Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





sábado, 28 de fevereiro de 2009

Contra dengue

Mobilização Pedagógica Contra a Dengue chega à zona rural
Nesta fase também receberão visitas as escolas particulares que solicitarem os serviços

Terá início nesta segunda-feira, dia 2, a segunda etapa da Mobilização Pedagógica Contra a Dengue. A Escola Municipal Sebastião Rangel, no distrito de Tapuirama, será a primeira a receber a equipe. Nesta fase serão visitadas as unidades escolares da zona rural. As particulares que quiserem, podem solicitar os serviços ao Centro de Controle de Zoonoses ou ao Programa de Saúde Escolar, ambos da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia (SMS). A primeira etapa teve início no dia 6 de fevereiro e foram visitadas escolas públicas municipais e estaduais da zona urbana.

Os trabalhos junto aos alunos da zona rural irão sensibilizá-los, além de informar os funcionários das escolas sobre os aspectos preventivos da dengue. Até o dia 9 serão visitadas as escolas de Cruzeiros dos Peixotos (02/03), Martinésia (02/03), Miraporanga (03/03), Tenda dos Morenos (03/03), Fazenda Olhos D’água (04/03), Babilônia (04/03), Dom Bosco (06/03), Emílio Ribas (05/03), Leandro José de Oliveira (09/03) e Professora Maria Regina Lemes (09/03).

Para José Humberto Arruda, coordenador do Programa de Combate à Dengue, os alunos e servidores das escolas funcionam como multiplicadores das ações. “Mostramos larvas vivas do mosquito Aedes aegypti. Isto ajuda muito, pois desperta a atenção dos alunos, que muitas vezes encontram o mesmo em casa, mas não sabe do que se trata. Com o conhecimento, eles contribuem com a prevenção”.

Para realizar o trabalho, a Secretaria Municipal de Saúde vai disponibilizar cerca de 40 servidores para as palestras. Cada agente que visitar as escolas ficará aproximadamente 20 minutos em cada sala de aula. Durante as visitas serão utilizadas até três metodologias. No primeiro momento, dentro de uma garrafa vedada e por meio de uma lupa (lente de aumento), uma demonstração de larvas do mosquito. Isto faz com que os estudantes conheçam as diferentes fases de vida do Aedes aegypti. Em seguida, um jogo de perguntas e respostas sobre o mosquito para envolver os alunos numa disputa científica. Também serão entregues folders com informações sobre a dengue. Nas escolas de ensino infantil serão utilizados fantoches. Segundo José Humberto Arruda as ações lúdicas mexem com o imaginário dos alunos de uma forma diferenciada, divertida e dinâmica.

Fonte: Portal PMU

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Rubéola


Campanha de vacinação contra rubéola será intensificada

Além da rede municipal de saúde, algumas universidades também receberá equipes do Programa de Imunização


As equipes do Programa de Imunização, da Prefeitura de Uberlândia, estarão nas unidades da rede municipal de saúde intensificando a campanha de vacinação contra a rubéola nos próximos dias. Desta vez, serão visitadas também a Unitri, Uniminas e Unipac, locais onde se encontra um grande número de pessoas com idade abaixo de 39 anos. O foco da campanha é quem tem entre 12 e 39 anos.

Nos dias 27 de fevereiro e 2, 3 e 4 de março uma força-tarefa trabalhará para que Uberlândia atinja 95% de cobertura vacinal. Nestas datas, quem for a uma das Unidades de Atendimento Integradas (UAIs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e Programas Saúde da Família (PSFs), será abordado para que se saiba se foi ou não vacinado. Nas universidades, as visitas serão à noite.

Segundo Maria Aparecida dos Santos, coordenadora do Programa de Imunização, da Secretaria Municipal de Saúde, os homens são os mais resistentes em receber a dose. Ela ressalta que o índice masculino de imunização é de 93%, enquanto o feminino é superior a 100%, devido ao grande movimento migratório que ocorre em Uberlândia. “A atitude de muitos homens em não se vacinar implica em riscos para toda a sociedade, pois a pessoa pode ter rubéola, não saber, e conviver normalmente com quem não tem a doença, contribuindo com seu o alastramento”, concluiu.

No dia 5 de fevereiro, profissionais do Ministério da Saúde (MS) estarão em Uberlândia para avaliar o índice de vacinação. O mais recente monitoramento rápido, realizado entre os dias 16 e 20 deste mês, aponta que Uberlândia já atingiu 92,01% de cobertura. Caso o Município não atinja a meta preconizada pelo MS, que é de no mínimo 95%, não receberá a certificação de erradicação da doença.





