Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





sexta-feira, 31 de julho de 2009

Reunião sobre gripe A

Diretores de escolas participam de reunião sobre Gripe A.

Participaram também da reunião o prefeito de Uberlândia Odelmo Leão; os secretários municipais de Educação e de Saúde, Afrânio de Freitas Azevedo e Gladstone Rodrigues da Cunha Filho; o diretor da Gerência Regional de Saúde, Daltro Catani; e a superintendente regional de Ensino, Joyce de Fátima Magnini.




Os diretores das escolas municipais, estaduais e particulares de Uberlândia participaram nesta sexta-feira (31) de uma palestra sobre a Gripe A, também conhecida como Gripe H1N1 e Gripe Suina. A palestra foi ministrada pelo médico infectologista Marcelo Simão, diretor do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia e membro do Comitê de Prevenção à Influenza A. Participaram também da reunião o prefeito de Uberlândia Odelmo Leão; os secretários municipais de Educação e de Saúde, Afrânio de Freitas Azevedo e Gladstone Rodrigues da Cunha Filho; o diretor da Gerência Regional de Saúde, Daltro Catani; e a superintendente regional de Ensino, Joyce de Fátima Magnini.

O prefeito Odelmo Leão ressaltou que estão todos juntos e atentos ao assunto. “Nas escolas municipais já tomamos as devidas precauções. Já foi determinado o fornecimento de alcool gel para todas as escolas municipais. Estamos nesta luta para ensinarmos e não deixarmos que a gripe atinja as nossas crianças e as nossas famílias”, disse.

Durante a palestra, o médico Marcelo Simão respondeu pergunta feitas pelos diretores. “Eu sei que muitos de vocês estão apreensivos com o início das aulas. Muitas pessoas ficam assustadas, mas é importante lembrar que vivemos numa época diferente. Hoje temos à nossa disposição antibióticos, exames, diagnósticos mais rápidos e mais precisos, unidades de terapias intensivas e outros recursos. A Organização Mundial de Saúde já declarou que nunca estivemos tão preparados para enfrentar uma epidemia de Gripe A como estamos”, destacou.

Questionado pelos diretores, o médico ressaltou a importância de lavar as mãos com mais frequência, tomar cuidados ao espirrar e ao ficar próximo de pessoas que estejam espirrando, evitar locais fechados e com muita gente. No caso das escolas, Marcelo Simão destacou a importância de manter os ambientes com portas e janelas abertas e bem arejados. Quanto ao uso de talheres, ele destacou que somente o fato de lavá-los já diminui ou elimina completamente o risco de contaminação. Marcelo Simão explicou que é importante os diretores e professores ficarem atentos ao estado de saúde dos alunos e manter as famílias informadas sobre seus filhos. Durante a reunião, todos os diretores receberam folhetos com dicas de prevenção da Gripe A.

O secretário Afrânio de Freitas Azevedo disse que o Município seguirá as mesmas determinações da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais para as escolas estaduais. Representante da Rede Estadual de Ensino, Joyce de Fátima Magnini, disse que nas escolas estaduais está sendo solicitado aos diretores que fiquem atentos, mas que tenham calma.

“Na há motivos para pânico, deve-se manter uma rotina normal. Em Uberlândia, reiteramos que estamos acompanhando os fatos nacionais e internacionais e estamos exercitando todos os nossos mecanismos para, no caso de termos uma epidemia, estarmos preparados”, declarou o secretário Gladstone Rodrigues da Cunha Filho.


Marden Rangel

Secretaria Municipal de Comunicação Social
Av. Anselmo Alves dos Santos, 600, Uberlândia / MG
(34) 3239-2684 / 2441 / 2883





Marden Rangel

Secretaria Municipal de Comunicação Social
Av. Anselmo Alves dos Santos, 600, Uberlândia / MG
(34) 3239-2684 / 2441 / 2883

Coronavírus em morcegos

Coronavírus em morcegos
Por Alex Sander Alcântara
Agência FAPESP


Fontes potenciais para transmissão de microrganismos que causam doenças em humanos, os morcegos são também hospedeiros de coronavírus, alerta um novo estudo. O trabalho identificou a presença desse tipo de vírus no morcego-vampiro (Desmodus rotundus).

Coronavírus são vírus de tamanho grande, que podem causar problemas intestinais, respiratórios e até mesmo cerebrais, infectando mamíferos e aves. Em humanos, representam uma entre as diversas espécies de vírus que causam resfriados comuns. Tornaram-se mais conhecidos em 2003, quando um vírus do tipo foi estabelecido como causador da síndrome respiratória aguda severa (Sars).

Leia artigo completo AQUI

Reunião CMS


Conselho Municipal de Saúde realiza reunião do mês


O Conselho Municipal de Saúde, realizou nesta quarta feira, dia 29/07, às 18h30 no auditório Cícero Diniz do Centro Administrativo de Uberlândia, sua reunião do mês de julho com a seguinte pauta.

  1. Discussão e aprovação das atas das reuniões anteriores (Ordinária e Extraordinária) (24/06/09);
  2. Informes;
  3. Discussão e aprovação da Prestação de Contas referente ao 1º trimestre/2009;
  4. Discussão e aprovação de solicitação de credenciamento da PRÓ-IMAGEM.
  5. Discussão e aprovação do PPA 2010/2013;
  6. Discussão e aprovação das comissões.





Fonte: CMSU
Fotos: Renato Cury

Congresso de Saúde Coletiva

Recebemos do colega Edmilson, repassamos para conhecimento de todos






Apresentação

O 9º. Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva – Recife, PE 31 de outubro a 04 de novembro de 2009 - será uma oportunidade singular para que as diversas disciplinas e os diferentes atores que se dedicam à Saúde Coletiva possam intercambiar teorias e práticas e apresentar à sociedade os resultados de seu trabalho e de suas reflexões.

O evento reunirá docentes, pesquisadores, gestores, profissionais de saúde, lideranças da Saúde Pública/Coletiva e todos aqueles interessados no debate, reflexão e enfrentamento dos desafios teóricos e práticos do campo. Sua programação, está sendo construída de modo a contemplar as diversas dimensões do temário central – Compromisso da Ciência, Tecnologia e Inovação com Direito à Saúde .

Mais informações no site do congresso
http://www.saudecoletiva2009.com.br/

X I Semana da Amamentação

Secretaria Municipal de Saúde e Universidade Federal de Uberlândia promovem a XI Semana da Amamentação




A Secretaria Municipal de Saúde e Universidade Federal de Uberlândia - Serviço de Neonatologia DEPED – FAMED – Banco de Leite Humano, PROEX - Pró Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis, promovem de 1º a 7 de agosto a XI Semana da Amamentação, no anfiteatro do bloco 3Q* do Campus Santa Mônica da UFU.



Dia 04 de agosto haverá a seguinte programação:

13h – Inscrições gratuitas no local
13h30 – Abertura
14h30 – Palestra com o tema “Semanas Mundiais: excelente iniciativa de promoção com visão abrangente da Amamentação” ministrada pelo Prof. Marcus Renato de Carvalho – Professor do Departamento de Pediatria da UFRJ e especialista em amamentação do IBCLC.
16h – Coffee Break
16h30 – Palestra com o tema “Na calamidade, desastre ou emergência. Amamentar é garantia de sobrevivência” ministrada pelo Prof. Marcus Renato de Carvalho.
18h - Encerramento


Este evento acontece no mesmo período da Semana Nacional e Mundial de Amamentação que ocorre em mais de 150 países no mês de agosto, com o propósito de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. A campanha terá lançamento nacional em Salvador, no dia 3 de agosto, e visa conscientizar as mães da importância do aleitamento para a saúde do bebê, que terá como madrinha a cantora Cláudia Leite.

Todas as unidades de saúde, UBSF, UBS e UAIs, já receberam o material de divulgação para que nesta semana, seja realizado nas salas de espera, palestras e atividades referentes à importância da amamentação.

O evento ser destina aos profissionais e estudantes da área, bem como às pessoas da comunidade, ressaltando que as inscrição são limitadas haja visto a capacidade do local.


