Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Feliz 2011

Para Virgínia e seu coelho chinês. Para todos os amigos.



Feliz 2011 - Ano do Coelho (desenho Carlos Kubo)

Que não seja tão ligeiro nem afoito quanto o bicho que o rege. Da calma atenta a sua marca.

Como sempre-viva embalada em vento frio e silencioso de serra onde piar de passarinho discreto difícil se faz notar.
Longe, um trotar de cavalo areado. Cavaleiro? Cada um de nós.
Garupa? Nunca, pois quem lá fica rédea não comanda.

Donos do rumo comandamos o passo. O caminho a seguir cada um faz. A escolha.
Procure-se pois trilheiro mais brando; mais grama, menos pedra/pó.

Se tiver poeira eu vou na frente,
se tiver porteira eu vou no meio,
se tiver atoleiro eu vou atrás
.

Em frescor tímido mas feliz cantar, que 2011 nos conduza por trilhas de mata fechada regadas a doces cachoeiras e esvoaçar de borboletas e jataís doceiras. Um ano bom logo ali se avista, a rédea é nossa, destino também. Que o coelho símbolo nos guie sim, mas sem relógio, sem atrasos, sem obrigações entediantes. Chá das cinco ou cachaça na venda. Só vendo
2011 feliz, harmônico, sonoro, canoro

Felicidade a todos!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ciência

Combinação desastrosa

Mudanças climáticas, somadas ao aumento populacional, podem aumentar as vulnerabilidades socioambientais das cidades do litoral paulista aos eventos climáticos extremos, indica pesquisa

Leia mais
AQUI



Caça que afeta a flora

Estudos indicam que redução de mamíferos e aves em decorrência da caça aumenta predação de sementes, afetando a distribuição das plantas

Leia mais AQUI

Combustível solar

Reator capaz de produzir rapidamente combustível a partir da luz solar, com o uso de dióxido de carbono e água, é a novidade descrita em artigo na revista Science

Leia mais AQUI

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal

Repassamos mensagem de Natal recebida do DPIS. Agradecemos e retribuímos


Plantas que curam

Planta amazônica pode tornar-se matéria-prima de medicamento
Bruno Leite, do USP Online
email bruno.leite@usp.br

Exemplar da árvore Copaíba localizada no Parque da Aclimação, centro de São Paulo (Foto ao lado)

Está em desenvolvimento na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP um anti-inflamatório proveniente do óleo da copaíba, árvore encontrada em todo o Brasil, mas com maior concentração na Amazônia.

Os índios brasileiros já utilizavam o óleo como remédio antes da chegada dos portugueses e, ainda hoje, é muito fácil encontrá-lo em feiras ou lojas de produtos naturais ou fitoterápicos. Popularmente, atribui-se ao óleo as propriedades anti-inflamatória, antimicrobiana e cicatrizante. Por enquanto, ao menos a primeira foi comprovada há alguns anos pelo estudo da FCFRP, coordenado pelo professor Osvaldo de Freitas. Atualmente, o professor pesquisa a formulação de um medicamento à base da planta.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Boas Festas

Bela mensagem de nossa Prefeitura, portanto bela mensagem nossa. Porque nós também somos parte dessa linda história !

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Agenda 2011



Fonte: Boletim da Saúde

Teste do pezinho

Foto: Tércio Capello / Agência Alagoas
Teste do pezinho, feito no período certo,
pode idendificar doenças crônicas

Teste do pezinho expandido no SUS é aprovado por Comissão do Senado
O projeto de lei foi aprovado hoje (15), em turno suplementar, pela CAS do Senado e, agora, será analisado pela Câmara
- Os hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) poderão ser obrigados a oferecer o chamado teste do pezinho expandido, que engloba um conjunto de exames laboratoriais para o diagnóstico, no recém-nascido, de anormalidades no metabolismo, doenças congênitas ou hereditárias. O objetivo do projeto é especificar que anormalidades devem ser diagnosticadas por esse teste.

O projeto de lei foi aprovado hoje (15), em turno suplementar, pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado e, agora, será analisado pela Câmara dos Deputados. O relator da proposta, Flávio Arns (PSDB-PR), ressalta que, apesar de o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) determinar que os hospitais públicos e privados façam exames capazes de identificar anormalidades em recém-nascidos, ele não especifica as anomalias que deverão ser diagnosticadas nem os exames a serem realizados.

" Atualmente, o mais completo conjunto de exames laboratoriais destinados ao diagnóstico ou à triagem de erros inatos do metabolismo e de doenças congênitas ou hereditárias é o teste do pezinho expandido, que detecta dezenas de doenças" , destacou o parlamentar.

