e as entidades públicas municipais deverão criar uma comissão para a coleta seletiva solidária no prazo máximo de 90 dias a contar da data de publicação da lei. Esta comissão deverá ser composta por no mínimo três servidores de cada prédio e estes serão responsáveis por supervisionar a coleta e separação do lixo, bem como sua destinação para as associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

    No caso das escolas da rede municipal, a comissão de coleta poderá optar por comercializar o material coletado, revertendo o lucro da venda em benefício da escola. O prazo para implantação do programa é de no máximo 180 dias contados a partir da data de publicação da lei. Projeto de coleta seletiva ganha apoio do governo federal. Projeto de coleta seletiva ganha apoio do governo federal, confira.

    Para receber o material, as associações e cooperativas devem comprovar que são exclusivamente constituídas por catadores, que possuem infra-estrutura com capacidade para realizar a triagem e a classificação dos resíduos, e que empregam o sistema de rateio entre os associados ou cooperados.

    Segundo o secretário municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, Cláudio Guedes, a princípio a Prefeitura terá que investir apenas em treinamento das comissões de coleta. Ele disse ainda que este trabalho já é feito em alguns prédios públicos do Município e que a nova lei servirá apenas como um instrumento normativo. Cláudio Guedes informou também que não existe uma estimativa de quantas toneladas de material serão recolhidas em todos os prédios públicos da Administração Municipal.

    Moradores fazem separação

    Enquanto não existe nenhum projeto da Prefeitura de coleta seletiva nas residências, muitos moradores realizam ações individuais ou em pequenos grupos. A separação do lixo orgânico, como restos de alimentos, ou de materiais secos, como papel, plástico, vidro, caixas longa vida e garrafas pet, é feita em algumas casas, apartamentos, empresas e em condomínios fechados. Depois de separados, os recicláveis são recolhidos pelos catadores de associações e cooperativas, já que a única opção da população é deixar o material na porta de suas casas. No entanto, o volume de material coletado por meio destas pequenas ações representa muito pouco diante da realidade do Município. O aterro sanitário recebe cerca de 350 toneladas de lixo por dia.

    A Cooperativa dos Recicladores de Uberlândia (Coru) arrecada cerca de 20 toneladas por mês de material reciclado por meio de uma parceria com empresas da cidade e da coleta de porta em porta. O programa Coleta Solidária, do Inderc, que existe há quatro anos, também recolhe aproximadamente 13 toneladas de materiais recicláveis, doadas por várias empresas. No edifício Longino, na avenida Cesário Alvim, no Centro, cerca de 80% dos moradores fazem coleta seletiva desde 2002. São reciclados em torno de 60% do lixo produzido.

    A Associação dos Recicladores e Catadores Autônomos de Uberlândia (Arca) estima que exista 3,8 mil catadores na cidade, segundo o presidente da entidade Raul Perez. Nesta entidade há 84 associados, 30 catadores e são recolhidas cerca de 18 mil toneladas de material por mês. Clique aqui e confira outra matéria sobre coleta seletiva em Uberlândia.

    O secretário municipal Cláudio Guedes informou que o processo de coleta seletiva de casa em casa não é feito pela Prefeitura, pois ele custa seis vezes mais que o processo de coleta de lixo nos moldes convencionais. “A coleta seletiva de porta em porta é inviável pelo custo que vai gerar para o Município, por isso estamos incentivando as associações e cooperativas de catadores”, disse.

    O que pode ser reciclado

  • Papel e papelão
  • Embalagens longa vida
  • Garrafas Pet
  • Latas de alumínio
  • Pneus
  • Restos da construção civil
  • Óleo de cozinha
  • Garrafas de vidro
  • Parafusos
  • Cobre, aço, chumbo, latão, zinco
  • Plásticos, exceto os que são misturados com outras substâncias, como papel ou laminado

    O que não é reciclável

  • CDs
  • Espelho
  • Cristal
  • Louça
  • Papel carbono ou papel químico
  • Papéis metalizados ou plastificados
  • Isopor

    Objetos que podem ser reciclados:

    Papel :
    jornais, revistas, caixas, papelão, papel de fax, formulários de computador, folhas de caderno, cartolinas, cartões, rascunhos escritos, envelopes, fotocópias, folhetos, impressos em geral.

    Metal :
    Latas de alumínio como: latas de cerveja e refrigerante
    latas de aço como: latas de óleo, milho, molho de tomate, latas de atum

    Plástico :
    Tampas, potes de alimentos (margarina), frascos, utilidades domésticas, embalagens de refrigerante, garrafas pets, recipientes para produtos de higiene e limpeza, sacos plásticos, peças de brinquedos.

    Vidro :
    Podem ser inteiros ou quebrados.
    Tampas, potes, frascos, garrafas de bebidas, copos, embalagens.

    É muito importante que esses materiais estejam limpos e secos.

    Veja o tempo de decomposição dos materiais:

    Ambiente Brasil - Portal ambiental


    Fonte: Jornal Correio de Uberlândia
    Pesquisa: Valeriana Medrado
    Redação Online
  • terça-feira, 14 de outubro de 2008

    Fazendo acontecer

    Recebemos de Wilma


    A UBS Custódio Pereira compartilha as imagens de algumas atividades realizada neste período:




    1 - PROJETO SAÚDE E EDUCAÇÃO DE MÃOS DADAS NA FORMAÇÃO DOS ADOLESCENTES:

    Em Agosto aconteceu a IV Oficina do Projeto: 'Nenhum Homem é uma ilha'. A oficina discutiu afetividade e relacionamentos, abordando tópicos como amizade, namoro, casamento e sexualidade.

