Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





sábado, 30 de janeiro de 2010

Férias

O Blog da Saúde sai de férias e retorna em Março.
Bom mês de fevereiro para todos, ótimo carnaval e guardem as boas notícias para mais tarde aqui registrar.
Até a volta

William H. Stutz .·.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Gestão Social



Para maiores informações clique AQUI

Dieta ou exercício


Agência FAPESP – Exercício físico ou restrição alimentar. Qualquer dos dois fatores evitou que ratos obesos desenvolvessem disfunção cardíaca, segundo um estudo feito na Faculdade de Medicina em colaboração com a Escola de Educação Física e Esporte, ambas da Universidade de São Paulo (USP).
[ Leia + ]

H1N1 Estratégia Nacional

Maria Moro,Coordenadora – Geral do Sistema Nacional de Ouvidorias nossa grande colaboradora e amiga comprometida de verdade com a saúde coletiva e com um Sistema Único de Saúde forte e atuante, envia mais esta importante informação. O Blog da Saúde agradece e repassa pois cidadania começa com o acesso a informação de qualidade.




Divulgada estratégia nacional de enfrentamento
da segunda onda da gripe A (H1N1)


O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (26) a estratégia nacional de enfrentamento contra Influenza A (H1N1). Um dos principais pilares dessa estratégia, ao lado do reforço na rede de assistência, será a vacinação para públicos prioritários, que será realizada em quatro etapas, entre 8 de março e 7 de maio.

O objetivo da vacinação não é evitar a disseminação do vírus, que já está presente em 209 países, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mas manter os serviços de saúde funcionando e reduzir o número de casos graves e óbitos. A expectativa é vacinar pelo menos 62 milhões de pessoas contra a gripe pandêmica.

Uma parte das 83 milhões de doses da vacina adquirida pelo Ministério da Saúde será reservada para o caso de haver alterações epidemiológicas ao longo do inverno e eventual necessidade de ampliar o público-alvo.

A estratégia definida pelo Ministério da Saúde foi aprovada por sociedades médicas do país. Representantes dessas entidades participaram de reunião com o ministro José Gomes Temporão durante a manhã desta terça-feira (26), antes do anúncio das diretrizes adotadas pelo Brasil para o enfrentamento da pandemia.

“Essa é uma estratégia completa que inclui a vacina, um instrumento poderoso para o controle da doença, e recursos para fortalecer a atenção básica, ampliar o número de leitos de UTI e aumentar o estoque de medicamentos para o tratamento da doença”, afirma Temporão. “A estratégia é produto de uma grande discussão e debate com as próprias sociedades especialistas e ouve um consenso em relação ao que foi definido”, acrescenta.

Clique aqui para ler a matéria completa. A apresentação feita pelo ministro e o áudio da coletiva também estão disponíveis.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Consultas Públicas

Também enviado pela amiga Maria Moro publicamos aqui

Memorando Circular GS/SAS nº 1, de 6 de janeiro de 2010, que solicita o envio de sugestões/contribuições às Consultas Públicas submetidas pela SAS.
Leia o memorando AQUI [em pdf]

Hanseníase

Sempre presente Maria Francisca Santos Abritta Moro, Coordenadora – Geral do Sistema Nacional de Ouvidorias da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, Departamento de Ouvidoria Geral do SUS do Ministério da Saúde nos envia e nós com prazer repassamos


Hanseníase: A importância do autocuidado

Como todo cidadão, a pessoa que tem hanseníase tem direito de ser atendido por uma equipe de profissionais de saúde do SUS. Mas o principal ator na cura e redução de danos da doença é o próprio paciente. Com o autocuidado continuado, é possível evitar danos físicos, emocionais e sócio-econômicos. Por meio de medidas simples, quem já tem alguma incapacidade também pode evitar outras complicações.

Confira os principais cuidados que a pessoa com hanseníase precisa ter:

Olhos: Uma pessoa com hanseníase pode sentir a visão embaçada de repente, pálpebras pesadas ou como se os olhos estivessem com areia. Pode ser a reação da doença atingindo o olho ou o nervo ocular. Nesse caso, é preciso limpar os olhos com soro e procurar os profissionais de saúde que acompanham o tratamento.

Nariz: Nariz entupido, com cascas e sangrando de repente podem ser sinais de que essa parte do corpo foi atingida pela doença. Nesses casos, o melhor a fazer é limpar o local com soro fisiológico, inspirando e expirando o líquido. E não tirar as casquinhas. Isso pode piorar as feridas.

Mãos e braços: Dor, formigamento, choques, dormência ou inchaço nas mãos, braços e cotovelos sinalizam que os nervos dessa área podem ter sido afetados pela doença. Para evitar mais problemas, é importante proteger as mãos com luvas na hora de cozinhar. Panelas de cabo longo e de madeira são mais seguras. Movimentos repetidos devem ser evitados, bem como o levantamento de objetos pesados. É importante repousar o braço afetado.