Emenda ao projeto apresentada pela senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN) estabelece que a relação das doenças a serem diagnosticadas será definida pelo órgão competente, " ou outro conjunto que possibilite o diagnóstico ou a triagem de um número maior de doenças" .

A princípio, o projeto de autoria do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) tinha por objetivo obrigar os planos de saúde privados a fazerem esses exames. O relator, entretanto, transferiu para a rede pública a atribuição sob o argumento de que a medida poderia resultar em aumentos das mensalidades dos segurados de planos privados.

" O sistema de saúde suplementar brasileiro funciona de forma contributiva, sendo que o incremento de coberturas, por legislação, impacta no aumento de mensalidades, o que é prejudicial a todos. Ademais, cabe à ANS [Agência Nacional de Saúde Suplementar] dispor acerca da amplidão de coberturas para os planos de saúde" , argumentou o relator.

Fonte: Agência Brasil

Voz da mãe

Voz da mãe desempenha papel na ativação do cérebro do recém-nascido
Resultados de estudo mostraram que conversa materna ativa as partes do cérebro responsável pela aprendizagem da linguagem

Pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, descobriram que a voz da mãe ativa as partes do cérebro responsável pela aprendizagem da linguagem.

A equipe de pesquisa fez a descoberta após a realização de gravações elétricas em recém-nascidos nas 24 horas seguintes ao seu nascimento. Os sinais cerebrais também revelaram que, embora as crianças reagissem às vozes de outras mulheres, estes sons ativaram somente as partes de reconhecimento de voz do cérebro.

"Esta é uma pesquisa interessante que comprova, pela primeira vez, que o cérebro do recém-nascido responde fortemente a voz da mãe e mostra, cientificamente falando, que a voz da mãe é especial para os bebês", disse o pesquisador a líder do estudo, Maryse Lassonde.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Cartão de Natal VIGEP

Clique para ampliar

Nosso prefeito

Odelmo Leão fala sobre as principais ações da Administração Municipal
Para bom entendedor meia palavra bas.....

Escorpiões


Trabalho do Laboratório de Animais Peçonhentos na TV Vitoriosa.
Ótima e claríssima reportagem. Apenas pequeno erro de interpretação, talvez em função da edição, mas que não atrabalha o mérito jornalístico em absolutamente nada.

Na verdade, nossa equipe faz captura (busca ativa) todos os dias da semana, de 2ª a 6ª , e não apenas duas vezes por mês.
Parabéns e obrigado à imprensa pela constante força em divugar nossas ações e informações relevantes para a população.


quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Saúde e CPMF

É com prazer que reproduzimos aqui este ótimo texto de nosso amigo e colega de SMS Dr. Leonel Ricardo de Andrade para reflexão de todos. Boa e proveitosa leitura

O Sistema Público de Saúde não precisa de uma nova CPMF, mas sim de eficiência na Gestão de seus Processos e do Financiamento.


A saúde pública brasileira sofre em função de duas questões muito claras: o financiamento insuficiente e a ineficiência na gestão e nos gastos, passando por diversos gargalos e que vão desde modelos inadequados até fatos vinculados com a corrupção. Lembro que a saúde é um direito constitucional de todo cidadão e que o SUS em suas diretrizes básicas, com ênfase na Integralidade e Universalidade, é um dos sistemas mais avançados do mundo, apesar do insistente uso político e da histórica falta de critérios para um financiamento e gestão mais abrangentes.

Portanto, um sistema público de saúde para ser eficaz necessita de recursos financeiros adequados, de combate a corrupção, da adoção de modelos de atenção apropriados, de eficiência na gestão e nos gastos e, sobretudo, de um abrangente processo de educação pública em saúde.

1 - Dos Recursos Financeiros:
  • Deverão estar depositados no Fundo Municipal de Saúde (todos os recursos: Federal, Estadual e Municipal) - Quem manda no jogo é quem tem os recursos na mão;
  • Não se pode gastar grandes quantias com medicamentos (representam em torno de 15 do total de recursos gastos) e ou com exames;
  • O dinheiro da Saúde não pode financiar condicionantes e ou determinantes (merenda escolar, saneamento, vacina febre aftosa bovina, etc.);
  • Os recursos vinculados ou carimbados (101 espécies) são grandes entraves, já que ''amarram'' os referidos recursos às ações nem sempre prioritárias para os municípios. O ideal seria descentralizar tanto os repasses, quanto o gerenciamento - o que é prioridade para um município pode não ser para outro e vice versa;
  • A alocação de recursos tinha que estar vinculada ao quociente populacional do município.
Nesse sentido é primordial a regulamentação, pelo Congresso Nacional, da Emenda 29, http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/Emendas/emenda0292000.htm. Assine o manifesto de apoio: http://conselho.saude.gov.br/webec29/index.html

2 - Da Corrupção:

  • Combatê-la em todos os sentidos, inclusive envolvendo o Ministério Público;
  • Delegar responsabilidades e competências para quem de fato têm condições de exercê-las;
  • Divulgar todas as compras e pagamentos, se possível mensalmente. Publicados em D.O;
  • Pagar, por exemplo, órteses e próteses diretamente aos hospitais e não aos fornecedores.
3 - Da Gestão, Mudanças no Modelo e Eficiência nos Gastos:

  • Investir em atenção primária, que não é o mesmo que atenção básica;
  • Definir competências;
  • Planejar cuidadosamente todas as ações, usando para isto a Epidemiologia;
  • Trabalhar com protocolos de condutas bem elaborados (medicamentos, exames, especializações) - "desmedicalizar, desexaminar e desospitalizar ";
  • Compartilhar a resolução de problemas (muitos acidentes de trânsito = DETRAN, SETTRAN ; Falta de Limpeza Urbana = Sec. Serv. Urbanos);
  • Divulgação sistemática / "propaganda" de todas as ações realizadas;
  • Padronizar materiais, medicamentos e equipamentos, etc.;
  • Instituir planos de manutenção corretiva e preventiva de aparelhos e equipamentos;
  • Investir em treinamento do pessoal que opera estes aparelhos e equipamentos;
  • Reduzir todos os tipos de despesas;
  • Concentrar, em um só local, o máximo possível de serviços (ambulatório, emergência, esterilização, unidades de atendimento intermediário). O modelo de PSF vigente no Brasil - desconcentra e dispersa muito, tanto em recursos humanos como em materiais: fatos que oneram muito o sistema público de saúde - alguns pensam que sou contrário ao PSF, o que não é verdade. Tão somente sou um crítico do atual modelo de gestão adotado para o Programa;
  • Estabelecer um processo de Educação permanente:

Da população;
Da sociedade civil;
Dos usuários;
Dos meios de comunicação e;
Das autoridades de um modo geral (executivo, legislativo e judiciário);

  • Investir na valorização dos Recursos Humanos envolvidos
  • Humanizar o atendimento;
  • Fortalecer o Controle Público: Institucional; Social.

Na oportunidade quero deixar para a reflexão de vocês, acerca de quais são os desafios de uma cidade pólo e referência para uma região que abriga quase 3 milhões de habitantes, por exemplo, de Uberlândia = 650 mil habitantes e que certamente é espelho para outras nas mesmas condições:

  • A defasagem no Teto para a Média e a Alta complexidade;
  • O déficit de leitos credenciados para o SUS;
  • O elevado percentual do orçamento municipal aplicado em saúde;
  • O papel e posição de Uberlândia como cidade pólo e referência para o atendimento em Média e Alta Complexidade;
  • O baixo percentual do orçamento municipal de grande parte dos municípios do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e, inclusive adjacências de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Não é minha pretensão de ensinar ou doutrinar sobre a matéria, até porque não tenho competências para tal, mas, simplesmente para despertar em todos a consciência de nossas responsabilidades e papéis, em prol de um sistema público de saúde de acesso universal, integral, equânime e equilibrado – visão de quem atua há 23 anos também no setor público de saúde.


Atenciosamente,

Leonel Ricardo de Andrade
Médico Pediatra e Médico de Trabalho
Uberlândia - MG, 14/12/2010
andrade33@netsite.com.br">landrade33@netsite.com.br

Credenciado no SUS

Foto: Paulo Churrasquim)

Hospital e Maternidade Municipal é credenciado no SUS em média e alta complexidade

A Portaria 3.838 publicada esta semana pelo Ministério da Saúde estabelece um aumento do teto financeiro de média e alta complexidade do Sistema Único de Saúde (SUS) para Uberlândia. O recurso será utilizado nos atendimentos do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. “É o cumprimento do que foi acertado com o Presidente da República. A Portaria entrou em vigor na data da sua publicação e agora aguardamos o repasse de mais de R$ 33 milhões de reais pelo Fundo Nacional de Saúde ao Município”, afirmou o prefeito Odelmo Leão.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Pão perigoso

Vigilância Sanitária detecta substância cancerígena em receita de pães
Uma reunião foi organizada, em Alagoas, para alertar panificadores sobre uso de bromato de potássio

Nesta semana, a Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau), por meio da Vigilância Sanitária e Laboratório Central (Lacen), se reuniu com os representantes da Associação dos Panificadores de Alagoas, na sede da entidade, para discutir a utilização de bromato de potássio nas receitas dos pães.