Fonte:
Secretaria Municipal de Comunicação Social
Av. Anselmo Alves dos Santos, 600 – Uberlândia / MG.
Fones: (34) 3239-2684 / 2441 / 2883

Portal da PMU

Vitamina D x Gripe

Vitamina D pode prevenir gripes e resfriados




Uma caminhada ao sol pode ser melhor do que tomar tabletes de vitamina C na prevenção de gripes e resfriados, segundo pesquisadores da Universidade do Colorado, nos EUA. Em estudo com mais de 19 mil pessoas, os especialistas descobriram que pessoas com menores níveis de vitamina D – produzida pelo corpo em resposta a luz do sol – no organismo apresentam significativamente mais casos de gripe e resfriados.

As análises indicaram que, independentemente da estação do ano, uma menor concentração da vitamina D no sangue estava associada a 36% maior probabilidade de os voluntários reportarem recentes infecções no trato respiratório superior, comparado com os participantes com maiores níveis do nutriente. E os efeitos seriam ainda maiores entre aqueles que apresentavam problemas respiratórios, como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Embora haja outras evidências dos benefícios da vitamina D para o sistema imunológico, os autores explicam que ainda é cedo para fazer recomendações sobre a suplementação da vitamina para prevenção de gripes e resfriados.

Fonte: http://blogboasaude.zip.net

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

IAT/FIEMG

CONVITE IAT/FIEMG - CAFÉ CULTURAL

Clique na imagem para ampliar

Asma

Crianças com asma passam muito tempo vendo TV


Imagem da web

Muitas crianças com asma estão gastando tempo demais vendo televisão ou no computador, segundo estudo da Universidade de Rochester, nos EUA. Em pesquisa com 224 crianças (idades entre três e dez anos) asmáticas de uma área urbana, os especialistas observaram que três quartos dos voluntários ficavam mais de duas horas por dia em frente à TV – tempo superior ao recomendado.

Segundo os autores, isso ocorre ainda mais para as crianças cujos sintomas atrapalham as atividades físicas. Essas gastariam 3,5 horas em frente à TV, contra 2,5 horas das crianças cuja asma causa menos limitações.

Os especialistas recomendam que, mesmo que a doença limite as atividades físicas dessas crianças, os pais devem limitar o tempo gasto na TV ou no computador a apenas duas horas por dia e incentivar outras atividades, mesmo as mais tranqüilas, como leitura e desenho. Agora, eles planejam investigar se um melhor controle da asma pode reduzir o tempo em frente à TV.


Fonte: http://blogboasaude.zip.net

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Info Dengue

Recebemos de Elaize Maria Gomes de Paula - Coordenação das Ações de Vigilância Epidemiológica, repassamos.








sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Blitz

Vejam as fotos da blitz educativa realizada nesta quinta feira, dia 19/02 no período da tarde, na Av. Rondon Pacheco, promovida pelo Programa Municipal DST/AIDS da Secretaria Municipal de Saúde com o apoio do Núcleo da Juventude - Juventude Saúdável e colaboração do SETTRAN.
Houve distribuição de preservativos femininos e masculinos além de material educativo referente à prevenção de DST/ADIS.

Fonte: SCIS



Saúde Bucal



Aconteceu neste dia 18, quarta feira no auditório da Secretaria Municipal de Saude* uma reunião com o propósito de iniciar o plano de ação para reorganização da rede de atenção em Saúde Bucal em Uberlândia, de acordo com o planejado na agenda de compromissos de 2009 e em face da implantação do Plano Diretor da Atenção Primária.

A Coordenadora de Ações em Saúde Bucal, Hebe Rosely Couto Teixeira expos um diagnóstico da saúde bucal em Uberlândia, bem como disse que os objetivos a serem atingidos, serão para permitir uma melhor assistência contínua, integrada, visando qualidade e maior acesso à esses serviços.

Estiveram presentes além de Maria Emi - Consultora da Secretaria Municipal de Saúde, Rúbia Pereira Barra - Diretora de Planejamento e Informação em Saúde, Cristina Angélica Gomes - Coordenadora de Programas Específicos, representantes da UFU - Curso de Odontologia, da Gerência Regional de Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde (BH) e profissionais ligados à área da Secretaria Municipal de Saúde.


(*)Av. João Naves de Ávila 2202 Bairro Santa Maria


Fonte: Scis










quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

CarnaSaúde

Vejam as fotos do evento Diversão com Prevenção, realizado nesta quarta feira, dia 18/02, em frente à Praça Sérgio Pacheco, promovido pelo Programa Municipal DST/AIDS da Secretaria Municipal de Saúde que realizou um trabalho educativo de prevenção à DST/AIDS distribuindo preservativos ao público presente.