Pés: Dor e câimbra na perna, fraqueza no pé, dormência na planta do pé, formigamento, ou choque, indicam que membros inferiores podem ter sido atingidos pela doença. Outros sintomas são a perda de sandálias sem sentir, topadas, feridas, calos e bolhas e pele ressecada. Nesses casos, o melhor é andar pouco e usar sapatos adequados para prevenir feridas. É importante não andar descalço, usar meias grossas e examinar os calçados todos os dias, para verificar se há algo que possa causar ferimentos.


Coração


Coração em nova perspectiva

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) têm obtido resultados importantes em um estudo com foco na quantificação de fluxos de cálcio e na participação de transportadores de cálcio na contração e relaxamento de ventrículos de corações de ratos em desenvolvimento.
[Leia +]

Especialização

Recebemos de Silma Melo - Política Nacional de Atenção Integral as Pessoas com Doença Falciforme - Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados/DAE/SAS.
Repassamos com prazer para conhecimento de todos que aqui visitam




Curso de especialização em Atenção Básica em Saúde da Família
está com inscrições abertas


Interessados em se aprofundar na área de Atenção Básica em Saúde da Família têm até 6 de fevereiro (sábado) para se inscrever na quarta turma do curso oferecido pelo Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da UFMG. A especialização gratuita, na modalidade latu-sensu a distância, é voltada para cirurgiões-dentistas, enfermeiros e médicos que estejam vinculados diretamente à estratégia de saúde da família. Confira o edital do curso.

No total, estão disponíveis 400 vagas para o primeiro semestre de 2010, divididas em turmas de 25 alunos, com suporte de nove Polos Municipais de Apoio Presencial à Educação Superior da Universidade Aberta do Brasil. Nesses polos ocorrerão as entrevistas do processo de seleção e as futuras atividades de encontros e avaliações presenciais ao longo do curso.

Com carga horária de 360 horas e duração de 18 a 24 meses, a proposta do curso é formar um grande número de especialistas em saúde da família no Brasil, buscando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde de qualificar, até 2011, 52 mil especialistas na área. A especialização é financiada pelo Ministério da Saúde, Ministério da Educação/UAB e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDES.

Como se inscrever

As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, até 6 de fevereiro. O interessado deverá preencher a ficha de inscrição e o questionário on-line específico do curso, disponíveis na internet. A cópia da ficha de inscrição deverá ser enviada junto com toda a documentação solicitada, por correio, com Aviso de Recebimento (AR). A seleção dos candidatos será feita por meio de análise curricular e entrevista. A data, local e horário das entrevistas serão divulgados no site do Programa Ágora até o dia 13 de fevereiro de 2010. A entrevista acontecerá entre os dias 26 a 28 de fevereiro de 2010.

Para mais informações, ou entre em contato por telefone - (31) 3409 9685 - ou e-mail.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Segunda onda


MS divulga estratégia nacional de enfrentamento da segunda onda da pandemia




Vacinação de seis grupos prioritários ocorrerá simultaneamente em todos estados.
Serão quatro etapas, de março a maio. Sistema Único de Saúde também reforça estoque de medicamentos e rede de diagnóstico e assistência aos pacientes

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta terça-feira (26) a estratégia nacional de enfrentamento contra Influenza A (H1N1). Um dos principais pilares dessa estratégia, ao lado do reforço na rede de assistência, será a vacinação para públicos prioritários, em quatro etapas, entre 8 de março e 7 de maio.

O objetivo da ação não é evitar a disseminação do vírus, que já está presente em 209 países, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mas manter os serviços de saúde funcionando e reduzir o número de casos graves e óbitos. A expectativa é imunizar pelo menos 62 milhões de pessoas contra a gripe pandêmica.

Uma parte das 83 milhões de doses da vacina adquirida pelo Ministério da Saúde será reservada para o caso de haver alterações epidemiológicas ao longo do inverno e eventual necessidade de ampliar o público-alvo.

[Leia +]

Zoonoses: Artigo

Imagem web

Zoonoses: hospedeiros e reservatórios
Fernando Dias de Ávila-Pires

INTRODUÇÃO

O século XIX foi palco da polêmica final sobre as relações de parentesco do homem com as demais espécies de animais, Sua constituição biológica e seus atributos culturais forneceram os argumentos utilizados pelos que viam nele, uns o anjo decaído, outros o mono evoluído.