Em Alagoas, a ação da Vigilância estadual e do Lacen detectou a existência de fábricas clandestinas de regulador de fermentação contendo o bromato de potássio, uma substância cancerígena, proibida por lei federal, em qualquer quantidade nas farinhas, no preparo de massas e nos produtos de panificação.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Divulgação científica

Nuvens aumentarão o aquecimento

Agência FAPESP – Uma das grandes incertezas a respeito das mudanças climáticas globais está nas nuvens. Como elas reagirão ao aquecimento do planeta – e com que consequências – é algo que tem intrigado os cientistas.

De um lado, estudos apontam que o aquecimento irá alterar as nuvens de forma a contrabalançar os efeitos dos gases estufa. De outro, pesquisas indicam que as mudanças nas nuvens aumentarão o aquecimento.

Um novo trabalho, publicado nesta sexta-feira na revista Science, reforça o lado negativo. Segundo o estudo, em escala global as nuvens, atualmente, influenciam o clima de tal modo que resulta na diminuição da temperatura na superfície do planeta. Mas elas perderão parte dessa capacidade de resfriamento. Justamente por culpa dos gases estufa.

Leia mais

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Dor crônica

Foto: Divulgação / Universidade Bristol
Imagem 3D de uma lesão no nervo do ombro


Equipe internacional identifica nova abordagem para alívio da dor crônica Os cientistas mostraram que a molécula proteína zeta PKM é necessária para armazenar lembranças, inclusive da dor

Uma equipe internacional de cientistas encontrou o que acredita ser uma nova abordagem mais eficaz contra a dor crônica causada por lesão do nervo. A pesquisa, envolvendo a colaboração das Universidades de Toronto (Canadá), Seul (Coréia) e Bristol (Reino Unido), foi publicada pela revista Science.

Anteriormente, os cientistas conseguiram mostrar que uma molécula conhecida como proteína zeta PKM é necessária para armazenar lembranças. No caso da dor crônica, há uma avaria no processo neural que armazena essas memórias, o que impede o cérebro de se adaptar a resposta comportamental subsequente, que normalmente seria permitir-se lidar com a dor.

As conexões entre os neurônios através de vias sinápticas do sistema nervoso central são de alguma forma defeituosas, causando dor novamente por conta do registro mental de dor persistente.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Seminário


Ensino-serviço, gestão e atenção em saúde é tema de Seminário dias 08 e 09/12

Acontece nos dias 08 e 09/12 no anfiteatro do bloco 2A do Campus Umuarama da Universidade Federal de Uberlândia, o I Seminário de Integração Ensino-Serviço na Atenção Primária em Saúde, promovido pela UFU e com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Uberlândia.

O objetivo é debater as experiências atualmente em curso no campo da Atenção Primária em Saúde, no Brasil e no Mundo, destacando os processos de ensino-serviço, gestão e atenção em saúde, buscando fortalecer e qualificar a Atenção Primária em Saúde no município.

O evento terá como público alvo os docentes, profissionais da Saúde, acadêmicos, pós-graduandos e residentes, movimentos sociais e demais interessados que se relacionem com a temática da Atenção Primária em Saúde. Inscrições somente pelo site: www.siesaps.farmed.ufu.br/

Fonte: Boletim da Saúde

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Barbeiro e Chagas

Acatando ótima sugestão de nossa Secretária de Governo e de Comunicação Ana Paula Junqueira apresentamos informações importantes sobre o barbeiro e doença de Chagas.
Siga os links abaixo da página da







sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Caderneta de Saúde

Recebemos de Wilma Nunes: Lançamento da caderneta do idoso na UAPS Custódio Pereira.
Repassamos



PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO:
UAPS / CONSELHO LOCAL DE SAÚDE DO CUSTÓDIO PEREIRA
INFORMAÇÕES: UAPS Custodio Pereira: 3232 4757
Email: ubscustodio@uberlandia.mg.gov.br

Divulgação científica

Genes escolhidos

Pesquisadores desenvolvem software para identificar genes que podem ser alvos potenciais de terapias para o tratamento de doenças. Resultados do estudo premiado também podem ser aplicados em redes sociais

Leia mais AQUI

Acesso livre à biodiversidade

SciELO lança portal que disponibiliza obras, artigos e documentos históricos sobre a biodiversidade brasileira

Leia mais AQUI

Vida onde não se imaginava

Nasa anuncia a descoberta de bactérias que crescem em ambiente cheio de arsênio, tóxico para a maioria dos seres vivos. Novidade amplia a busca por vida extraterrestre

Leia mais AQUI

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Ótima notícia

Prefeito Odelmo Leão antecipa 13º e salário de dezembro aos servidores

O prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, que desde o início de seu governo efetua o pagamento dos servidores rigorosamente em dia, determinou a antecipação do pagamento da segunda parcela do 13º salário e do vencimento referente ao mês de dezembro. A medida irá contemplar mais de 14 mil servidores da administração direta e indireta.