Duas bandas animaram o show e durante suas apresentações enfatizaram o uso do preservativo neste carnaval.
O evento contou também com a presença do Projeto Juventude Saudável que participou ativamente dos três dias de campanha.

O sucesso desta ação se deve à parcerias e colaborações como:

  • Centro de Controle de Zoonoses William H. Stutz na pessoa do Sr. Pajuaba que cedeu veículos e pessoal
  • Secretaria de Serviços Urbanos que cedeu os disciplinadores de palco
  • Secretaria de Agropecuária e Abastecimento que cedeu os banheiros químicos
  • Núcleo de Apoio e Manutenção na pessoa do Sr. Rosenvaldo Ramos que cedeu mesas, cadeiras e extintores
  • Central de Ambulâncias na pessoa da Sra. Meiredalva de Matos
  • Ceasa que cedeu frutas para alimentação do pessoal e convidados
  • Secretaria de Trânsito de Transportes que interditou as vias durante a ação do
  • Trio elétrico e no dia do show
  • Polícia Militar de Minas Gerais

    Texto e fotos: Renato Cury








  • Cirurgias eletivas

    Ministério da Saúde confirma cirurgias eletivas em vários municípios

    O Ministério da Saúde confirma na edição de hoje (17) do Diário Oficial da União a realização de cirurgias eletivas de média complexidade (procedimentos que não são de urgência) em vários municípios brasileiros.
    As portarias prevêem repasse de recursos às cidades que fazem parte dos projetos. Estão incluídas Londrina (PR), Dourados e Campo Grande (MS), Diadema (SP), Rondonópolis (MT) e o estado de Minas Gerais, entre outras localidades.

    Segundo o texto, os recursos financeiros serão transferidos mensalmente de acordo com a produção realizada e após a devida identificação dos procedimentos nos sistemas de informações do Ministério da Saúde.

    Na lista estão, entre outros procedimentos, cirurgia de varizes, de estrabismo e de vasectomia.


    Fonte: www.agenciabrasil.gov.br

    quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

    Reunião do CMS

    Acontece nesta quarta feira, dia 18, a partir das 18h30 no auditório Cícero Diniz do Centro Administrativo de Uberlândia, a reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde com a seguinte pauta:

  • Discussão e aprovação da ata da reunião anterior (28/01/09);
  • Informes;
  • Apresentação do protocolo sobre atendimento à Criança Vítima de Violência;
  • Apresentação da Agenda de Compromissos SMS;
  • Apresentação das atividades da RNP (Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS).


    Fonte: Conselho Municipal de Saúde
    SCIS
  • Carreata da Saúde

    Vejam as fotos da abertura da campanha educativa sobre Aids e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) do carnaval deste ano que foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (16) com ações educativas promovidas pelo Ambulatório Municipal Herbert de Souza com um trio elétrico que teve o apoio do SETTRAN, através de um veículo e três batedores.

    Com o tema “Diversão com prevenção”, um trio elétrico percorreu as principais ruas da cidade, animando e orientando a população sobre a importância da prevenção.

    O trio elétrico teve a participação de integrantes do Núcleo da Juventude, da Prefeitura de Uberlândia, com o projeto Juventude Saudável e do Sesc, com 14 pessoas da terceira idade. Foram distribuídos preservativos masculinos (camisinhas) e mostra de faixas educativas sobre o tema.

    Fotos e texto Renato Cury
    Scis










    terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

    UBS Tocantins atuante

    No último sábado, dia 14/02 realizamos na UBS Tocantins o 2º mutirão para confecção do Cartão Municipal do SUS dos usuários da UBS Tocantins. Estamos reecadastrando toda a população e neste reecadastramento fornecemos o Cartão SUS que contém identinficação do paciente, números de prontuários na rede e da UFU e o número do CNS- Cadastro Nacional SUS. Nos dois mutirões realizados, a estimativa foi em torno de 300 cartões confeccionados.











    Texto e fotos:
    Teresa Cristina Martins Silva
    Psicóloga- Gerente UBS Tocantins

    Moção de aplauso

    Vejam as fotos da entrega da Moção de Aplauso, realizada nesta segunda feira dia 16/02, que a Câmara Municipal de Uberlândia conferiu ao Centro de Controle de Zoonoses William H. Stutz, ao Sr. Adalberto Albuquerque Pajuabá Neto - coordenador deste órgão, ao Sr. José Humberto Arruda - coordenador do Controle da Denque e ao Sr. William Henrique Stutz - coordenador do programa de animais peçonhentos e quirópteros do CCZ.