Na época das grandes explorações geográficas, após a Idade Média, foi necessária a expedição de uma Bula Papal por Paulo II, em 1537, sustentando que os indígenas das áreas em descobrimento pela Europa eram membros da mesma família humana, como tal tendo almas, espírito, consciência e direitos ao respeito dessa mesma família universal. (Reis, 1971) No seu relato da conquista das ilhas do Pacífico, Michener e Day revelam o desprezo dos europeus pela vida dos nativos, que não eram considerados criaturas totalmente humanas.


[ Leia artigo na íntegra aqui ]
Cadernos de Saúde Pública
Print version ISSN 0102-311X
Cad. Saúde Pública vol.5 no.1 Rio de Janeiro Jan./Mar. 1989

O truque da tosse


Tossir pode reduzir a dor durante injeção, sugerem estudos
do New York Times

Algumas vezes, não há palavras capazes de confortar um paciente que com medo de injeções ou de tirar sangue. Entretanto, pode existir uma maneira simples e barata de abrandar a picada da agulha.
Na literatura médica, ela é conhecida como o truque da tosse. O paciente deve tossir moderadamente logo antes da injeção, e mais uma vez durante o processo.
[ Leia + ]

Gripe suína

Ministério da Saúde espera vacinar 62 milhões de pessoas contra gripe suína
Roberta Lopes
Repórter da Agência Brasil



Elza Fiuza/ABr
Brasília - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, divulga a estratégia nacional de enfrentamento da segunda onda da pandemia de influenza A (H1N1) - gripe suína durante entrevista coletiva
Brasília - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, divulga a estratégia nacional de enfrentamento da segunda onda da pandemia de influenza A (H1N1) - gripe suína durante entrevista coletiva
Brasília - O Ministério da Saúde pretende vacinar 62 milhões de pessoas contra a influenza A (H1N1) - gripe suína, a partir de março. As vacinas serão distribuídas de acordo com o número de pessoas dos grupos de risco em cada município e as secretarias de Saúde de cada cidade vão definir os locais de vacinação.

A vacinação será feita em quatro etapas, sendo que a primeira será de 8 a 19 de março. Nessa primeira etapa, também serão vacinados os trabalhadores dos serviços de saúde e a população indígena. A segunda etapa, de 22 de março a 2 de abril, será destinada à vacinação de crianças de 6 meses a 2 anos de idade e também doentes crônicos, portadores de doenças como diabetes. A partir dessa etapa, as mulheres grávidas também poderão receber a vacina.
[Leia +]

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Hanseníase

Agentes de saúde distribuem material educativo e orientam população sobre a Hanseníase


(Fotos: Daniel Nunes)




Quem passar pelo Terminal Rodoviário de hoje (25) até quinta-feira (28), será surpreendido por uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde. Cerca de 20 agentes da saúde escolar e da equipe do Programa Municipal da Hanseníase estarão no local para distribuir mini-cartilhas educativas e orientar os viajantes sobre a Hanseníase.

A ação faz parte da Semana Mundial de Luta Contra o Preconceito em Hanseníase, que visa sensibilizar e orientar a população sobre sinais e sintomas desta doença, com foco na prevenção e tratamento. “Para fazer com que as pessoas saibam o que é hanseníase e deixem de ter preconceito, a Secretaria de Saúde também fará este mesmo trabalho no Parque do Sabiá e em todas as unidades de saúde da cidade”, disse Aparecida Helena Teixeira de Oliveira, coordenadora do Programa Municipal da Hanseníase.
[Leia +]

Alergias alimentares

O mal que entra pela boca



É difícil imaginar a vida sem essas guloseimas. Muitas pessoas, entretanto, precisaram riscá-las, definitivamente, do cardápio. E as calorias nada tiveram a ver com a decisão. Se­­gundo as estatísticas, cerca de 8% das crianças e 2% dos adultos sofrem de alergias alimentares, 1% tem doença celíaca (alergia ao glúten) e 50% da população mundial tem intolerância à lactose.
[Leia +]

Cérebros


Cérebros favoráveis à depressão

Quais são as características moleculares que fazem com que o cérebro de uma pessoa seja mais suscetível à ansiedade e à depressão e menos propenso a responder ao tratamento com medicamentos?

[ Leia + ]

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Vacina contra Meningite C

Crianças começam a receber a segunda dose da vacina contra Meningite C
A apresentação do cartão é obrigatória


Todas as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nos Programas Saúde da Família (PSFs) já estão aplicando a segunda dose da vacina Meningo-c, contra a Meningite C para crianças com idade entre três e 23 meses. A ação faz parte do Calendário Básico de Vacinação e visa diminuir o risco de incidência da doença.

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Maria Aparecida dos Santos, a apresentação do cartão de vacina é obrigatória. "Para receber a dose, a criança precisa residir na cidade. Quem recebeu a primeira dose, tem o cartão em mãos e precisa levá-lo".