    Em setembro foi realizada a V Oficina deste projeto: Prevenção ao uso de fumo, álcool e drogas ilícitas, desta vez com a parceria do PROERD ( programa de Resistência às Drogas e à Violência.


    2- PROJETO MÃE UBERLÂNDIA: OFICINAS EDUCATIVAS SOBRE GESTAÇÃO, PARTO E PÓS-PARTO, CUIDADOS COM O RECÉN-NASCIDO E ALEITAMENTO MATERNO: forma realizadas 06 oficinas.

    Confira as imagens.

    UBS CUSTÓDIO PEREIRA: NÓS FAZEMOS ACONTECER!








    segunda-feira, 13 de outubro de 2008

    Genoma da malária

    Genoma do parasita da malária é seqüenciado por cientistas


    O genoma do protozoário Plasmodium vivax, causador de 80% dos casos de malária no Brasil, foi seqüenciado por cientistas. O resultado, publicado hoje na revista Nature, será uma grande ajuda para as pesquisas sobre vacinas e novas terapias contra a doença. O seqüenciamento permitirá a substituição de experimentos com o protozoário vivo por simulações de computador. Um grande avanço, pois o P. vivax não sobrevive muitos dias em tubo de ensaio: os cientistas são obrigados a criar macacos infectados para realizar experiências.

    Além disso, a comparação do genoma do P. vivax com o de outras espécies de plasmódio, como o P. falciparum, poderá revelar, por exemplo, quais diferenças nos genes se traduzem em diferentes graus de resistência a medicamentos ou de agressividade da doença.

    O P. falciparum, responsável por 20% dos casos de malária no país, foi seqüenciado em 2002. Jane Carlton, pesquisadora do Centro Médico da Universidade de Nova York e autora principal do artigo, afirma que o escasso dinheiro para pesquisas com malária costumava ser direcionado apenas para pesquisas com P. falciparum. "É a espécie que mais mata no mundo", explica Jane. "O P. vivax não costuma matar, mas faz a pessoa desejar a morte." Ela acredita que o seqüenciamento vai ajudar a mudar o status de "forma negligenciada" da malária causada por P. vivax.

    Para Márcio Yamamoto, biólogo da USP e co-autor do artigo, os resultados são motivo de comemoração especialmente para o Brasil, onde o P. vivax é o principal causador da malária.

    Marcadores

    Marcelo Urbano Ferreira, do Departamento de Parasitologia do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, já utilizou os resultados do seqüenciamento antes mesmo da sua publicação. Ele descobriu "marcadores genéticos" capazes de identificar diferentes populações de P. vivax. Sua pesquisa será útil, por exemplo, para estimar a diversidade e a taxa de cruzamento das várias cepas de protozoários que existem no país, duas variáveis que ajudam a compreender diferentes graus de resistência a terapias.

    Ferreira comenta que já é mais fácil encontrar fontes de financiamento para pesquisas com o P. vivax. E cita como exemplo a Fundação Bill e Melinda Gates que, havia poucos anos, só direcionava recursos para estudos com P. falciparum. "Mas eles perceberam que, para erradicar a malária do mundo, não é possível ignorar o P. vivax", afirma. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.


    Fonte: http://cienciaesaude.uol.com.br

    Vacinas brasileiras

    OMS avalia qualidade das vacinas brasileiras


    Brasília - A qualidade, segurança e eficácia das vacinas produzidas no Brasil serão avaliadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o objetivo é saber quais desses produtos poderão ser utilizados para abastecer os países da América Latina, da África e outros que estejam enfrentando situações de emergência ou calamidade.

    A cada quatro ou cinco anos, técnicos da entidade fazem essa avaliação, para determinar as vacinas que poderão ser compradas pela Organização das Nações Unidas (ONU). De hoje (13) até a próxima sexta-feira (17), a Anvisa, o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) serão reavaliados.

    A pré-qualificação da autoridade reguladora do país – no caso do Brasil, a Anvisa – é pré-requisito para que os produtores nacionais possam qualificar seus produtos e serem fornecedores da OMS.

    Caso as autoridades sanitárias sejam aprovadas, a próxima etapa será a reavaliação dos laboratórios nacionais.


    Fonte: www.agenciabrasil.gov.br

    Dia das crianças educativo

    Unidade de Saúde Seringueiras II promove dia das crianças educativo


    A UBSF Seringueiras II, sob a coordenação da enfermeira Karina Martins da Silva Mascarenhas, localizado na Rua Chapada dos Parecei 56 Bairro Seringueiras, comemorou o Dia das Crianças nesta sexta feira dia 10 de outubro com varias brincadeiras educativas tanto para as crianças como para os pais, visando proporcionar prevenção em saúde e diversão ao mesmo tempo.

    A manhã começou com uma atividade física ministrada pela educadora Telma Matos com vários exercícios para estimular a coordenação motora das crianças.

    Logo após houve a apresentação de um teatro de fantoches apresentado pelos profissionais do NES – Núcleo de Educação em Saúde do Centro de Controle de Zoonoses que levou às crianças uma mensagem de prevenção contra o Mosquito da Dengue, com um filme da Fundação Oswaldo Cruz.

    Houve também uma distribuição de brinquedos feitos de material reciclado, tais tampinhas, garrafas pet, mamadeiras, brinquedos e outros tipos que foram criados pela equipe da UBSF.

    Pipoca e guaraná foram distribuídos através da doação do comércio local.






    Texto e fotos: Jornalista Renato Cury