Segundo Odelmo Leão, o pagamento da segunda parcela do 13º salário, que poderia ser feito até dia 20 do mês de dezembro, será feito no dia 13. Já o vencimento do mês de dezembro, que normalmente acontece no último dia útil, será antecipado para o dia 20.

"Essa é mais uma ação que realizamos todos os anos para valorizar os nossos trabalhadores, proporcionando a eles a oportunidade de organizar melhor as festas de fim de ano. Além de beneficiar os servidores, a medida é um estímulo ao comércio com a circulação de mais dinheiro no mercado", afirmou o prefeito.

O valor do pagamento da segunda parcela do 13º salário corresponde a R$ 11.130.232,15 milhões. Já o vencimento do mês de dezembro soma R$ 19.655.811,26 milhões. Com isso, a Prefeitura de Uberlândia, injeta, num intervalo de 7 dias, R$ 30.786.043,41 milhões na economia local.



Fonte:
Rosana Terra

Secretaria Municipal de Comunicação Social
Av. Anselmo Alves dos Santos, 600, Uberlândia / MG
(34) 3239-2684 / 2441 / 2883

Ministério da Saúde

Ministério da saúde deixou comentário em nosso Blog da Saúde. É muito bom saber que somos lidos.

Olá, blogueiro(a)!

Nesta semana, dia 1º de dezembro, o mundo todo celebra o Dia Mundial de Luta Contra a AIDS.

Abrace essa causa! Milhões de pessoas lutam, todos os dias, com um grande problema: o preconceito. Viver normalmente com o vírus HIV é possível, é real, e está cada vez mais comum.

Abrace esta causa! Utilize seu blog, seja parceiro dessa campanha, e mostre a todos que você também acredita em um mundo sem preconceitos: SOMOS IGUAIS!

Para ter acesso ao material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br.

Nesta quarta-feira, 1/12, às 16h, o Ministério da Saúde promoverá bate papo sobre AIDS, pelo Twitter, em seu perfil oficial. Participe e tire suas dúvidas com Eduardo Barbosa, diretor adjunto do Departamento de DST- AIDS. Siga-nos no Twitter - www.twitter.com/minsaude.

Obrigado!
Ministério da Saúde

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Uberlândia contra a dengue



Divulgue

Se você tem um usuário no Twitter, siga a @prefeituraudi e dê RT nas dicas de combate aos focos do mosquito. Utilize a hashtag #UberlandiaContraDengue em suas mensagens.
Com o seu apoio, conseguiremos manter o mosquito longe de Uberlândia.

Material de divulgação do Programa Municipal de Combate à Dengue
Clique AQUI

Fonte: Portal PMU

Câncer de mama e estresse


Câncer de mama e estresse

Estudo identifica alta frequência de estresse pós-traumático em mulheres que receberam diagnóstico da doença e indica que sintomas podem adiar ou evitar o tratamento

Nota SAS

Recebemos da colega Silma Melo do Ministério da Saúde:
Ministério da Saúde renova acordo com indústria para melhorar alimentação dos brasileiros - Informa SAS

(Clique na imagem para ampliá-la)

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Luta Contra a Aids

Saúde promove o Dia Mundial de Luta Contra a Aids com atividades



Na próxima quarta-feira (1º), das 13h30 às 17h, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai promover várias ações para marcar o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, na praça Tubal Vilela. Profissionais do Programa Municipal DST/AIDS (Ambulatório Herbert de Souza) vão distribuir preservativos e material informativo sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST), dar orientações educativas e fazer testes rápidos para diagnóstico de hepatite C.

Fontes:
Secretaria de Comunicação Social da PMU.
Boletim da Saúde


Clique aqui e leia mais no Portal da Prefeitura Municipal de Uberlândia

Mais informações:
Programa Municipal DST/AIDS - Ambulatório Herbert de Souza
Fone: 3215-2444

Informação e conhecimento

Rede de Informação e Conhecimento é certificada pela BVS

Serviço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo recebe certificação de Biblioteca Virtual de Saúde pela Bireme

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Teatro Municipal

Foto Daniel Nunes
Publicado aviso de licitação para conclusão do Teatro Municipal de Uberlândia

Foi publicado na tarde desta quinta-feira (25), na edição especial de número 3547A do diário oficial do município, a concorrência pública nº 798/2010 do tipo “menor preço”, para a contratação de empresa de engenharia para a execução de obras e serviços complementares para a finalização do Teatro Municipal de Uberlândia.