Currículo do palestrante:



  • Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1982);
  • Especialização em Medicina Preventiva e Social pelo IMS/UERJ e Mestrado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (1991);
  • Atualmente é professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro;
  • Especialista em Amamentação pelo International Board Certified Lactation Consultant;
  • Editor do site www.aleitamento.com desde sua fundação em 1996;
  • Coordenador do Curso de Especialização em Atenção Integral à Saúde Materno Infantil da Maternidade Escola da UFRJ desde 2006;
  • Em 2007 concluiu o Curso de Pós Graduação em Comunicação & Saúde pelo ICICT da FioCruz;
  • Editor do livro "Amamentação - bases científicas" 2a. ed. pela Guanabara Koogan;
  • Coordena as listas de informação L-materno@ e L-canguru@ - UFRJ.



*Av. João Naves de Ávila, 2121 Bairro Santa Mônica



Maiores informações:

Ângela Maria de Moraes de Oliveira - coordenadora do Banco de Leite da UFU
cel. 9977-3884 ou 3218-2657(banco de leite) ou pelo e-mail angelammol@uol.com.br

Meire Amaral da Cruz – Coordenadora do Programa Aninhar e Teste do Pezinho da Secretaria Municipal de Saúde
Fones: 3229-1519 ramal 207 Celular: 9991-2276

Fonte: Programa Saúde da Criança da Secretaria Municipal de Saúde
Comitê de Prevenção ao Óbito Fetal e Infantil e Programa Aninhar da SMS
Site: www.aleitamento.com



Texto: Renato Cury - NDS/SMS

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Ciência

Mais controle e fiscalização

Inpe desenvolve novo sistema de vigilância por satélite para monitorar o desflorestamento causado pela exploração seletiva de madeira em florestas brasileiras
Detalhes AQUI


Receita para gordura boa

Em artigo na Nature, cientistas descrevem como conseguiram modificar células humanas e animais para produzir gordura marrom, que queima calorias e pode atuar contra a obesidade
Leia mais AQUI

Fonte Agência FAPESP

Grupo Prohumanos

UAI São Jorge recebe grupo Prohumanos




A UAI São Jorge recebeu nesta terça feira, dia 28/07, das 17h às 19h o grupo Prohumanos, através de uma Ong que leva aos hospitais, instituições de saúde e escolas públicas um trabalho de humanização hospitalar e assistência social, abordando os pacientes e funcionários, usando a linguagem e arte do palhaço, através da motivação e cuidado da auto estima. Esta proposta de trabalho teve seu inicio na UAI São Jorge como unidade piloto, sendo que a Diretoria de Gestão de Pessoas e Educação em Saúde pretende replicar esta iniciativa para outras UAIs e unidades da Secretaria Municipal de Saúde, no decorrer do segundo semestre de 2009.

A Ong sem fins lucrativos, fundada por Eslon Bueno, 34 anos, conhecido por Zilão, enfermeiro, teólogo e palestrante motivacional, em seus três anos de criação já contabilizou mais de 30 mil pessoas atendidas de norte a sul do Brasil, levando alegria e a proposta de uma vida melhor, com mais valor, respeito pelo próximo, usando sempre o humor como fonte de inspiração.

O grupo é constituído por 5 pessoas, todos profissionais liberais de diversas áreas, que doam seu tempo semanalmente para poderem realizar este trabalho.

Todas as segundas feiras, eles visitam o Hospital do Câncer de Uberlândia, trabalhando com a auto estima, através do riso, vestindo-se como palhaços, brincando com todo tipo de pacientes de todas faixas etárias.

Segundo Zilão, “este trabalho atinge os pacientes sem perspectiva de vida, e consequentemente tristes e procurando trabalhar não só corpo, mas a alma, levando o amor de Cristo aos pacientes.”

Fonte: Eslon Bueno (Zilão) 3236-6426 / 9976-4701
E-mail: prohumanos@yahoo.com.br
www.prohumanos.blogspot.com


Texto: Renato Cury - NES/SMS

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Enfermagem valorizada

Profissionais da área de enfermagem estão valorizados


Uma qualificação que pode abrir as portas do mercado de trabalho. Assim são tratados os três níveis de capacitação da área de enfermagem. De acordo com profissionais da área, a grande maioria das pessoas que procuram essas qualificações não encontra dificuldades para uma colocação.

Para o presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-PR), Montgomery Pastorelo Benites, das opções de ramo profissional, a de enfermeiro é a que mais consegue colocações no mercado.

Ele entende, contudo, que o mercado de enfermeiros está mais saturado em Curitiba. “Isso porque as maiores universidades estão na capital, que formam profissionais que o mercado tem uma certa dificuldade em absorver”, afirma.

De acordo com Benites, uma das vantagens da enfermagem em relação às demais profissões é a abrangência de atuação, que vai desde estabelecimentos da saúde pública a serviços autônomos.

“O enfermeiro de nível superior pode atuar com atendimento ambulatorial de atividades de enfermagem. Nas regiões onde o acesso à saúde é mais escasso, é comum o próprio enfermeiro abrir um estabelecimento de atendimento ambulatorial com serviços de limpeza de curativo, aplicação de injeção e outros”, conta.

Benites ressalta que a enfermagem se divide em três níveis: auxiliar de enfermagem (de nível médio e curso de capacitação), técnico em enfermagem (com curso de capacitação que dura cerca de um ano e meio) e o enfermeiro, com curso superior. Em média, os salários variam entre R$ 870, para auxiliar, R$ 1.000 para técnico e R$ 1.400 para enfermeiros.


Fonte: Paraná Online

Pandemia moderada

Pandemia de gripe é moderada e sintomas são leves, diz OMS


Vírus A H1N1 continua se propagando, principalmente, entre crianças e adolescentes de 12 a 17 anos

SÃO PAULO - A pandemia de gripe suína continua sendo moderada e, na grande maioria de casos, as pessoas infectadas apresentam sintomas leves e que são semelhantes aos de qualquer outro tipo de gripe, afirmou nesta terça-feira, 28, a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Aphaluck Bhatiasevi, porta-voz da organização, reiterou que o vírus continua se propagando, principalmente, entre as crianças e adolescentes (predominantemente entre 12 e 17 anos).

No entanto, a média de idade aumenta consideravelmente quando se trata de doentes que desenvolvem sintomas graves e que requerem hospitalização.

Sobre o tratamento, a porta-voz disse que continua a recomendação de utilizar o antiviral Tamiflu nas pessoas com o vírus, independente do grupo de idade.Nas últimas semanas, foram notificados casos de pessoas que desenvolveram resistência a esse remédio, mas se considera que são situações isoladas.

A OMS confirmou ontem 134,503 mil casos de gripe suína no mundo, dos quais 816 morreram. Até agora, 45 pessoas morreram no Brasil por causa da doença. Com quatro novas confirmações ontem, o Estado de São Paulo contabiliza 20 mortes pela gripe suína. O Paraná também anunciou três novos óbitos.

Prevenção para a Copa

Bhatiasevi revelou também que a OMS está em conversas com o Governo da África do Sul sobre as medidas preventivas que devem ser consideradas diante da Copa do Mundo de 2010.

"Estamos analisando os planos do governo e todas as medidas para lidar com um eventual surto de gripe no Mundial", acrescentou o porta-voz.

O torneio será disputado entre junho e julho de 2010, no inverno do hemisfério sul, quando casos de gripe são mais comuns. Cerca de 450 mil pessoas são esperadas na África do Sul para o evento.


Fonte: www.portaldoconsumidor.gov.br

UAIs estão preparadas

UAIs estão preparadas para atender pacientes com suspeita de Gripe A

As Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), da Rede Municipal de Saúde de Uberlândia, estão preparadas para atender e fazer triagem de pacientes com suspeita de Gripe A, também conhecida como Gripe Suína, conforme declarou nesta terça-feira (28), o coordenador geral técnico da Rede, Adenilson Lima e Silva. “Os casos com fortes suspeitas são encaminhados para o Hospital de Clínicas, da UFU”, disse.