    SCIS





    Conselho se reúne

    Conselho Distrital de Saúde Leste realiza reunião nesta terça dia 17


    Será realizada nesta terça dia 17, a partir das 19h na Unidade de Saúde Ipanema I, à Rua Antônio Luiz Mendonça, 117 Bairro Jardim Ipanema, a reunião do Conselho Distrital de Saúde Leste com a seguinte pauta:

    1) Leitura da ata da reunião anterior;
    2) Discussão sobre atendimentos de PSF’s e das UAI’s Morumbi e Tibery;
    3) Avaliação sobre a participação dos membros do conselho;
    4) Informes

    Fonte: Conselho Municipal de Saúde
    SCIS

    Abacate

    Abacate pode controlar as taxas de colesterol

    Por muitos anos a fruta foi excluída das refeições por ser considerada muito calórica. Agora, volta ao cardápio para controlar as taxas de colesterol

    Calorias e gordura não faltam ao abacate. Dois motivos mais do que suficientes para tachá-lo erroneamente como vilão do emagrecimento e do controle de colesterol. Mas recentes pesquisas científicas são unânimes em afirmar que a gordura encontrada na fruta é monoinsaturada e essencial ao bom funcionamento do organismo. Estudos do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), nos EUA, comprovam que o consumo regular desse tipo de gordura é capaz de diminuir os níveis de LDL (mau colesterol) e aumentar os de HDL (o bom colesterol). Segundo Durval Ribas Filho, nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), "a presença da gordura monoinsaturada é sempre recomendada para qualquer dieta equilibrada, mas sempre levando em consideração o volume calórico total diário". Isso porque em apenas 100 g da polpa de abacate há 167 calorias. Para poder aproveitar os benefícios da fruta, sem medo de o ponteiro da balança subir, o especialista recomenda o consumo de duas a três porções por semana, lembrando que cada porção equivale a 1 colher de sopa.

    Doce inofensivo

    Todas as frutas são benéfi cas e podem ser consumidas por quem tem diabetes, "mas aquelas que possuem um índice glicêmico menor são as mais adequadas, como o abacate, o pêssego, a ameixa, o morango, a cereja, a amora", afi rma Durval Ribas Filho, da Abran.


    Bom para o Fígado


    Um outro ponto a favor do abacate foi marcado pela Universidade Shizuoka, no Japão. Depois de investigarem 22 frutas, os pesquisadores japoneses chegaram à conclusão de que o abacate é muito mais potente para proteger o corpo contra toxinas prejudiciais ao fígado. Estas toxinas, de acordo com o estudo, são semelhantes às encontradas nas hepatites virais.



    Fonte: UOL in Portal Saúde InfoNews

    Genérico contra aids

    Ministério recebe 1º lote de genérico contra aids produzido no Brasil


    O ministro da Saúde, José Gomes Temporão participa hoje (16), às 11h, no Rio de Janeiro, da cerimônia de entrega do primeiro lote produzido no Brasil do medicamento genérico Efavirenz, uma das 17 drogas que compõem o coquetel antiaids.

    O medicamento teve o licenciamento compulsório decretado em 2007. De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente cerca de 185 mil pessoas no Brasil estão em tratamento contra a aids. Delas, 85 mil tomam o medicamento.

    Até dois anos atrás, o governo brasileiro pagava cerca de US$ 1,56 por comprimido para o laboratório americano Merck, que detinha a patente do produto. Com o licenciamento compulsório, o país começou a importar a droga do laboratório indiano Ranbaxy, ao custo de US$ 0,46, pouco mais do que R$ 1,00, atualmente. Já a produção brasileira sairá por R$ 1,35 a unidade.



    Fonte: www.agenciabrasil.gov.br

    segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

    Aids e DSTs

    Campanha de prevenção à Aids e DSTs será aberta hoje
    Um trio elétrico percorrerá as principais ruas da cidade hoje e amanhã




    A campanha educativa sobre Aids e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) do carnaval deste ano será aberta oficialmente nesta segunda-feira (16) com ações educativas promovidas pelo Ambulatório Municipal Herbert de Souza. Com o tema “Diversão com prevenção”, um trio elétrico percorrerá as principais ruas da cidade, hoje (16) e amanhã (17), entre 14h e 20h, animando e orientando a população sobre a importância da prevenção. O trio elétrico terá participação de integrantes do Núcleo da Juventude, da Prefeitura de Uberlândia, com o projeto Juventude Saudável e do Sesc, com 14 pessoas da terceira idade. Serão distribuídos preservativos masculinos (camisinhas) e mostra de faixas educativas sobre o tema.