“Essa semana eu estive com o conselheiro Eduardo Carone, do Tribunal de Contas do Estado e expus as razões, os motivos, e a necessidade da conclusão desta obra, que é muito importante para a cultura da nossa cidade, para nossas crianças e jovens. Houve um entendimento e hoje eu recebi do gabinete dele, uma autorização, permitindo que fosse publicado o aviso da licitação. Estou convencido de que estamos no caminho certo, e a partir desta sexta-feira (26) depois de publicado o aviso de licitação nos jornais de grande circulação, o edital começa a valer e correr prazo”, explicou o prefeito Odelmo Leão.

Combate à Dengue

Foto: Daniel Nunes
Prefeito Odelmo Leão lança Programa Municipal de Combate à Dengue


O prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, reuniu na manhã desta sexta-feira (26), no auditório Cícero Diniz, no Centro Administrativo Municipal, diversas autoridades, representantes de órgãos públicos, entidades comunitárias e empresariais, entre outros convidados, para apresentar o Programa Municipal de Combate à Dengue.

O lançamento foi marcado pela assinatura de um projeto de lei à Câmara Municipal que visa a estabelecer medidas para evitar a formação de criadouros dos mosquitos transmissores da dengue. Também foram apresentados os principais números das ações de controle e combate à dengue que a prefeitura realizou nos últimos anos por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Segundo Odelmo Leão, embora o Município tenha alcançado bons resultados com a execução das ações, é necessário intensificar os cuidados por conta da atual situação da dengue no país. No mês de setembro, o Ministério da Saúde divulgou um total de seis novos casos de dengue tipo 4 no estado de Roraima, totalizando 10 casos confirmados.

Com o projeto de lei, Odelmo Leão espera que a cidade conte com um mecanismo a mais para inibir a proliferação dos mosquitos transmissores. “Geralmente realizamos uma reunião como essa no mês de fevereiro, mas os indicativos nacionais nos levaram a convocar toda a sociedade para nos unirmos ainda mais para evitar que esse mal ganhe força aqui. A prefeitura tem feito a sua parte durante todos esses anos e continuará fazendo, tendo um instrumento legal que mostre a toda e qualquer pessoa, pública ou privada, a sua responsabilidade no combate à dengue“, disse Odelmo Leão.

Uberlândia contra a dengue

Uberlândia contra a dengue
Ajude a exterminar o mosquito da dengue!

Programa Municipal de Combate à dengue



Foto Boletim da Saúde
A Prefeitura de Uberlândia (PMU) trabalha durante o ano inteiro para manter sob controle um dos maiores problemas de saúde pública mundial: a dengue. Isso acontece porque o clima quente e úmido, típico das regiões tropicais, é favorável para a proliferação mais rápida do mosquito transmissor (Aedes aegypti) nos centros urbanos.

De janeiro até novembro de 2010, a PMU desenvolveu mais de dois milhões de medidas para eliminar os focos do mosquito. Essa missão conta com a colaboração de 479 agentes de saúde do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). “A Administração Municipal tem consciência que é um trabalho permanente e que a dengue é uma doença perigosa, por isso não descansamos um minuto no combate ao mosquito. O poder público vem fazendo a sua parte e contamos sempre com a colaboração de toda a sociedade nessa força-tarefa”, afirmou o prefeito Odelmo Leão.

Nas visitas aos domicílios e comércios é feito um trabalho preventivo e de tratamento com veneno nos locais. Até novembro deste ano, foram mais de um milhão de visitas. O trabalho realizado juntamente com as imobiliárias também tem contribuído para reduzir os focos, já que os agentes têm condições de fazer vistorias em alguns imóveis fechados da cidade.

Outro número expressivo é o de vedação de caixas d’água. Desde o início do projeto, em 2007, até este mês, 14 mil reservatórios sem tampa foram vedados, o que diminuiu a existência dos focos permanentes.

O cadastro de todas as borracharias da cidade possibilitou que os agentes fizessem a coleta de mais de 220 mil pneus velhos só neste ano.

Outra ação importante foi o recadastramento de todos os ferros-velhos. Os estabelecimentos recebem tratamento com larvicida e adulticida.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Educação Médica


III Evento de Educação Médica irá capacitar profissionais da Saúde em doenças reumáticas

Será realizado dia 27/11 no anfiteatro Cícero Diniz do Centro Administrativo, das 8h30 às 12h00 o III Evento de Educação Médica Continuada em Reumatologia, destinado ao profissionais de Saúde que atuam na Rede Pública, no manejo das principais doenças reumáticas e na valorização do paciente reumatológico.


quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Curativo

Foto: Divulgação/Instituto Fraunhofer

Novo material para curativo indica presença de infecção em feridas
Abordagem se baseia em um corante indicador que reage a diferentes valores de pH e está interligado a um curativo e ao gesso

Novo curativo desenvolvido por pesquisadores do Instituto Fraunhofer

Cientistas do Instituto Fraunhofer, na Alemanha, estão desenvolvendo um novo material com corante para curativos que indica mudanças patológicas na pele. Segundo os pesquisadores, se uma infecção estiver presente, a cor do curativo muda de amarelo para roxo, baseado nos diferentes valores de pH presente na ferida.