“Tendo suspeita, a pessoa deve procurar a UAI mais próxima da sua residência para fazer a triagem. O paciente será avaliado pelo medico da área, que determinará se o paciente será ou não encaminhado ao HC”, ressalta Adenilson Lima e Silva. Ele explica que os sintomas da gripe A e da gripe comum nesta época do ano, são muito parecidos. “Na Influenza A os sintomas são muito mais fortes, como falta de ar, febre alta, diferentemente da influenza sazonal”, destaca.

O coordenador lembra que inicialmente existia um trabalho voltado para evitar que pessoas vindas de outros países trouxessem a doença para o Brasil. Era um trabalho direcionado principalmente para portos, aeroportos e rodoviárias. “Neste momento, o Ministério da Saúde afirma que o vírus circula livremente pelo Brasil. Da mesma forma que se pega um resfriado comum, pode-se pegar Influenza A, o que na grande maioria dos casos evolui para a cura espontânea. Estamos focando agora a questão da assistência, do tratamento das pessoas. Nunca é demais dizer que os cuidados com a higiene pessoal continuam os mesmos, como lavar as mãos, proteção da boca ao tossir e do nariz ao espirrar e uso de lenço descartável”, detalha.

Quanto ao uso de máscaras, Adenilson Lima e Silva explica que é um item destinado aos profissionais da saúde que lidam diretamente com o paciente com suspeita de Gripe A durante a sua internação. “Quanto à população, não há necessidade de uso expresso de máscara em casa, por exemplo. Cada caso com suspeita da Influenza A deve ser avaliado por um médico, que determinará o grau de isolamento ou não que o paciente deverá ser submetido. Não indicamos o uso de máscaras por prevenção, sem orientação médica”, finaliza.

Jornalista: Marden Rangel

Fonte:
Secretaria Municipal de Comunicação Social
Av. Anselmo Alves dos Santos, 600, Uberlândia / MG
(34) 3239-2684 / 2441 / 2883

terça-feira, 28 de julho de 2009

Controle de população


CCZ terá castração gratuita de animais
Hospital Veterinário da UFU já realizou 103 cirurgias desde o dia 1º deste mês
Pablo Pacheco
Jornal Correio de Uberlândia

Cirurgias são feitas por médicos veterinários e estudantes residentes;
medicação também é gratuita


Para tentar conter o crescimento do número de cães e gatos em Uberlândia, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ligado à Secretaria Municipal de Saúde, implantou o serviço de esterilização de animais, que é feito desde 1º de julho, no hospital veterinário da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Mais de 100 cirurgias já foram realizadas pelos veterinários da UFU. O coordenador do CCZ, Adalberto Pajuaba Neto, disse que Uberlândia possui cerca de 82 mil cães e gatos, número que se aproxima do ideal. “O Estado diz que o número de animais deve corresponder a 13,5% da população humana. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Uberlândia tinha em 2007 uma população de 608.369 habitantes. Seguindo a contagem do IBGE, o número limite de cães e gatos da cidade deveria ser de aproximadamente 82.130 animais”, afirmou o coordenador. Pela estatística de 2008 do IBGE, Uberlândia possui 622 mil habitantes e, em 31 deste mês, deve ser divulgada uma nova estatística populacional dos municípios.

Adalberto Pajuaba acredita que o programa surtirá efeito a longo prazo. “Uma das formas de controle é exatamente a esterilização. Daqui a cinco anos alcançaremos índices satisfatórios, pois não havendo a proliferação dos animais, diminui, consequentemente, a população de rua”, disse.

O coordenador chama de posse responsável os cuidados que o dono deve ter com o animal. “Sabemos que muitos cães e gatos são abandonados pelos próprios donos. Além do risco de acidentes e agressões, eles podem transmitir doenças ao homem, como raiva, leishimaniose e verminoses. A raiva é controlada em Uberlândia há 22 anos, mas a verminose é uma realidade na família que não tem cuidado com a higiene.”

Para solicitar o serviço de esterilização do animal de estimação, o dono deve procurar o Centro de Zoonoses de Uberlândia, no bairro Liberdade, para se cadastrar. “É importante apresentar o comprovante de renda de até dois salários mínimos. Só depois do cadastro que encaminhamos o animal para o hospital da UFU”, disse Adalberto Pajuaba.

Veja matéria completa AQUI

Fonte:
Jornal Correio de Uberlândia

NES CCZ nas UAIs

Núcleo de Educação em Saúde do CCZ nas UAIs


Prosseguindo na programação, a equipe do NES – Núcleo de Educação em Saúde do Centro de Controle de Zoonoses, se fará presente nesta última semana de julho, dias 27,28,29,30 e 31/07 nas UAIs Martins e Pampulha com os profissionais José Divino e Youssef, divulgando ações de prevenção de combate à dengue e outros agravos.

Neide Borraz, coordenadora do NES, disse que “como o stand fica localizado na entrada do ambulatório, este trabalho realizado durante todo o mês de julho, tem apresentado um excelente retorno, levando estas informações a um número maior de pessoas, enquanto estão sendo atendidas na unidade".

Nas três primeiras semanas de julho, todas as outras UAIs reberam a equipe do NES, com resultados expressivos.






Fonte: NES/SMS
Texto e foto: Renato Cury

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Vigilância Sanitária

Produtos clandestinos são apreendidos pela Vigilância Sanitária



(Foto: Araípedez Luz)


A Vigilância Sanitária apreendeu durante uma fiscalização de rotina, na manhã desta segunda-feira (27), 800 litros de materiais de limpeza sem registro que estavam sendo comercializados por um homem, no bairro Planalto.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Marco Aurélio Ribeiro de Sá, os produtos são irregulares. Contém erros na rotulagem, são embalados de forma inadequada e colocam em risco a vida dos consumidores. “A fabricação não é autorizada pela Vigilância Sanitária e nem pela Anvisa. Produtos químicos capazes de causar sérios acidentes quando utilizados ou armazenados de forma incorreta, chamados de domissanitários precisam ter registro para a fabricação, a comercialização e o transporte. O registro é a maneira de o laboratório comprovar a eficácia, a segurança do uso e a regularidade do produto”, explicou.

A Vigilância Sanitária vai acompanhar o descarte desses materiais. Segundo Marco Aurélio, além da apreensão dos materiais, o vendedor dos produtos poderá pagar multa que varia de R$600 a R$ 2 milhões.

Quem presenciar venda ilegal de produtos pode denunciar pelo telefone (34) 3213-6152.


Fonte: Portal PMU

Raiva animal



A etapa urbana de vacinação contra raiva animal será realizado no período de 10 a 15 de agosto
Confira AQUI o roteiro de vacinação e saiba quando e onde vacinar seu cão ou gato

Imagens

Imagens da capacitação do Programa Municipal de Controle da Tuberculose no presídio Jacy de Assis


A capacitação foi ministrada no auditório da instituição com capacidade para aproximadamente 200 pessoas

O Programa Municipal de Controle da Tuberculose promoveu nesta sexta feira, dia 24/07 capacitação sobre Tuberculose aos funcionários do Presídio Prof. Jacy de Assis, localizado no bairro Dom Almir.

Mais de 200 pessoas dentre agentes, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, administrativos e outros profissionais estiveram presentes à capacitação, tirando muitas dúvidas à respeito da transmissão e tratamento da doença de tuberculose.

“Outras capacitações estão programadas em outros locais para este mesmo tipo de público, para que haja um controle mais de perto desta doença”, segundo Rosária Maria Paixão, coordenadora do Programa e palestrante do tema.






Programa Municipal de Controle da Tuberculose

Coordenadora: Rosária Maria Paixão
Av. João Naves de Ávila, 2202 Sala 107
Fone: 3229-1519 ramal 208

Fonte: NES/SMS
Texto e fotos: Renato Cury

Vacina

Brasil deve produzir vacina contra gripe A


Em programa Bom Dia Ministro, Temporão afirmou tratamento para, pelo menos, 50 mil pessoas já foram distribuídos aos estados

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou, na manhã desta quinta-feira (23), que o governo federal já está em contato com todos os laboratórios multinacionais que vêm trabalhando para a criação de uma vacina. A negociação atual é sobre preço e ofertas de doses. Para ele, o Instituto Butantan, em São Paulo, tem capacidade industrial e tecnologia para fazer o insumo e permitir a produção nacional do insumo. Ele relatou, em entrevista para o Bom Dia Ministro, que os estudos oficiais da Organização Mundial de Saúde apontam que a o comportamento da doença tem sido, na prática, similar ao da gripe comum.