Outro lembrete: A vacinação não faz parte de uma campanha. "Por isso, quem tomou a primeira dose no dia 23 já pode tomar normalmente a partir de hoje. É um procedimento de rotina. O importante é não deixar de vacinar as crianças", afirmou a coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Maria Aparecida dos Santos.

Maria Aparecida explicou ainda que o ideal é que as crianças recebam a primeira dose aos três meses, a segunda aos cinco meses e a terceira aos 12 meses. "As que possuem mais de um ano de idade devem receber apenas uma dose". Vacina é de graça e não tem contra indicação.


Alitéia Milagre / Secom PMU
--
Farolcomunitario

Leishmaniose

Foto Fiocruz

População pode ajudar no controle da Leishmaniose

Para combater a Leishmaniose Visceral Canina (LVC), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), realiza ações em vários bairros da cidade. “Utilizamos armadilhas para verificar se naquela região existe o Flebotomíneo (mosquito transmissor da doença). Quando encontramos o vetor, fazemos um trabalho de conscientização dos moradores e inquérito canino”, destacou a médica veterinária Márcia Beatriz Cardoso de Paula, coordenadora do Programa de Controle de Leishmaniose, do CCZ.

[Leia +]

Atenção



Para os colegas e amigos com crianças em idade escolar.
Procon divulga pesquisa de preços de materiais escolares


A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizou uma pesquisa de preços de materiais escolares em Uberlândia, entre os dias 5 e 8 de janeiro. O levantamento envolveu nove estabelecimentos comerciais e 39 itens de mesma marca e referência, entre eles apontador, borracha, caderno, cartolina, compasso, caixa de giz, fita crepe, papel sulfite, régua, cola e tesoura.

Leia + e veja a A lista completa dos itens pesquisados está disponível AQUI no Portal PMU

Alimentação Saudável

Uma boa alimentação é sinônimo de uma vida saudável. Por ser um fator ligado diretamente à saúde das pessoas, o Ministério da Saúde tem o compromisso de zelar pela alimentação dos brasileiros e, para isso, é responsável pela Política Nacional de Alimentação e Nutrição.

Clique na imagem abaixo e siga os dez passos



Fonte: www.saude.gov.br

Crack


Uma doença chamada Crack!
O Crack se espalha pelo Brasil!
Leia mais AQUI

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Lixo, cidadania e saúde

Foto da web

População não perde o mau costume de jogar lixo nas ruas
Mesmo com o serviço de varrição, ruas e avenidas de Uberlândia continuam sujas devido ao péssimo costume das pessoas que jogam lixo no chão. Além de ser falta de educação, atitude agride o meio ambiente e causa diversos outros problemas.

Manter as ruas e avenidas de Uberlândia limpas não é uma tarefa muito fácil, até porque muitas pessoas ainda têm o costume de jogar o lixo no chão. Além de ser falta de educação e crime ambiental, essa atitude causa sérios problemas, como o entupimento de bueiros e galerias.

De acordo com o secretário de Serviços Urbanos de Uberlândia, Wilmar Ferreira, essa cultura de jogar lixo nas ruas persiste por todo o município. “No centro, por exemplo, a varrição é feito duas vezes por dia, até três, mas logo depois do trabalho realizado percebemos que está tudo sujo de novo. Parte da população, assim como os comerciantes, não está desempenhando o seu papel. Não custa nada jogar o lixo na lixeira”, disse.

Nesse período de chuva, segundo o secretário, o problema ainda á maior, pois a enxurrada leva os lixos para a boca de lobo vedando a passagem da água, causando entupimento. Wilmar lembra ainda que em relação à coleta de lixo domiciliar, a dona de casa deve colocar o lixo para fora poucas horas antes do lixeiro passar.

“Não existe coleta aos domingos e mesmo assim as pessoas colocam o lixo dias antes, deixando o lixo exposto. Faço outro apelo à população que é para não jogar entulhos em terrenos baldios. Com esse acúmulo, aparecem mais baratas, moscas, motivo de muita reclamação por parte dos próprios moradores”, enfatiza.

O secretário finaliza dizendo que no centro da cidade existem lixeiras espalhadas por todos os cantos, o que não justifica o ato de jogar o lixo nas ruas. Já nos bairro, existem as lixeiras das casas e que só não são implantados novos equipamentos em demais localidades devido ao vandalismo.

Disque serviços
SIM da Prefeitura: (34) 3239-2800
Recolhimento de animais de pequeno porte: (34) 3291-9009
Recolhimento de animais de grande porte: (34) 3212-5356

Fonte: Triângulo Mineiro Ponto Com Jornalismo Regional

Conselho Municipal de Saúde


Datas das reuniões do O Conselho Municipal de Saúde deste mês, dos Conselhos Locais, Distritais, de Núcleos e do COMADI, já realizadas e que irão realizar, em especial a pauta do dia 27/01.