    Neste primeiro dia da campanha o trio elétrico percorrerá ruas dos bairros: Roosevelt, Jardim Brasília, Tocantins, Guarani, Luizote, Mansour, Tubalina, Centro, santa Mônica, Segismundo Pereira, Tibery, Custódio Pereira, Aclimação e Jardim Ipanema. Amanhã a ação será realizada provavelmente na região Sul da cidade.

    Na quarta-feira (18) a ação será realizada das 18h à meia noite, no cruzamento das avenidas João Pessoa e Belo Horizonte e também na Praça Sérgio Pacheco, com shows das bandas Blizz e Graziela & Mulekes do Forró. Para o show, são esperadas mais de 10 mil pessoas e o local foi escolhido por ser próximo ao Terminal Central e ter estrutura com banheiros, bebedouros e posto policial. Durante as apresentações, devem ser distribuídos 100 mil preservativos masculinos, 30 mil porta-camisinhas e 20.500 squizers (garrafas de água).

    Fonte: Portal PMU

    Mobilização

    Por Denise Andrade

    Mobilização contra a dengue na ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR VALDEMAR FIRMINO DE OLIVEIRA
    Agente de saúde Denise e profª Sonia.

    “CONTE-ME E EU VOU ESQUECER, MOSTRE-ME E EU VOU LEMBRAR, ENVOLVA-ME E EU VOU ENTENDER.” CONFÚCIO disponível em: http://www.pensador.info/p/confucio/5/

    Palestra para crianças menores é cansativa e não atinge o objetivo de conscientizar, ao falar de dengue, para crianças do 1º e 2º anos tive a idéia de usar um fantoche do aedes aegypti.

    Os alunos foram envolvidos na ação, deixaram de assistir, para participar da atividade. Perguntaram sobre suas dúvidas e outros brigaram com o mosquito.

    Atividade: ENTREVISTA AO AEDES AEGYPTI, onde eu e as crianças formulávamos as perguntas.

    Contei com a ajuda da professora Sonia que manipulou e deu vida ao mosquito-fantoche.

    Após a entrevista os professores da escola vão desenvolver atividades pedagógicas com os alunos, como desenhos, poemas textos e cartazes.



    Leishmaniose

    CCZ realiza ações contra a doença
    Inquérito canino segue determinação do Ministério da Secretaria de Estado
    Lívia Gomide
    Repórter
    Jornal Correio de Uberlândia

    Márcia Beatriz pede colaboração da população para evitar que a doença se espalhe na cidade

    Foto: Fonte: Muriel Gomes
    Há uma semana, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) iniciou ações do inquérito canino em Uberlândia, por determinação da Secretaria de Estado. O trabalho constitui na realização de exame de sangue em cães, que será feito por meio de uma amostragem em cada bairro, para a identificação da leishmaniose. A ação começou pelo Shopping Park, zona Sul, onde foi detectada a presença do inseto transmissor, o flebotomíneo, na última pesquisa realizada na cidade.

    De acordo com Márcia Beatriz, médica veterinária do CCZ, o trabalho é moroso porque, além do exame sorológico, a equipe de 12 agentes também fará um trabalho educativo. “Não sabemos quanto tempo isso vai levar. Pedimos a colaboração da comunidade nesta missão. Se detectarmos a doença, nós esclareceremos as dúvidas do proprietário do animal e pediremos a autorização para o cão ser eutanasiado, pois a doença no canino não tem cura”, disse.

    De janeiro de 2008 até 20 de janeiro de 2009, 3.997 cães foram testados, isto inclui zona rural, inquéritos feitos nos bairros Ipanema, onde foi identificado o único caso da doença em humano na cidade, e Mansões Aeroporto, onde foi identificada a presença do vetor, além das ordens de serviço solicitadas quando há a suspeita da doença. Deste contingente, 107 casos eram positivos. A veterinária explicou que o inseto pode habitar o centro urbano, independentemente se está próximo de matas. Em Uberlândia, o transmissor está localizado em alguns bairros como Ipanema, Mansões Aeroporto e Shopping Park.
    Márcia Beatriz disse que existe a possibilidade de a doença se espalhar. Por isso a pesquisa é cíclica e constantemente são feitos trabalhos como manejo ambiental, limpeza de terrenos, poda de árvores, retirada de lixo, entre outras. “Mas também é preciso educar a comunidade para os cuidados básicos. O núcleo de controle da CCZ está entrando nas escolas e casas para divulgar o material educativo”, afirmou.

    Colaboração é fundamental

    “Recomendo que todos os municípios abram as portas de sua casa para a coleta do material, deixe o técnico entrar para fazer o trabalho que é essencial para o controle da leishmaniose em Uberlândia. Falo isso enquanto proprietário de cão, veterinário e funcionário público estadual da vigilância sanitária”, afirmou Talles Ribeiro Couto, delegado do Conselho Regional de Medicina Veterinária, em relação às ações de inquérito canino realizadas na cidade.