Segundo Temporão, desde ontem, medicamento suficiente para 50 mil tratamentos estão sendo distribuídos para os estados. Ele reforçou que a população deve procurar o médico de confiança ou do plano de saúde, ou profissionais da Saúde da Família, postos de saúde e UPAs ao sentirem os sintomas de gripe. Os hospitais devem ser reservados para os casos mais graves.

Ouça o áudio da entrevista AQUI

Fonte: http://portal.saude.gov.br

Humanização

Imagens do 1º Encontro do Curso de Humanização para Trabalhadores da Saúde




Foi realizado nesta sexta feira, dia 24/07 no auditório da Gerência Regional de Saúde, o 1º Encontro da 2ª turma do Curso de Humanização para Trabalhadores da Saúde, com a participação de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo, Sueli Pereira Borges – coordenadora regional do curso, “humanizar não é só realizar festas e promover encontros. Humanizar é modificar comportamentos nas relações de trabalho, cuidar do trabalhador e do usuário”

O curso está sendo promovido pela Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP - MG), beneficiando profissionais de 35 municípios da região noroeste e do Triângulo Mineiro.

Trinta alunos do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia e servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia estão participando da primeira turma do projeto, e serão mais 33 até novembro com o objetivo de se estruturar grupos de trabalho de humanização em cada município

Os próximos encontros estão assim definidos:




Texto e fotos: Renato Cury

NES na UAI Luizote

Imagens do NES na UAI Luizote




A equipe do Núcleo de Educação em Saúde do Centro de Controle de Zoonoses William H. Stutz esteve presente nas UAIs Luizote e Planalto nos dias 20 a 24/07, divulgando ações de prevenção de combate á dengue e outros agravos.

Nesta foto, aparece o profissional José Divino, em um stand montado na entrada do ambulatório da UAI Luizote fornecendo explicações aos usuários desta unidade sobre a prevenção de vários tipos de doenças.

Na próxima semana, nos dias 27,28,29,30 e 31/07 a equipe estará nas UAIs Martins e Pampulha.


Texto e foto: Renato Cury

Controle

Serviço ajuda no controle da população de cães e gatos
Em Uberlândia são aproximadamente 82 mil cães e gatos


(Foto: Araípedez Luz )

O Centro de Controle de Zoonoses, ligado à Secretaria de Saúde, implantou o serviço de esterilização, para cães e gatos. A cirurgia é feita desde o início deste mês, no hospital veterinário da Universidade Federal, parceiro do projeto. A Prefeitura entra com recurso e a UFU com a mão de obra e material.

De acordo com o coordenador do CCZ, Adalberto Pajuaba Neto, já foram feitos 100 procedimentos. A intenção é que a medida ajude no controle da população animal. Em Uberlândia são aproximadamente 82 mil cães e gatos. “A partir do momento em que uma pessoa adquire um animal, assume a responsabilidade de cuidar. É o que chamo de posse responsável. Não há estatísticas, mas sabemos que muitos são abandonados pelos próprios donos, vivem doentes. Além do risco de acidentes e agressões, eles podem transmitir doenças ao homem, como raiva, leishimaniose e verminoses”, explica.

Para o diretor executivo do Hospital Veterinário Universitário, Amado da Silva Nunes Junior, a superpopulação animal tem se tornado um ciclo vicioso, e aumenta a cada dia. “Acreditamos que com a esterilização conseguiremos a médio e longo prazo, melhorar o nível populacional de cães e gatos na cidade”, informou.

Para solicitar o serviço, o dono do animal deve procurar a sala de vacina do CCZ, das 7h às 18h, e se cadastrar. É preciso levar RG, CPF e comprovante de renda de até 2 salários mínimos.


Fonte: Portal PMU

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Protocolo Influenza A

Nossa colega Elaize da coordenação das Ações em Vigilância Epidemiológica encaminha para conhecimento e divulgação o Protocolo Influenza A (H1N1) publicado no site da SES-MG em 21/07/09
Clique AQUI para leitura

Informe técnico

Mais negligenciada

Eric Stobbaerts, da Iniciativa de Medicamentos para Doenças Negligenciadas, destaca que a doença de Chagas, que não teve nenhum medicamento nos últimos 30 anos, é a mais ignorada de todas

Leia em: AQUI


Transformações necessárias

Para especialistas, desafios das metrópoles frente às alterações climáticas exigem academia multidisciplinar, governos sensíveis à urgência do tema e mudança cultural

Leia AQUI


Teste rápido

Novo sistema de diagnóstico molecular desenvolvido por rede de instituições de pesquisa brasileiras deverá diagnosticar até cem doenças ao mesmo tempo em cerca de 30 minutos

Leia AQUI

Fonte: Agência FAPESP

NES - CCZ

Agenda das ações do Núcleo de Educação em Saúde - NES





Presença do NES na SIPAT realizada na UAI Morumbi em junho deste ano

O Núcleo de Educação em Saúde do Centro de Controle de Zoonoses, sob a coordenação de Neide Borraz realiza no mês de julho, ações de prevenção de combate à dengue e outros agravos voltadas para o público que freqüenta as UAIs, através de um stand montado em frente aos ambulatórios com a seguinte programação:

De 06 a 10/07 – UAIs São Jorge e Tibery
De 13 a 17/07 – UAIs Roosevelt e Morumbi
De 20 a 24/07 – UAIs Planalto e Luizote
De 27 a 31/07 – UAIs Martins e Pampulha

Segundo Neide Borraz, “a finalidade deste trabalho é reforçar as campanhas já existentes a nível nacional e estadual, aproveitando a presença dos usuários que necessitam de algum atendimento nestas Unidades de Saúde, para que possamos repassar-lhes informações sobre a prevenção em vários tipos de doenças”.

Campanha anti-rábica

De 03 a 07 de agosto, as equipes de profissionais do NES e da Saúde Escolar juntamente com os alunos do Curso Superior de Medicina Veterinária da UFU estarão percorrendo as escolas municipais e estaduais a fim de divulgarem a 27ª Campanha de Vacinação Anti-rábica (cães e gatos) 2009, na zona urbana, que acontece de 10 a 15 de agosto.


Fonte:
Núcleo de Educação em Saúde do Centro de Controle de Zoonoses
William H. Stutz
Texto e fotos: Renato Cury

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Vacinação rural

Campanha de Vacinação Anti-rábica na zona rural termina na próxima semana
Os moradores devem ficar atentos aos horários de visitas dos agentes


(Foto: Daniel Nunes)

Até esta terça-feira (21), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), já havia vacinado 7.458 animais na zona rural, sendo 6.611 cães e 847 gatos. A imunização faz parte da 27ª Campanha de Vacinação Anti-rábica Animal. A vacinação continua até o dia 31 de julho.

A expectativa do Centro de Controle de Zoonoses é vacinar cerca de oito mil cães e gatos da zona rural. As cinco equipes visitam as fazendas de segunda a sexta-feira, exceto aos feriados, das 7h às 17h. “Os moradores devem ficar atentos aos horários de visitas dos agentes, pois temos encontrado muitas porteiras fechadas, o que dificulta o trabalho”, alerta o coordenador do Centro de Controle de Zoonoses, Adalberto Pajuaba.

O coordenador lembra que a raiva é uma doença fatal e a única forma de prevenção é a vacinação. “É importante que a população se conscientize sobre isso e nos apoie na campanha”, disse Adalberto Pajuaba.

Fonte: Portal PMU

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Porfirias

As Porfirias são raras, mas existem. Lembre-se delas!



A Associação Brasileira de Porfiria - ABRAPO anuncia, convida e solicita divulgação da próxima reunião do Grupo de Estudos sobre Porfirias:

"Aspectos Neuropsiquiátricos das Porfirias Agudas e outras Doenças Neurometabólicas Hereditárias"

Palestrante:
Dr. Charles Marques Lourenço*
Genética Clínica
Dia 31 de Julho (sexta feira) às 20 horas
Local: Auditório do CRM.
Rua Victório Viezzer, 84 - Vista Alegre
em Curitiba - Pr.