Data: 27/01
Horário: 18h30
Local: Auditório Cicero Diniz


Proposta de pauta: Discussão e aprovação da ata da reunião anterior (16/12/09); Informes e Apresentação do relatório de avaliação dos Conselhos Distritais/locais.

CONSELHOS DISTRITAIS E LOCAIS DE SAÚDE
Clique na imagem abaixo para ampliá-la

Fontes: Núcleo de Divulgação em Saúde e Conselho Municipal de Saúde

Hanseníase


Semana Mundial de Luta Contra o Preconceito em Hanseníase

A agenda da Semana Mundial de Luta Contra o Preconceito em Hanseníase, organizada pelo Programa Municipal de Controle da Hanseníase está assim definida:

Dias: 25 a 28/01
Período: Das 8h às 12h e das 13h às 17h
Local: Terminal Rodoviário
Atividade: Nas entradas, saídas e no interior do Terminal haverá panfletagem educativa junto aos usuários, através dos Agentes de Saúde Escolar e Agentes Comunitários das Unidades de Saúde juntamente com a equipe do Programa de Hanseníase.

Dias: 25 a 29/01
Período : Manhã e tarde
Local: Parque do Sabiá
Atividade: Haverá divulgação na Unidade de Saúde do Parque com o apoio da Técnica de enfermagem e panfletagem junto aos frequentadores e funcionários, através dos alunos da Escola Técnica de Enfermagem da Faculdade do Trabalho, bem como teatro educativo com a boneca Ana Melo.

Dia: 25/01
Período: Manhã e tarde
Local: UAI Tibery
Atividade: Montagem de uma tenda na entrada da UAI Tibery com o apoio da Enfermagem da Unidade e do Programa, para divulgar os sintomas, prevenção e tratamento da hanseníase para os usuários.

Dia:29/01
Período: Manhã
Local: Gerência Regional de Saúde
Atividade: Encontro com as equipes multidisciplinares na sala de reuniões da GRS para a apresentação de um trabalho da Técnica do Ministério da Saúde – Adriana Kelly.

Dia: 31/01
Atividade: A Coordenação da Hanseníase em parceria com a Diocese de Uberlândia, realizará também, divulgação nas omilias de todas as missas da cidade no dia 31 de janeiro.

Dia: 31/01
Horário: 8h30 às 12h
Atividade: Haverá uma Tenda em frente à Igreja Santo Antônio (Frei Sérgio) onde os funcionários das Unidades de Saúde I,II,III e IV do bairro Morumbi realizarão divulgação da hanseníase.

As Unidades de Saúde estarão realizando salas de espera durante a Semana dos dias 25,26,27,28 e 29/01, divulgando as formas de prevenção, sintomas e tratamento da doença.

Toda a cidade está recebendo na fatura de serviços do DMAE do mês de janeiro informações educativas da hanseníase.

Programa Municipal de Controle da Hanseníase / Aparecida Helena Teixeira Oliveira (Lena) / 9993-5003 -Anexo da Secretaria Municipal de Saúde – sala 207 – fone: 3229-1519 ramal 215


Fonte: Núcleo de Divulgação em Saúde

Focos domésticos

Maioria dos focos da dengue está dentro de casaPratos de plantas abrigam 18,1% das larvas do mosquito; em 2010 são 84 casos suspeitosClarice Monteiro - Repórter
Jornal Correio de Uberlândia
Os pratos de plantas são o principal depósito de larvas do mosquito transmissor da dengue, em Uberlândia. A informação é do primeiro Levantamento Rápido de Índice de Infestação para o Aedes aegypti (Lira) do ano, feito pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A pesquisa revelou que, neste mês, em 18,1% dos casos, os focos de infestação foram encontrados nos recipientes que abrigam a água das plantas. A maioria dos focos (95%) foi encontrada em casas. Outros 5% em terrenos baldios. A pesquisa também demonstrou que o índice geral de infestação no município, correspondente a 2,9%, manteve-se igual ao mesmo período no ano passado.


quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

@prefeituraudi

Importante informação nos chega. Siga nossa prefeitura no Twitter, clique AQUI



A vacina estará disponível em todas as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nos Programas Saúde da Família (PSFs). Veja AQUI

[ Leia + no Portal PMU ]

Poluição e infertilidade

Poluição do ar pode causar infertilidade masculina
Os futuros papais têm de repensar o estilo de vida se quiserem garantir a perpetuação familiar, principalmente se morarem em cidades grandes. Segundo estudo do urologista Jorge Hallak, coordenador da Unidade de Toxicologia Reprodutiva e de Andrologia do Hospital das Clinicas da FMUSP, ligada à Secretaria de Estado da Saúde, a poluição é uma das causas modernas de infertilidade masculina.