"Nós desenvolvemos um corante indicador que reage aos diferentes valores de pH, e nós o integramos a um curativo e ao gesso. Uma pele saudável e feridas curadas normalmente mostram um valor de pH abaixo de 5. Se esse valor aumenta, ele está mudando da faixa ácida para a alcalina, o que indica complicações na cicatrização da ferida", explicou a pesquisadora Sabine Trupp.

Se o valor de pH está entre 6,5 e 8,5, uma infecção está frequentemente presente e a faixa de cor do indicador fica roxa. Através da reação química, o material inteligente torna possível verificar regularmente as feridas do lado de fora sem interromper o processo de cura.

Um protótipo do curativo já foi produzido e testes iniciais se mostraram eficazes. O próximo passo, de acordo com os pesquisadores, será usar o curativo em um ambiente hospitalar da Clínica Dermatológica da Universidade de Regensburg.

Fonte: Isaude.net

Mobilizar sempre

Prefeitura de Uberlândia realiza atividades educativas no Dia Nacional de Mobilização Contra a Dengue



Neste sábado (20), mais de 300 agentes do Programa Municipal de Controle da Dengue circularam pelos principais cruzamentos, terminais, unidades de saúde, supermercados e feiras livres da cidade para chamar a atenção da população sobre os perigos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. A atividade fez parte do Dia Nacional de Mobilização Contra a Dengue e também contou com apresentações culturais e stands informativos.

“Ao longo da história da doença, temos percebido a necessidade da mobilização social, do envolvimento da comunidade. Apesar de realizarmos diversas ações em Uberlândia durante o ano, decidimos investir também em trabalhos que sensibilizem ainda mais a população para a prevenção da dengue. Queremos envolver as pessoas e fazê-las mudar de atitude, pois quando elas se conscientizam, ajudam a evitar os focos e a acabar com dengue”, explicou coordenador do Programa Municipal de Controle da Dengue, José Humberto Arruda.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Contra a dengue

Repassando importante convite, anote em sua agenda.
Clique no convite para ampliá-lo

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Animais peçonhentos

Nosso Laboratório de Animais Peçonhentos está agora no Google Maps
Clique em no mapa abaixo para detalhes


Exibir mapa ampliado

Lesão labiopalatal


Lesão labiopalatal será discutida em encontro
Programa municipal tenta acabar com o preconceito em torno de pessoas que têm a má-formação
Da Redação
Jornal Correio de Uberlândia


Na próxima quinta-feira, às 19h, será realizada no auditório Cícero Diniz, a 2ª edição do Encontro de Atenção Integral ao Paciente com Lesão Labiopalatal. O evento é promovido pelo Programa Municipal Fissura Labiopalatal e reunirá pacientes, familiares e profissionais da saúde para discutir propostas diferentes de vida. As palestras serão dadas pela assistente social e terapeuta de família Maria Paula Algodol de Almeida.

“Queremos continuar a promover uma discussão sobre este assunto e fazer com que a sociedade, a família e os próprios pacientes entendam que a fissura labiopalatal não faz ninguém deficiente. Quem tem esta má-formação congênita é uma pessoa normal. Nosso intuito é acabar com o preconceito, promovendo o trabalho feito pela Prefeitura de Uberlândia e oferecendo mais informação sobre o tema”, disse Regina Helena Justino Mahlalela, coordenadora do Programa Municipal Fissura Labiopalatal.

Conexões perigosas

Imagem: Consciência dia-a-dia


Mais de três horas de conexão na web põem jovens em risco de saúde

Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade Case Western Reserve, em Ohio, Estados Unidos, apontou que adolescentes que passam muito tempo trocando mensagens de texto ou conectados à internet estão mais propensos a problemas de saúde.

A equipe de pesquisadores relacionou o uso das tecnologias com hábitos prejudiciais à saúde como alcoolismo e tabagismo e concluiu que os jovens que passam mais de três horas por dia na frente do computador ou conectados à internet do celular, chamados pelo estudo de "hipertexteadores", estão mais vulneráveis a vícios e problemas de saúde.

O diretor da Faculdade, Scott Frank, comandou a aplicação da pesquisa com 4.257 adolescentes, realizada numa pequena vila do oeste americano e apresentou as conclusões nesta terça-feira, na reunião Anual da Associação Americana de Saúde Pública, em Denver (Colorado).

A análise de dados apontou que os "hipertexteadores" são 40% mais propensos a fumar e duas vezes mais propensos a ingerir álcool em relação aos adolescentes que não compartilham do mesmo hábito.