    Impedir essas visitas, segundo o delegado, é ocultar uma possível doença que pode ser transmitida para o ser humano. Caso seja detectada a doença, o proprietário tem o direito de fazer um outro exame particular e procurar médicos veterinários para ter outras opiniões. Para contribuir com as ações do Centro de Controle de Zoonoses no combate à doença, Couto orienta quanto às medidas de prevenção. “O melhor método é eliminar tudo quanto é lixo do quintal de casa e os focos de procriação do inseto, que é matéria orgânica em decomposição.”

    Sintomas

    No animal é comum a perda de peso, problemas de pele, feridas perto dos olhos e no focinho, crescimento exagerado das unhas e conjuntivite. O tempo entre o animal apresentar a sorologia e a morte pode levar até dois anos. Enquanto isso, ele é um reservatório da doença, o inseto flebotomínio pode picá-lo e infectar outro cachorro ou pessoa.

    No humano, os sintomas que mais chamam atenção são febre, emagrecimento e tosse persistente. Quando o diagnóstico não é feito a tempo e a doença está mais avançada percebe-se aumento do fígado e baço.

    * O CCZ recebe os animais doentes ou com suspeita da doença das 7h às 18h de segunda a sexta-feira. Telefone: 3213-1470

    Fonte:
    Jornal Correio de Uberlândia

    domingo, 15 de fevereiro de 2009

    Diversão Sim!

    AIDS NÃO!



    Recebemos do SCIS



    Prepare-se: a Festa vai começar !

    Dia 18 de fevereiro, a partir das 6 da tarde, a praça Sérgio Pacheco será palco de grandes atrações!
    Vem aí! Grito de Carnaval com Saúde!
    Graziela e Mulekes do Forró e Banda Blizz!
    Diversão Sim! AIDS NÃO!
    Use camisinha! Previna-se!
    Participe deste mega-show!

    Realização: Secretaria Municipal de Saúde e Prefeitura de Uberlândia.

    Carnaval & AIDS

    Prefeitura intensifica atividades de prevenção à aids e DSTs durante o carnaval

    Em cima de um Trio Elétrico Carreta com frases educativas, preventivas e distribuição de preservativos, o Ambulatório de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/AIDS), da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia, promove atividades de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, no período do carnaval. Serão nos dias 16 e 17. O trio vai percorrer vários bairros da cidade.

    As ações desse ano têm como tema “Diversão com Prevenção”. Além da distribuição de preservativos e do passeio do trio elétrico, haverá no dia 18, das 18 horas às 0 horas, no cruzamento das avenidas João Pessoa com Belo Horizonte um evento educativo e preventivo para conscientizar a população para o uso da camisinha no Carnaval, e show com as bandas Blizz e Graziela & Mulekes do Forró.

    Durante as atrações, um grupo de profissionais da área de Saúde fará também a distribuição de material educativo para esclarecer dúvidas sobre a prevenção em HIV e AIDS, e sobre a forma correta de usar a camisinha.


    Fonte:
    Secretaria Municipal de Comunicação Social
    Av. Anselmo Alves dos Santos, 600 – Uberlândia / MG. Fones: (34) 3239-2684 / 2441 / 2883

    sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

    Medicamentos

    Saiba como jogar remédios no lixo
    (Fonte: Folha de S.Paulo, por Cirus Afshar)


    Não há uma forma ideal de descarte, já que a atual legislação brasileira não determina os responsáveis pelo recolhimento doméstico de medicamentos. Segundo a Anvisa, só há regras para órgãos de saúde, como clínicas, postos de saúde e hospitais.

    Não é recomendável jogar remédios no lixo comum. "A orientação que damos é jogar comprimidos no vaso sanitário e os líquidos na pia, jogando as embalagens no lixo. Não é o ideal, mas é a solução que temos", diz Rosany Bochner, coordenadora do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas da Fiocruz.

    A médica diz que ainda não há alternativa melhor para evitar problemas sanitários. De acordo com os dados mais recentes da Fiocruz, 30% das intoxicações no país foram causadas por ingestão de remédios, em 2006. "O lixo domiciliar pode ser tão perigoso quanto o hospitalar. E não tem lei que regulamente a coleta", diz Bochner.

    Segundo ela, as pessoas deveriam se preocupar em ter em casa o mínimo de medicamento. "Remédios bem prescritos acabam junto com o tratamento. Mas às vezes sobra, por questões da indústria. O fracionamento não está 100% implantado", afirma.