O levantamento foi feito com 748 trabalhadores que inalaram o ar de grandes vias públicas, como motoristas de ônibus e táxi, e o resultado foi surpreendente: “Aqueles que respiram muita poluição têm uma maior concentração de radicais livres no sangue, o que causa um esperma de qualidade inferior até mesmo ao de homens inférteis”, relata o especialista. Os números mostram que dos 748 pesquisados, 500 apresentaram algum tipo de alteração na fertilidade.


Livre de patógenos


Cientistas alemães desenvolvem novo desinfetante para uso hospitalar que elimina bactérias, vírus e príons, proteínas que transmitem doenças como a de Creutzfeldt-Jakob
[ Leia + ]

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Calor e viroses

Calor eleva a incidência de viroses
Nas UAIs, o atendimento de crianças está 20% a 30% maior e, em adultos, a alta foi de 10% a 12% em janeiro
Marcelo Calfat
Repórter
Jornal Correio de Uberlândia


O calor e as chuvas registradas nesta época do ano em Uberlândia aumentam a incidência das doenças gastrointestinais, popularmente chamadas de viroses. Febre, vômito, dor abdominal, tosse e diarreia são os principais sintomas. Nas UAIs, o número de atendimento em crianças está até 30% maior e, em adultos, a alta foi de até 12%, se comparados com o mês passado. Nos hospitais particulares, o aumento também foi constatado, mas o porcentual não foi informado.

[Leia +]

Antiveneno


Soro produzido no Rio garante recuperação mais rápida em casos de picada de aranha


Rio de Janeiro - O tempo de internação de pacientes envenenados por picadas da aranha do gênero Latrodectus, conhecida como viúva-negra, pode ser reduzido em até um terço quando se aplica o soro específico, chamado de antilatrodéctico. A constatação faz parte de uma pesquisa divulgada pela Secretaria de Saúde da Bahia, um dos estados com maior incidência de aranhas desse tipo no país.

O estudo tomou como base os atendimentos registrados na secretaria de 2000 a 2007. Segundo o diretor em exercício do Centro de Informações Antiveneno da Bahia (Ciave), Daniel Rebouças, no período analisado, foram atendidos 825 casos de picada de aranha no estado, entre os quais pouco mais de 100 eram de viúva-negra. Rebouças disse que, embora a incidência não seja tão grande, os sintomas são muito severos.
[Leia +]

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Voluntários

Chega a 500 o número de voluntários da área de saúde para trabalhar no Haiti
Carolina Pimentel
Repórter da Agência Brasil

Brasília - Cerca de 500 profissionais da área de saúde já se dispuseram a trabalhar como voluntários no atendimento às vítimas do terremoto no Haiti, ocorrido há sete dias. Eles são do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), dos hospitais federais do Rio de Janeiro e do Grupo Hospitalar Conceição, no Rio Grande do Sul.

De acordo com o Ministério da Saúde, as primeiras equipes, de 50 a 100 profissionais, devem embarcar para Porto Príncipe, capital haitiana, nos próximos dias. Cada grupo deve ficar no país caribenho por, no máximo, 15 dias.

Os interessados em trabalhar como voluntário no Haiti devem enviar nome completo e dados sobre a formação profissionais e local onde trabalha para o endereço eletrônico missaodeajudahaiti@saude.gov.br.

É interessante o profissional informar se tem experiência em desastres e qual o tempo disponível para ficar fora do país.

Segundo o Ministério da Saúde, o cadastro vai ser analisado pelo Gabinete de Crise e os voluntários vão ser chamados seguindo as demandas dos haitianos.

Fonte: Agência Brasil

Epi-audio



Serviço de Audiologia lança manual em software livre para análise de dados

O Serviço de Audiologia do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP acaba de publicar o ‘Manual de Construção e Análise de Base de Dados em Audiologia’. Ele foi desenvolvido com o objetivo de apresentar um modelo metodológico para a investigação, processamento, leitura, comunicação de dados e informação na pesquisa em Saúde Auditiva a partir da implantação dessa base de dados denominada EPI-AUDIO. O Manual é inédito na área de audiologia do país, pois foi construído em software livre para ser amplamente utilizado, principalmente na rede pública. leia mais | + |

Fonte: Portal ENSP

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Ainda a dengue


Água que atrai mosquito

Estudo feito na Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo relaciona composição química da água a alta infestação por larvas do mosquito da dengue
Leia mais aqui

Vaso de planta

Recebemos do colega Arruda




"Nas pesquisas realizadas no ano de 2009 o vaso de planta é o depósito que mais apareceu como principal criadouro do moesquito transmissor da dengue.
Na primeira pesquisa de 2010, 18% dos focos encontrados estavam no pratinho do vaso de planta.
Elimine a água de seu pratinho antes que se torne um criadouro do mosquito"

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Café com letras

Um RT @odelmoleao em blog, um RTB talvez? - Via twittada de nosso prefeito @odelmoleao

Clica na imagem que amplia

Grupo Prohumanos

Grupo Prohumanos realiza atividade na UAI Tibery



Com a finalidade de proporcionar alegria e entretenimento, o Grupo Prohumanos esteve dia 06/01 na UAI Tibery, abordando funcionários e pacientes.