O grupo também tem 41% a mais de probabilidade de ter usado drogas ilícitas e 55% a mais de probabilidade de ter se envolvido em brigas físicas.

Do total, 11,5% dos estudantes entraram na categoria de "hipernavegantes da rede", e 22,5% indicaram que não se conectavam às redes sociais.

"Os resultados são surpreendentes e mostram a importância de impor limites para os adolescentes", concluiu Frank.

Fonte: Portal do Consumidor

Comida natural ?

Comida natural nem sempre é melhor

É preciso comer 425 tomates por dia para conseguir quantidade significativa de uma substância que ajuda a controlar o colesterol. Ou então, duas colheres de creme vegetal enriquecido com a substância

A comparação é do pesquisador Gert W. Meijer, que não por acaso é o vice-presidente de Nutrição e Saúde da Unilever. Segundo ele, comida industrializada pode ser melhore do que natural.

"Alimentos processados mantêm um padrão de qualidade e têm rótulos com informações sobre seus ingredientes e nutrientes", disse.

Outra vantagem, de acordo com Meijer, é a segurança e a conservação. "O alimento in natura pode estar contaminado por bactérias e fungos. Além disso, logo após a colheita, eles começam a perder qualidade nutricional."

Não é só a indústria que vê vantagens nos processados. Para a nutricionista Cynthia Antonaccio, da Equilibrium Consultoria, natural também não é sinônimo de saudável.

"É preciso esquecer a ideia de que todo alimento natural é saudável e todo industrializado é ruim. O açúcar da cana faz mal a diabéticos e o leite integral e os queijos caseiros têm gordura saturada."

Alguns processados concentram nutrientes presentes em pouca quantidade em frutas, verduras e legumes. Há cereais com adição de vitaminas e cremes vegetais com fitoesterois e ômega 3.

"Às vezes, a industrialização deixa o produto mais palatável. É o caso de alguns cereais e bebidas à base de soja", diz Antonaccio.

Segundo o médico nutrólogo José Alves Lara Neto, membro da Associação Brasileira de Nutrologia, é muito mais fácil pensar em boa alimentação com produtos industrializados saudáveis.

"Poucas pessoas conseguem planejar o cardápio e ingerir porções ideais de proteínas, carboidratos, frutas, legumes e verduras."

Fonte: BrasilSUS - Editoria de Arte/Folhapress

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Mobilização Contra a Dengue

(Foto: Paulo Churrasquim)


Sábado (20) é Dia Nacional de Mobilização Contra a Dengue

Neste sábado (20), quem passar pela praça João Jorge Cury, no Roosevelt, entre às 7h30 e 13h30, poderá participar de diversas atividades realizadas para marcar o Dia Nacional de Mobilização Contra a Dengue. O evento é realizado em Uberlândia pelo Programa de Controle da Dengue, da Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo é sensibilizar e mobilizar a população para se prevenir contra a dengue e os perigos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Além de apresentações culturais e de stands informativos, agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), irão circular nos principais cruzamentos da cidade com o intuito de orientar a população.

Indice de infestação cai para 0,6%

O Levantamento Rápido de Índices de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa), realizado em Uberlândia no período de 19 a 21 de outubro de 2010, apontou queda na infestação, que está em 0,6%. Na última pesquisa realizada em abril, o percentual era de 0,7%. Os dados demonstram o sucesso das ações de combate à denque no município, já que o índice está abaixo do preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que é de 1%.

Sem Tabaco

Foto: Wilson Dias/ABr
Exposição de cigarros nos pontos de venda influencia no tabagismo
64% da população é favorável à opinião de que “os cigarros devem ficar escondidos da visão do público em geral”

Exposição da Campanha do Dia Mundial sem Tabaco

Pesquisa da Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), encomendada ao Instituto Datafolha, mostra que a maioria da população brasileira concorda que a exposição dos cigarros nos pontos de venda (PDV) tem influência no tabagismo, tanto para crianças e adolescentes, como para os adultos. Os dados apontaram que 74% dos entrevistados acham que a exposição dos cigarros influencia a iniciação de crianças e adolescentes, enquanto que 66% acreditam que influencia na compra de cigarros por adultos, sendo que 54% dos que responderam eram fumantes.

De forma coerente, a maioria da população, 64%, é favorável à opinião de que " os cigarros devem ficar escondidos da visão do público em geral" . Mesmo entre os fumantes, essa posição tem adesão da maior parcela (51%). Os fumantes leves, de até 10 cigarros por dia, são mais favoráveis ao " ocultamento" das marcas de cigarros, enquanto os fumantes pesados discordam: 45%.

Apenas 26% dos entrevistados concordam com a exposição dos cigarros de forma visível nos PDVs, da forma como é feita atualmente.