    Fonte: http://www.idec.org.br

    Alerta

    Uma em cada dez manicures tem hepatite, revela estudo em São Paulo


    Estudo inédito promovido pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, na capital, revela que uma em cada dez manicures ou pedicures possui hepatite. E o pior: essas profissionais não adotam medidas de segurança necessárias para evitar o contágio e sequer sabem dos riscos de saúde relacionados à atividade que exercem.

    Foram avaliadas 100 participantes, dos quais metade trabalhava em shopping centers e a outra metade em salões de beleza localizadas em ruas de bairros da capital. O trabalho de campo foi feito ao longo dos anos de 2006 e 2007, incluindo coleta de sangue e aplicação de questionário. Dez profissionais deram positivo para hepatite, das quais oito para o vírus do tipo B da doença e outras duas para o tipo C.

    A pesquisa verificou também que só 26% das manicures entrevistadas faziam esterilização dos instrumentais com autoclave, método considerado o mais seguro, mas que ninguém sabia utilizar o equipamento adequadamente. Outras 54% utilizavam estufa, mas a grande maioria não sabia o tempo e a temperatura corretas para esterilizar os materiais. Oito por cento usavam forninho de cozinha, o que é totalmente inadequado, e 2% simplesmente não utilizavam nenhum método de esterilização. Somente 8% faziam a limpeza dos instrumentais antes de esterilizá-los, e mesmo assim de forma inadequada.

    Embora 74% das profissionais tenham afirmado que sempre lavam as mãos antes e depois de fazer mão e pé das clientes, foi constatado que ninguém adotou esse procedimento enquanto a pesquisadora permaneceu no salão observando o atendimento. Das entrevistadas, 20% disseram que usam luvas no trabalho, mas só 5% foram observadas utilizando a proteção.

    Das 100 manicures entrevistadas, 72% desconheciam as formas de transmissão de hepatite B, e 85% não sabiam como se pega hepatite C. Noventa e três por cento desconheciam formas de prevenção contra o tipo B, e 95%, contra o tipo C. E 45% acreditavam que não transmitiriam nenhuma doença a seus clientes.

    O estudo apontou, ainda, que 74% das manicures não estão imunizadas contra a hepatite B, embora a vacina esteja disponível para esta categoria profissional, gratuitamente, pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

    A enfermeira Andréia Cristine Deneluz Schunck de Oliveira, do Instituto Emílio Ribas, que é responsável pela pesquisa, alerta que essas profissionais usam o mesmo instrumental de trabalho para tirar a própria cutícula e, como em geral não adotam os cuidados adequados, é bem provável que estejam se contaminando com a hepatite e transmitindo o vírus também às clientes.

    A pesquisadora sugere que as clientes dos salões de beleza procurem observar as condições de higiene e esterilização dos materiais e, se possível, levem seus próprios instrumentais quando forem fazer as unhas dos pés e das mãos.


    Fonte: http://cienciaesaude.uol.com.br

    quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

    Sesc Prefeitura e Saúde

    Sesc é parceiro da Prefeitura na Campanha de prevenção à Aids e DSTs para o carnaval
    Diversão com prevenção é o tem da Campanha



    O público da terceira idade receberá uma atenção extra durante a campanha de prevenção à Aids e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) do carnaval deste ano. Pela primeira vez como parceiro no evento, o Serviço Social do Comércio (Sesc) levará um grupo de idosos para participar do desfile do trio elétrico e destacar a importância da prevenção em todas as idades. O Sesc também irá decorar o trio e fornecer camisetas. O tema da campanha este ano é “Diversão com prevenção” e as ações serão promovidas pela Prefeitura de Uberlândia, por intermédio do Ambulatório Municipal Herbert de Souza.

    Segundo Cláudia Spirandelli, coordenadora do Ambulatório, a parceria é uma iniciativa do Sesc. “No ano passado, durante a Noite dos Antigos Carnavais, tinham duas equipes distribuindo preservativos, uma do Sesc e outra do Ambulatório. Neste ano, eles nos procuraram para somar trabalhos e isto é muito bom e bem vindo”.

    O trio elétrico que será utilizado na campanha percorrerá as principais ruas e avenidas de Uberlândia nos dias 16, 17 e 18. Neste último dia, além do trio elétrico, às 18h, na praça Sérgio Pacheco, a banda Blizz e Graziela & Mulekes do Forró se apresentarão. Para o show, são esperadas mais de 10 mil pessoas e o local foi escolhido por ser próximo ao Terminal Central e ter estrutura com banheiros, bebedouros e posto policial. Durante as apresentações, devem ser distribuídos 100 mil preservativos masculinos, 30 mil porta-camisinhas e 2.500 squizers (garrafas de água). Nos dias 19 e 20, as ações educativas acontecem na Noite dos Antigos Carnavais, na praça Clarimundo Carneiro. No dia 21, as atividades irão para a avenida Monsenhor Eduardo, durante o Baile na Avenida.