OBS.: Aos interessados será fornecido certificado.

Maiores informações e inscrições gratuitas:
contato@porfiria.org.br
ou telefone: 41 9151-5586


Acesse www.porfiria.org.br para informações sobre as Porfirias, próximas palestras e outras noticias. Não podendo participar das reuniões do Grupo de Estudos, acesse os resumos pelo link: www.porfiria.org.br/grupo.htm



Ieda M. S. Bussmann
Associação Brasileira de Porfiria - ABRAPO
www.porfiria.org.br



*Dr. Charles Marques Lourenço



Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (2002) e título de especialista em genética clínica pela Sociedade Brasileira de Genética Médica (2006). Concluiu residência médica , realizada no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (USP), na área de genética médica em janeiro de 2007. Atualmente, faz pós-graduação no Departamento de Neurologia da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto com ênfase na área de neurogenética.

Sua formação está voltada para as áreas de dismorfologia, heredopatias neurodegenerativas e erros inatos do metabolismo. Vem desenvolvendo trabalhos na área das doenças de armazenamento lisossômico com terapia de reposição enzimática e de redução de substrato, na compreensão dos mecanismos de neurodegeneração nas porfirias agudas intermitentes e nos erros inatos do metabolismo com apresentação em adultos.

Recentemente, iniciou treinamento com a Orphan Academy, reconhecida instituição européia dedicada a treinar médicos para atuação no campo das doenças hereditárias metabólicas. Foi também o primeiro médico brasileiro a fazer especialização em diagnóstico e tratamento de Porfirias, na Universidade Médica do Texas em Galveston (em Parceria Global da American Porphyria Foundation e Associação Brasileira de Porfiria).

No momento, além das atividades relacionadas à pesquisa em doenças neurometabólicas hereditárias, vem desenvolvendo trabalhos de consultoria para a Pharmedic, representante da Orphan Drugs no Brasil, proferindo palestras e orientando outros profissionais médicos no manejo de pacientes com erros inatos do metabolismo.

É membro da Sociedade Internacional para Estudo das Displasias Esqueléticas, da Sociedade Americana de Genética Humana, da Sociedade Latino-Americana de Erros Inatos do Metabolismo e da Sociedade Brasileira de Genética

DSTs e Aids

Visitas em empresas conscientizam sobre DSTs, Aids e hepatite


Duas empresas serão visitadas pelos profissionais do Ambulatório Municipal Herbert de Souza, que realizarão palestras sobre DSTs e Aids, exames de hepatite C e distribuição de preservativos. Nesta sexta-feira, dia 24, das 9h às 11h30, a Cargil será visitada. No sábado, dia 25, das 8h às 12h, será a vez da TC Logística.

“O intuito é levar aos funcionários informações sobre formas de contágio, prevenção e tratamento da hepatite C, doenças sexualmente transmissíveis e Aids, de forma que sejam multiplicadores das informações dentro e fora dos seus locais de trabalho”, disse Cláudia Maria Bulgarelli Spirandelli, coordenadora do Ambulatório.


Fonte:
Marden Rangel
Secretaria Municipal de Comunicação Social
Av. Anselmo Alves dos Santos, 600, Uberlândia / MG
(34) 3239-2684 / 2441 / 2883

Capacitação TB

Funcionários do presídio Prof. Jacy de Assis recebem capacitação do Programa Municipal de Controle da Tuberculose



O Programa Municipal de Controle da Tuberculose, sob a coordenação da assistente social Rosária Maria Paixão, irá realizar nesta sexta feira, dia 24/07, no período da manhã, capacitação aos agentes, enfermeiros, técnicos de enfermagem e funcionários em geral do presídio Prof. Jacy de Assis*.

Além da coordenadora, a equipe que irá, será composta pelo enfermeiro André Luiz Moraes de Carvalho, a assistente social Rosângela Bittencourt da Silva e a acadêmica em enfermagem Jucélia Nogueira de Souza, todos integrantes do Programa.

Em dezembro do ano passado foi realizado uma capacitação à este público que está em contato constante com os internos e desta vez passarão por uma reciclagem das informações sobre os sintomas, prevenção, formas de contágio e tratamento da doença de tuberculose, para que possam detectar alguma pessoa doente.

*Rua Cirineu Costa Azevedo, 500 Bairro Dom Almir


Programa Municipal de Controle da Tuberculose
Coordenadora: Rosária Maria Paixão
Av. João Naves de Ávila, 2202 Sala 107
Fone: 3229-1519 ramal 208



Texto: Renato Cury

Tratamento

Ministério recebe 50 mil kits para tratamento da gripe suína


Até setembro, o Ministério da Saúde terá disponível 1 milhão de tratamentos para a Influenza A (h1N1), que serão distribuídos aos estados

O primeiro lote de 50 mil tratamentos contra Influenza A (H1N1), adquiridos pelo Ministério da Saúde, chegou a um dos depósitos do governo federal nesta terça-feira, 21 de julho. Eles serão distribuídos aos 68 hospitais de referência de todo o país para o atendimento aos pacientes com a nova gripe. Uma segunda leva dos remédios, mais 50 mil, será entregue até o dia 15 de agosto. E outros 750 mil tratamentos chegarão até o dia 30 de setembro.

O Ministério, por meio do Laboratório de Farmanguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz – RJ), já está produzindo 150 mil tratamentos, que estarão disponíveis para uso a partir do fim do mês. Ao todo, será um milhão de tratamentos.

Cada um dos tratamentos é composto por 10 comprimidos de fosfato de osetalmivir, quantidade indicada para uma pessoa. A remessa distribuída no país deve superar o número de casos graves, segundo o diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage. O medicamento é indicado apenas para essa parcela, que representa menos de 5% dos pacientes com os sintomas. “É esperado um aumento da procura pelo remédio agora no inverno, quando a doença atingirá um maior número de pessoas. Receberemos quantidade suficiente para atender essa demanda”, destaca Hage.

PRODUÇÃO PRÓPRIA - O medicamento é considerado o mais eficiente, até o momento, no tratamento de influenza H1N1, sendo recomendado, inclusive, pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O Ministério da Saúde investiu R$ 34,75 milhões na compra dos 800 mil novos tratamentos. O contrato com a Roche foi firmado em junho.

O país possui matéria-prima para produzir um total de 9 milhões de tratamentos. O insumo foi adquirido em 2005, na época para uma possível epidemia de gripe aviária. “Estamos com estoque suficiente para enfrentar essa pandemia. Se houver necessidade, produziremos mais medicamentos”, afirmou Eduardo Hage.

Da transformação em comprimidos até a autorização para a sua distribuição, o medicamento fabricado no Brasil passou por testes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que encaminha processo para concessão do registro.

Conforme o protocolo do MS – que segue as orientações da OMS, o tratamento é indicado apenas para os pacientes com sintomas graves, fatores de risco e profissionais de saúde que trabalham diretamente com os doentes. O remédio deve ser ministrado nas primeiras 48h do aparecimento de sintomas graves.

DISTRIBUIÇÃO - No que diz respeito à logística de distribuição dos tratamentos, ela permanecerá centralizada. O governo federal envia os medicamentos para cada estado. Então, a Secretaria Estadual indica não só as unidades de referência para atendimento, como amplia o número de hospitais para internamento. Além disso, outras unidades são indicadas para atender os casos e usar antiviral, não necessariamente fazer internação. O papel do MS é prover a medicação de acordo com a solicitação da Secretaria Estadual ou Municipal.

Não há medicamentos disponíveis no comércio. Medida adotada reduzir a probabilidade de resistência do vírus ao remédio e devido aos riscos de automedicação.



Fonte: Portal da Saúde

Aliadas da saúde

Frutas e hortaliças diminuem risco de doenças crônicas


Pesquisadores da Embrapa alertam que consumo de frutas e hortaliças diminui risco de doenças crônicas

Pesquisadores da Embrapa Agroindústria de Alimentos querem estimular no brasileiro o hábito de comer frutas e hortaliças que, atualmente, está muito abaixo do total recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 400 gramas por pessoa, no mínimo, por dia. O consumo médio por brasileiro é de apenas um terço dessa quantidade recomendada pela entidade.