O grupo Prohumanos, é uma Ong que leva aos hospitais, instituições de saúde e escolas públicas um trabalho de humanização hospitalar e assistência social, abordando os pacientes e funcionários, usando a linguagem e arte do palhaço, através da motivação e cuidado da auto estima.

Esta proposta de trabalho teve seu inicio na UAI São Jorge como unidade piloto, sendo que a Diretoria de Gestão de Pessoas e Educação em Saúde pretende replicar esta iniciativa para outras UAIs e unidades da Secretaria Municipal de Saúde, no decorrer do ano de 2010. Fotos: Marília - DGP.

Mais fotos clique aqui
Mais informações sobre os Prohumanos clique aqui

Fonte: NDS/PMU

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Haiti Urgente!

Recebemos simultaneamente das colegas e amigas Maria Francisca Santos Abritta Moro, Coordenadora Geral do Sistema Nacional de Ouvidorias - Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Ouvidoria Geral do SUS e, de Fabiana Godoy Malaspina da Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública - Secretaria de Vigilância em Saúde, ambas do Ministério da Saúde e repassamos:


Colabore com a reconstrução do Haiti

Você também pode ajudar o povo haitiano, que sofre com as consequências de um terremoto que devastou a capital Porto Príncipe na última terça-feira (12). A embaixada da República do Haiti no Brasil está arrecadando recursos para compra de itens de primeira necessidade – roupas, alimentos, medicamentos – para as vítimas. Por enquanto, por conta da dificuldade de acesso ao Haiti, estão sendo aceitas apenas doações em dinheiro.

Anote os dados:
Banco do Brasil
Agência – 1606-3
Conta – 91000-7
SOS Haiti
Países de todo o mundo estão encaminhado ajuda à nação mais pobre das Américas. Além do envio de alimentos e água, o governo brasileiro planeja doar R$ 15 milhões. Militares do Brasil cumprirão um plano emergencial de ajuda humanitária para enfrentar os cinco problemas mais graves detectados pelas autoridades presentes no Haiti: sepultamento dos mortos; socorro médico aos feridos; remoção de destroços; reforço da segurança nas operações; e distribuição de suprimentos, principalmente água e comida.

Ações do Ministério da Saúde


O Ministério da Saúde, por sua vez, inicia, nesta quinta-feira (14), o embarque de 20 kits de medicamentos e insumos estratégicos para a assistência farmacêutica ao Haiti. O material, com um total de 258 mil unidades de diversos produtos, é suficiente para atender 10 mil pessoas por um período de três meses.

Aproximadamente 50 profissionais de saúde do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que têm capacitação em desastres, como terremotos, foram disponibilizados. Ainda, estão disponíveis ambulâncias, motolâncias e mais medicamentos e insumos para o atendimento à população. O embarque aguarda a definição do Gabinete de Crise.

De imediato, foi determinado pelo Ministério da Defesa à Aeronáutica o envio de um hospital de Campanha, operado por 40 profissionais de saúde e com mil metros quadrados. Também deverá ser enviado hospital de campanha da Marinha. Estão previstos também o envio de 50 bombeiros e cães farejadores.

Fonoaudiologia

Boletim de Fonoaudiologia na saúde do trabalhador, n. 1, jan./abr., 2010 - Cerest/Cesteh
Boletim elaborado pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador do Estado do Rio de Janeiro (Cerest/Sesdec-RJ) e Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) (Cesteh/Ensp/Fiocruz) Contato: saude-auditiva@ensp.fiocruz.br

Este boletim tem como principal objetivo orientar o fonoaudiologo do Estado do Rio de Janeiro sobre a doença auditiva ocupacional. Explica o que é perda auditiva relacionada ao processo de trabalho; as categorias profissionais mais atingidas; os sinais de alerta; onde procurar ajuda; como é feito o diagnóstico; orientações ao empregador sobre a exposição ao ruído e como preservar a saúde auditiva. O arquivo está disponível para leitura e/ou download no ícone ao lado.