    De acordo com Cláudia Spirandelli, existem mais de dois mil pacientes com Aids em Uberlândia. A contagem foi feita em janeiro deste ano e considerou somente as pessoas portadoras do HIV que já desenvolveram a Aids e usam o coquetel de medicamentos anti-retrovirais. A pessoa infectada pelo HIV, mas que não manifestou os sintomas da Aids, não aparece na contagem.

    Fonte: Portal PMU

    Almoço e Viola



    A verba arrecadada será destinada ao Tinoco.


    Em atenção aos problemas de saúde do artista Tinoco (da dupla Tonico e Tinoco – ícones da cultura caipira) e sua esposa Sra. Nadir, a Viola de Nóis Produções juntamente com Restaurante Ora Pro Nobis tiveram a iniciativa de realizar um almoço para angariar fundos para o tratamento dos mesmos, tendo em vista o alto custo do tratamento. O evento será realizado no próprio restaurante, proporcionando ao público presente um encontro com as tradições, num cenário belíssimo junto à natureza serão servidas comidas e sobremesas típicas regadas por muitas "modas boas" ao som da viola. Serão 5 horas de muita prosa, cantoria e claro aquela comida mineira preparada no fogão à lenha.


    Viola de Nóis Produções Ltda

    TF 55 34 3214-6005 │C 8829-9674 │C 9112-9684
    www.violadenois.com.br

    quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

    CarnaSaúde

    Prepare-se: a Festa vai começar !







    Dia 18 de fevereiro, a partir das 6 da tarde, a praça Sérgio Pacheco será palco de grandes atrações!

    Vem aí! Grito de Carnaval com Saúde!

    Graziela e Mulekes do Forró e Banda Blizz!
    Diversão Sim! AIDS NÃO!
    Use camisinha! Previna-se!
    Participe deste mega-show!

    Realização: Secretaria Municipal de Saúde e Prefeitura de Uberlândia.”


    Clique no PLAY do gravador para ouvir a chamada


    CarnaSaúde

    Especiais FAPESP

    Biblioteca Virtual da América Latina

    Fundação Memorial lançará na sexta-feira (13/2) a BV@L. Projeto apoiado pela FAPESP disponibilizará informações do acervo da Biblioteca Latino-Americana Victor Civita, especializada em artes e humanidades
    Leia mais AQUI


    Sistema imunológico reinicializado

    Estudo internacional com participação brasileira demonstra reversão de déficits neurológicos em pacientes com esclerose múltipla após transplante de células-tronco
    Mais AQUI

    Manicures e podólogos

    Manicures e podólogos podem se vacinar contra hepatite B
    Todas as Unidades de Saúde já estão vacinando esses profissionais



    Manicures e podólogos agora podem se vacinar contra hepatite B pela rede de saúde da Prefeitura de Uberlândia. Seguindo uma recomendação do Ministério da Saúde, todas as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e Programas Saúde da Família (PSFs) começaram a aplicar a vacina nesses profissionais nesta terça-feira, dia 10. Para receber a medicação, basta que os interessados se dirijam a alguma unidade de saúde próxima de sua casa. A vacinação é por tempo indeterminado.

    Antes da recomendação do Ministério da Saúde, podiam ser vacinadas somente os profissionais da área da saúde que trabalhavam em hospitais e pessoas credenciadas nos programas do Centro de Referência para os Imunobiológicos Especiais (Crie). Nestes programas, a vacina é liberada para todas as pessoas que sejam vitimas de abuso sexual, portadores da hepatite C, doadores de sangue, transplantados de órgãos sólidos, doadores de órgãos sólidos ou medula óssea e potenciais receptores de múltiplas transfusões de sangue, entre outros. Para estes era preciso apresentar relatório médico.

    Fonte: Portal PMU

    terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

    Mobilização

    Vejam as fotos do trabalho desta mobilização contra a Dengue em três escolas.

    Na E. E. Hercília Resende no Bairro Pampulha.
    A agente é a Esmeralda.
    O agente Paulo César de Freitas é o mosquitão, que quando adentra às salas de aulas também fala sobre os cuidados com a Dengue.





    Aqui no E.E. Maria Conceição Barbosa - Bairro Saraiva, cuja agente que está ministrando o trabalho é a Celina Marta de Oliveira.




    Atividades também na Escola Municipal Gláucia Monteiro - Bairro Lagoinha.
    A agente que está fazendo o trabalho nesta escola se chama Janini.






    Fotos Renato Cury