Para isso, a Embrapa Agroindústria de Alimentos desenvolveu um projeto de promoção do consumo de frutas, legumes e hortaliças (FLV). A coordenadora do projeto, Virginia Matta, informou que o projeto pretende estimular o consumo desses alimentos por meio da distribuição de livretos educativos, em uma ação que abrange as famílias, escolas e creches, pontos de venda e empresas. Inicialmente, a ação será desenvolvida em Guaratiba, na zona oeste do Rio.

Virginia Matta disse que a população brasileira, de um modo geral, ainda não percebeu os benefícios que a ingestão de frutas e hortaliças traz para a saúde. “É preciso levar às pessoas o conhecimento de como é fundamental, cada vez mais, o consumo de frutas, legumes e verduras para a promoção e a manutenção da saúde”. O projeto FLV busca promover uma mudança de hábito no brasileiro.

Segundo Virginia, a ingestão desses alimentos protege o organismo contra deficiências de vitaminas e minerais e aumenta a resistência às infecções. “Hoje já se sabe que esse é um dos principais fatores de risco para doenças não transmissíveis, as doenças crônicas, como doença cardiovascular, diabetes, obesidade e alguns tipos de câncer. O não consumo ou o consumo abaixo do recomendado é um dos dez principais fatores de risco para essas doenças. Se você não consome, está mais sujeito a essas ocorrências”, revelou.

Com base na última pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Virginia afirmou que o consumo de frutas e hortaliças é baixo em todo o país, independente da classe de renda. “A gente sabe que a diferença é maior nas classes mais baixas. Mas mesmo as classes média e alta têm consumo ainda abaixo do recomendado”. Isso decorre principalmente da falta de hábito e de um problema de desinformação, explicou.

O projeto “Construção de uma estratégia de intervenção em nível local para a promoção do consumo de frutas, legumes e verduras (FLV)” engloba três livretos, que são dirigidos aos professores, agentes de saúde e gestores escolares. Uma das dicas apresentadas é substituir no consumo de sopas, no dia a dia, parte da batata, inhame e aipim por chuchu, cenoura, couve e abobrinha. Os pesquisadores sugerem também que se reduza a quantidade de sal e de temperos prontos nos alimentos, trocando-os por limão e ervas, entre as quais a salsa, cebolinha, manjericão e orégano.


Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 21 de julho de 2009

Boletim eletrônico

Nossa colega Elaize da Coordenação das Ações em Vigilância Epidemiológica sempre atenta, nos envia Boletim eletrônico sobre Influenza A (Gripe suína).

Clique na imagem abaixo para ampliá-la


Pesquisas em epilepsia


FAPESP e Fapemig lançam chamada de propostas de projetos relacionados ao tema "Epilepsia: mecanismos de epileptogênese e o aprimoramento da diagnose, prevenção e tratamento da desordem"

Artigo na íntegra AQUI

Sexo dos barbeiros


Pesquisadores destacam que, apesar de ser conhecido como vetor da doença de Chagas há cem anos, pouco se sabe sobre a biologia sexual do inseto
Leia mais AQUI no site da Agência FAPESP

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Vídeos Influenza A (H1N1)

Vídeos informativos sobre Influenza A (H1N1)



Nossa colega Elaize da Coordenação das Ações em Vigilância Epidemiológica envia e recomenda os importantes vídeos informativos sobre Influenza A (H1N1)
Veja, comente, divulgue

Agenda DST/AIDS

Agenda da semana do Programa Municipal DST/AIDS




Cláudia M.B.Spirandelli - coord. do Programa M.DST/AIDS
em recente palestra na CTBC/ALGAR.

O Programa Municipal DST/AIDS – Ambulatório Herbert de Souza, irá realizar nesta semana, palestras, exames de hepatite e distribuição de preservativos em empresas, voltado para a SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho que ocorre nas mesmas e em comemoração ao dia do motorista, com a seguinte programação:



Data: 21/07/2009
Horário: 7h30 - terça-feira
Empresa: Rodonaves
Endereço: Av: Florestano Macedo nº 6.800 Bairro Tibery
Evento: Sipat- Palestra DST/AIDS
Público: Funcionários

Data: 24/07/2009 - sexta-feira
Horário: 9h às 11h30h
Empresa: Cargil

Endereço: Rua Will Cargill nº 880 Distrito Industrial
Evento: Em comemoração do dia do motorista, haverá testes de hepatite C e distribuição de kits preventivos.
Público: 350 ( trezentos e cinquenta ) pessoas, dentre funcionários internos e motoristas (caminhoneiros).

Data: 25/07/2009 - sábado
Horário: 8h às 12h
Empresa TC LogísticaEndereço: Av. Antônio Tomaz Ferreira de Rezende nº 2251 Bairro Esperança
Evento: Em comemoração do dia do Motorista, haverá testes de hepatite C e distribuição de kits preventivos.



O intuito destas ações são para levar aos funcionários destas empresas, maiores informações sobre formas de contágio, prevenção e tratamento da hepatite C e DSTs, de forma que sejam multiplicadores dentro e fora de seu local de trabalho.



Programa Municipal DST/AIDS – Ambulatório Herbert de Sozua
Coordenação: Cláudia Maria Bulgarelli Spirandelli
Rua Avelino Jorge do Nascimento, 15 Bairro Roosevetl
Fone: 3215-2444



Fonte: NES/SMS
Texto: Renato Cury

Inscrições Episus

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo da 9ª turma do Episus

O Edital (...) pode ser acessado no endereço eletrônico www.saude.gov.br/svs, no link http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/edital_episus_turma2110_2012.pdf

As inscrições para a primeira etapa poderão ser feitas no período de 19 de julho a 1 de setembro. Para isso o candidato, após ler todo o conteúdo do edital, deverá preencher o formulário eletrônico no endereço http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=3042

Este ano serão 10 vagas oferecidas para profissionais das áreas de Biologia, Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição e Odontologia.



Solicito ampla divulgação.

Atenciosamente,

Coordenação do EPISUS
Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços dos SUS - EPISUS
Centro de Informações Estratégicas e Respostas em Vigilância em Saúde
Departamento de Vigilância Epidemiológica
Secretaria de Vigilância em Saúde
End.: Setor Comercial Sul Quadra 04, Bloco A, Ed. Principal, 6º andar
Cep: 70304-000 – Brasília/DF
Tel.: (61) 3213-8083 / 8085
Fax: (61) 3213-8290
E-mail: episus@saude.gov.br

Em defesa do SUS

Caravana em Defesa do SUS está percorrendo o Brasil


Com o tema “Todos em Defesa do SUS”, a Caravana em Defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) está percorrendo o Brasil, de norte a sul, para discutir os problemas e os avanços do Sistema em cada Unidade da Federação. No mês de dezembro, todas as propostas serão apresentadas durante um Encontro Nacional, em Brasília.

Em março, a Caravana iniciou a viagem pelo estado do Maranhão. Ela já passou no Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Espírito Santo. Nesta sexta-feira estará em Rondônia, de onde partirá para os estados de Pernambuco e Acre, ainda este mês. Até dezembro a caravana terá percorrido os 26 estados e o Distrito Federal.

Lançada pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), em parceria com o Ministério da Saúde, os Conselhos Estaduais de Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e os Movimentos Sociais, a caravana tem reunido um número expressivo de participantes por onde passa.

A Caravana tem lançado a Campanha do SUS como Patrimônio Social, Cultural, Imaterial da Humanidade, além da Campanha em favor da Regulamentação da Emenda Constitucional nº 29, que está recebendo contribuições e apoio por meio de assinaturas eletrônicas na internet.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Anvisa

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Capacitação em BH

Equipe do Laboratório de Animais Peçonhentos da Secretaria Municipal de Saúde faz capacitação em Belo Horizonte

Os profissionais do Laboratório de Animais Peçonhentos do C.C.Z. William H. Stutz da Secretaria Municipal de Saúde, participaram como instrutores e monitores de uma capacitação em manejo de escorpiões realizada de 6 a 10 julho, em Belo Horizonte e Contagem (MG). O módulo teórico foi ministrado no auditório da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais e a prática de campo em bairros de alta infestação de escorpiões em Contagem.

O convite para esta capacitação foi da Coordenação Nacional de Animais Peçonhentos do Ministério da Saúde e Gerência de Vigilância Ambiental da Secretaria de Estado de Minas Gerais, sendo que a capacitação foi ministrada por técnicos da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, Instituto Butantan e Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia.

O Médico Veterinário Sanitarista William H. Stutz participou como Instrutor e monitor de campo, ministrando aulas sobre manejo de escorpiões e apresentou a experiência de Uberlândia, sendo que as atividades de campo em Contagem foram integralmente coordenadas por mais dois profissionais de Uberlândia:
Os Agentes de Controle de Zoonoses do Laboratório de Animais Peçonhentos Edilson Medeiros de Macedo e Glauderci Barbosa França.

O Coordenador de Zoonoses e Vigilância sanitária do Prata MG José Abel da Rocha Catuta participou como monitor, integrando a equipe de Uberlândia.

Participaram da capacitação 46 técnicos representando todas as Gerências de Regionais de Saúde de Minas Gerais que agora serão os multiplicadores das novas normas e condutas no controle desse aracnídeo, repassando para os municípios da área de abrangência de cada uma, todo conhecimento adquirido.

Normas estas descritas em publicação do Ministério da Saúde e que tem como um dos autores, técnico do Laboratório de Animais Peçonhentos.

As instituições envolvidas foram:

  • Coordenação de doenças transmitidas por vetores e antropozoonoses (COVEV) - Ministério da Saúde;
  • Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública -CGLAB -SVS - Ministério da Saúde;
  • Divisão de Vigilância de Zoonoses e Intoxicações - Secretaria de Estado da Saúde do Paraná
  • Laboratório de Animais Peçonhentos, CCZ da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia - Minas Gerais;
  • Gerência de Vigilância Ambiental - SES MG;
  • Instituto Butantan - SES SP.





Fonte: William H. Stutz
Fotos: Acervo Capacitação Peçonhentos - Ministério da Saúde
Texto: Renato Cury

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Humanização

Humanização é tema de curso no Triângulo Mineiro





Com o objetivo de auxiliar a implantação da humanização e melhorar a qualificação da atenção e da gestão em saúde, começou nesta segunda, dia 13/07 o Curso de Humanização para Trabalhadores da Saúde / SUS na Gerência Regional de Saúde de Uberlândia. Promovido pela Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP - MG), passarão pelo curso 1020 profissionais de hospitais que recebem recursos do convênio do PRO-HOSP e trabalhadores da área de saúde pública e da rede conveniada ao SUS. Serão beneficiados 35 municípios da região Noroeste e do Triângulo Mineiro.

“Humanizar não é só realizar festas e promover encontros. Humanizar é modificar comportamentos nas relações de trabalho, cuidar do trabalhador e do usuário”, explicou a coordenadora regional do curso, Sueli Pereira Borges. Baseado na metodologia da problematização, o curso é crítico e reflexivo. O educando é o sujeito de sua própria aprendizagem e agente capacitado para transformar a realidade. “Os alunos lêem os textos, discutem e o relacionam com o seu ambiente de trabalho, com a sua realidade. Além disso, entre os módulos, existe um momento de dispersão em que no seu ambiente de trabalho o conhecimento é aplicado para ser discutido no último módulo”, complementou.

O importante das aulas, para o aluno e enfermeiro do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC – UFU), Altevir Etchegaray Silva, é o enfoque que é dado pela humanização na saúde que “não é só nas ações dos trabalhadores, mas no usuário. Não é só na doença, mas no ser humano como um todo”, disse. A nutricionista do HC-UFU, Amanda Torido Santos, que está participando pela primeira vez de um curso de humanização percebeu a importância do seu comportamento, “a humanização é contagiante, se você mudar o seu comportamento, as pessoas ao seu redor estarão mudando também”.

Trinta alunos do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia e servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia estão participando da primeira turma do projeto, e serão mais 33 até novembro com o objetivo de se estruturar grupos de trabalho de humanização em cada município. Cada turma passa por três módulos. O primeiro estará abordando 13 e 14 as políticas de saúde, diretrizes do Ministério da Saúde e os princípios de integralidade, universalidade e equidade que sustentam a saúde pública. A partir de debates produtivos e construtivos, a docente Dayana Ferreira da Fonseca introduziu a discussão sobre o SUS, “é importante que eles conheçam o que é o sistema, pois só a partir do momento que entendem a teoria, pode-se falar em humanização na prática”, explicou. O segundo módulo será sobre a organização dos serviços de saúde e o seu contexto político; para finalmente a transversalidade e grupalidade ser trabalhada na humanização.

Fonte: NES/SMS Uberlândia

Diretrizes Nacionais

Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue


Recebemos Elaize Maria Gomes de Paula da Coordenação das Ações em Vigilância Epidemiológica publicação "Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue" para conhecimento e divulgação.

Clique no link abaixo
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/diretrizes_dengue.pdf

Controle da Tuberculose

Programa Municipal de Controle da Tuberculose faz palestra em Clínica




O Programa Municipal de Controle da Tuberculose, sob a coordenação de Rosária Maria Paixão, realizou nesta segunda feira, dia 13/07 palestra na Clínica Vida Nova, localizada no Bairro Mansões Aeroporto (Alameda Brasil).

A Clínica Vida Nova é uma comunidade terapêutica que abriga mais de 40 internos do sexo masculino, com faixa etária dos 13 aos 65 anos, e que faz um trabalho de recuperação em dependência química e alcoólica, desenvolvendo várias atividades.

A palestra foi ministrada pelo enfermeiro do programa, André Luis Moraes de Carvalho com o apoio da assistente social Rosângela Bittencourt da Silva, que teve como tema a gripe influenza A, abordando sintomas, prevenção, tratamento, formas de contágio e outros temas tais como, o funcionamento da Rede de Saúde, internação, intoxicação alimentar, higiene pessoal e outros assuntos.

Esta palestra serviu de introdução a uma próxima visita, o qual será para abordar sobre a doença de Tuberculose.

Fonte:



Núcleo de Divulgação
Diretoria de Gestão de Pessoas
Secretaria Municipal de Saúde - Uberlândia - MG
34 3229.1519 - ramal 203


Texto e fotos: Renato Cury

Atenção!

Uso de medicamentos durante gripe deve ser feito com cautela

Os pais e profissionais de saúde devem ficar atentos para a não utilização de medicamentos contendo ácido acetilsalicílico em crianças e adolescentes, em especial, para o alívio dos sintomas associados às infecções virais. De acordo com alerta publicado pela Farmacovigilancia da Anvisa, o uso destes medicamentos deve ser feito com atenção, principalmente durante o inverno, período no qual os casos de gripe tendem a aumentar. O cuidado vale tanto para os casos de gripe comum como da gripe A H1N1.

O alerta se deve ao risco que crianças e adolescentes tem de desenvolver a Síndrome de Reye. A síndrome pode ocorrer durante a recuperação de uma infecção viral ou pode desenvolver-se 3 a 5 dias após o início da virose. Seus sintomas incluem: vômito recorrente ou persistente, letargia, mudanças de personalidade como irritabilidade ou agressividade, desorientação ou confusão, delírio, convulsões e perda da consciência, exigindo assistência médica imediata.

A causa da doença ainda não é conhecida. Entretanto, estudos demonstraram que o uso de medicamentos que contêm ácido acetilsalicílico no tratamento de doenças virais aumenta o risco de seu desenvolvimento. A restrição já está no Protocolo de Manejo Clínico e Vigilância Epidemiológica da Influenza publicado pelo Ministério da Saúde.



Fonte: http://www.anvisa.gov.br

Reforma psiquiátrica

OMS convida Brasil para ajudar em reforma psiquiátrica internacional


O Ministério da Saúde aceita convite da Organização Mundial da Saúde para integrar estratégia global de melhoria do acesso ao tratamento para transtornos mentais

A OMS (Organização Mundial da Saúde) usará a reforma psiquiátrica brasileira como modelo internacional para a saúde mental. A decisão da OMS é parte do mhGap (Mental Health Gap Action Program), estratégia global que tem por objetivo melhorar o acesso ao tratamento para transtornos mentais, neurológicos e aqueles relacionados ao consumo prejudicial de drogas.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, aceitou o convite feito pelo diretor de Saúde Mental e Abuso de Substâncias da OMS, Benedetto Saraceno, para que o Brasil integre um grupo de países que se destacaram na saúde mental e cujas políticas estejam alinhadas com o que prega a OMS. Além do Brasil, Itália, Holanda e Egito confirmaram participação no grupo. Outros três países serão convidados pela Organização Mundial da Saúde nos próximos meses. “Para nós, o convite feito pela OMS é uma confirmação importante do que estamos no caminho correto”, afirmou o ministro Temporão.

Para alcançar o objetivo de melhoria do acesso ao tratamento, a estratégia mhGAP prevê a constituição de um fórum formado por três instâncias. A primeira delas é o grupo de governos para o qual o Brasil foi convidado. A segunda é composta por grandes instituições científicas que produzem pesquisas na área de saúde pública. O terceiro grupo, por sua vez, será constituído por organizações não-governamentais de âmbito mundial.

Em visita ao Brasil, o diretor de Saúde Mental e Abuso de Substâncias da OMS disse que é nítida a evolução da política brasileira de saúde mental e a expansão dos CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) ao longo dos anos. Em 2002, com 424 CAPS, apenas 21% da população brasileira era coberta pelo serviço. Hoje, 1.394 CAPS correspondem a uma cobertura populacional de 57%. “Os princípios éticos e técnicos da política e da reforma psiquiátrica brasileira estão corretos. A diminuição do número de leitos manicomiais e o incremento dos CAPS é um fenômeno que vem ocorrendo no Brasil nos últimos 10 anos de forma ascendente”, afirmou Benedetto Saraceno.

A OMS recomenda o fortalecimento da atenção básica e a da atenção psicossocial comunitária. Para isso, sugere que cada país encontre o melhor caminho, respeitadas as particularidades sociais, econômicas e culturais. “O fato de um país do tamanho do Brasil não ter uma cobertura total desses serviços não significa que a reforma psiquiátrica está errada. A Inglaterra começou uma reforma há 15 anos. Na Itália, por exemplo, isso levou 17 anos. É um processo lento, tanto do ponto de vista administrativo e financeiro, quanto de recursos humanos e capacitação”, disse o diretor da OMS.



Fonte: http://portal.saude.gov.br

Publicação de peso


Acta Tropica, is an international journal that covers biomedical and health sciences with particular emphasis on topics relevant to human and animal health in the tropics and the subtropics. Its scope includes the biology of parasites and vectors, welcoming contributions concerning either basic or applied








Inter- and intrapopulational genetic variability of Tityus serrulatus
(Scorpiones, Buthidae)


Online here

Ronaldo G. Carvalho Scholtea (a, b), Roberta Lima Caldeira (a), Mariana Crivellari Machado Simõesa, William H. Stutz (c), Larissa Lopes Silvaa, Omar dos Santos Carvalho (a) and Guilherme Oliveira (a)

(a) Centro de Pesquisas René Rachou–Fiocruz, MG, Brazil

(b) Programa de Pós-Graduação de Biomedicina/Clinica Médica da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte–MG, Brazil

(c) Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia–MG, Brazil

Received 9 March 2009;
revised 25 June 2009;
accepted 2 July 2009.
Available online 10 July 2009.

Abstract

In Brazil, there are near to 20 genera and almost 120 species of scorpions of which 95% reproduce sexually. Parthenogenetic reproduction, however, may also take place. To gain insight into useful molecular markers in parthenogenetic scorpion species, we studied DNA polymorphism using two molecular approaches: simple sequence repeat anchored polymerase chain reaction (SSR-PCR) and sequencing of the cytocrome C oxidase subunit I of the mithocondrial genome mtDNA (COXI) of Tityus serrulatus. Three different groups were used: group 1, composed of 1 female and 14 descendants; group 2 with 1 female and 17 descendants, both from the city of Uberlândia, State of Minas Gerais (MG), Brazil, and the third group that consisted of three adult scorpions from the city of Belo Horizonte, MG.

The profiles generated by SSR-PCR were identical for all specimens, while partial sequencing of COXI showed the presence of SNPs. After aligning COXI contigs one of the groups presented 18 SNPs and the second 8 SNPs. The two groups were differentiated by two diagnostic SNPs. We did not find evidence of mitochondrial recombination.

The results are in agreement with the parthenogenetic mode of reproduction of this species and sequencing of the COXI gene enabled the separation of scorpions groups.

Keywords: Tityus serrulatus – scorpions – parthenogenesis – SNPs – cytochrome oxidase subunit 1

Fonte
Acta Tropica

terça-feira, 14 de julho de 2009

Informes FAPESP

Dogma da vacina

Pesquisadores desenvolvem vacina para Chagas na tentativa de superar o ceticismo a respeito de tal alternativa para uma das doenças mais negligenciadas do mundo
Confira AQUI


Mapa de Down

Grupo internacional monta mapa que identifica regiões genéticas que seriam responsáveis por causar sintomas da síndrome
Leia AQUI


Sistema de raio X pioneiro em veterinária

Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP inaugura equipamento de radiografia computadorizada que dispensa a utilização de repetidas chapas de filmes
Mais AQUI


Glaucoma na Índia e no Brasil

Simpósio será realizado na Unifesp, reunindo médicos e pesquisadores dos dois países
Leia AQUI

Aspectos psicológicos da depressão e do transtorno bipolar


Palestra será no Instituto de Psiquiatria do HC, em São Paulo, das 13h às 15h
Veja mais AQUI

Fonte: Agência FAPESP

Influenza A

Recebemos de Elaize Maria Gomes de Paula da Coordenação das Ações em Vigilância Epidemiológica protocolo para enfrentamento da Influenza A em Portos, Aeroportos e Fronteiras atualizado em 09/07/09, para conhecimento e divulgação.

Confira aqui (em pdf)

Projeto Ver


Dr. Genes Silvestre em consulta com um aluno

Foi realizado neste sábado, dia 11/07, no Ambulatório Oftalmológico* um grande mutirão, envolvendo profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e de Educação em parceria com a Ótica Lynx e seus laboratórios, cujo objetivo foi consultar aproximadamente 270 crianças das escolas municipais do bairro Canaã.

Segundo Dr. Genes Silvestre, coordenador do ambulatório, “os objetivos foram alcançados graças ao empenho de profissionais que não mediram esforços para atender às crianças neste sábado. Em agosto faremos a entrega dos óculos em uma grande festa nas escolas, através de atividades que envolvam pais, alunos, funcionários e comunidade”.

*Av. Rondon Pacheco 2222



Foto e texto: Renato Cury

Hepatite C


Foi realizado nesta sexta feira, dia 10/07, na Algar Call Center (ACS) aproximadamente 250 exames de hepatite C promovido pelo Programa Municipal DST/AIDS - Ambulatóiro Herbert de Souza. O trabalho continua nesta segunda feira, dia 13/07 no período da tarde, com a presença de toda a equipe do Programa. Estima-se que mais 300 funcionários façam o exame Hepatite C, como também o HIV, com resultados em 20 minutos.

Maiores informações:

Programa Municipal DST/AIDS – Ambulatório Herbert de Sozua
Coordenação: Cláudia Maria Bulgarelli Spirandelli
Rua Avelino Jorge do Nascimento, 15 Bairro Roosevetl
Fone: 3215-2444

Foto e texto: Renato Cury

Programa de Hanseníase


O Programa Municipal de Hanseníase realizou nesta sexta feira, dia 10/07 na feira livre do bairro Aclimação, um trabalho que visa a prevenção na doença de hanseníase. A ação foi realizada pela Agente comunitária do Programa, Sirlene de Lima juntamente com a equipe da unidade de saúde Aclimação. Várias pessoas foram abordadas tanto na feira como na rua, pelas profissionais de saúde, tendo sido esclarecidas quanto às formas de prevenção e tratamento da doença.

Fotos e texto: Renato Cury