Boletim disponível aqui em pdf da Biblioteca Multimídia da ENSP/FIOCRUZ

Hanseníase

Semana de divulgação da Hanseníase acontece em janeiro

Nos preparativos da comemoração da Semana Mundial de Luta Contra o Preconceito em Hanseníase que será realizada de 25 à 29/01, de acordo com a Agenda Nacional e Internacional do Ministério da Saúde, o Programa Municipal de Controle da Hanseníase da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando parcerias com Assistentes Sociais de Referência do Atendimento e Agentes da Saúde Escolar com o propósito de informar melhor a população sobre esta doença, bem como nos CEAIs em que foi realizada uma ampla divugação.

Nesta semana já começaram ações de divulgação nos Terminais de coletivos Central e Planalto, através dos Agentes da Saúde Escolar, distribuindo panfletos educativos, bem como toda a cidade está recebendo na fatura de serviços do DMAE informações educativas da hanseníase.

As Unidades de Saúde estarão realizando salas de espera durante a Semana, divulgando formas de prevenção, sintomas e tratamento da doença.

A Coordenação da Hanseníase em parceria com a Diocese de Uberlândia, realizará também, divulgação nas omilias de todas as missas da cidade no dia 31 de janeiro.

Mais informação sobre esta doença clique aqui.

Programa Municipal de Controle da Hanseníase / Aparecida Helena Teixeira Oliveira (Lena) / Anexo da Secretaria Municipal de Saúde – sala 207 – fone: 3229-1519 ramal 215

Fonte: Núcleo de Divulgação em Saúde - SMS

Diarreia


Mudança de agente da diarreia

Estudo feito por cientistas da USP sugere que agente causador da diarreia está mudando. O Escherichia coli tomou o lugar da Salmonella como principal patógeno responsável pela doença no Brasil
Leia mais aqui

Doe sangue sempre


Hemocentro Regional de Uberlândia necessita de doadores

O Hemocentro Regional de Uberlândia registrou no último mês uma queda de 40% no comparecimento de doadores de sangue.

Fatores como as férias e as chuvas nesta época do ano podem ter contribuído para o agravamento da situação.

Diante disso, a Fundação Hemominas faz um apelo à população para que doe sangue, contribuindo assim para a normalização
do estoque e do fornecimento de sangue e hemocompetentes aos hospitais de Uberlândia e região.

A doação de sangue consciente e responsável é essencial para continuidade da vida dos pacientes.

"Salve uma vida hoje. Doe sangue sempre."

Hemocentro Regional de Uberlândia

Endereço: Rua Levino de Souza, 1.845
Fone: (34) 3222-8801
Horários de Funcionamento:
Segunda a sexta-feira, das 7h às 11h30
Segunda e quarta-feira das 7h às 11h30 e das 15H às 17h
Todo último sábado do mês das 7h às 11h30

* Veja aqui informações e orientações gerais sobre a doação de sangue: quem pode doar, quem irá receber o sangue doado, cuidados pós-doação, etc.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Proteção pós-AVC

Estudo revela que uma forma natural de vitamina E, comum nas dietas de países no Sudeste Asiático, é capaz de proteger o cérebro após um acidente vascular cerebral
Leia mais aqui

Angra

Desabrigados de Angra necessitam de colchões e hospitais da região precisam de sangue
Riomar Trindade
Repórter da Agência Brasil


Rio de Janeiro - Os desabrigados do deslizamento de lama e pedras na virada do ano no Morro da Carioca, no centro histórico de Angra dos Reis, estão precisando de colchões. E os hospitais de Angra, Paraty e Mangaratiba estão com os estoques de sangue zerados. Por essa razão, cirurgias foram canceladas ou adiadas. “A necessidade de sangue é urgente”, disse um assessor da prefeitura, lembrando que as doações podem ser feitas à Rua Manoel do Rosário, 67, atrás da Santa Casa da cidade.

[Leia matéria na íntegra]

Amamentação

Apoio social é "significativo" para a amamentação

O pediatra Renato Lourenço, especialista em aleitamento materno, destaca que o apoio social é um fator condicionante muito significativo na implementação e manutenção da amamentação.

“A família mais próxima e as relações de trabalho são peças fundamentais dentro desse processo. Se eles existirem de forma satisfatória, ajudam a propiciar a amamentação pelo tempo preconizado pela Organização Mundial de Saúde”, disse.

A nutricionista Rosane Rito, da gerência de Programas de Saúde da Criança da prefeitura do Rio, explica que as mulheres cada vez mais conhecem a importância da amamentação, mas na hora que o processo se dá, na prática, muitos fatores contribuem para o desmame.

Leia mais aqui - Agência Brasil

Integrar e mais avançar


Prefeito Odelmo Leão discute trabalho de integração entre as Secretarias


(Foto: Araípedez Luz)

Na última segunda-feira, dia 11, o prefeito Odelmo Leão e secretários municipais estiveram reunidos para discutir a importância da integração entre as Secretarias e as metas prioritárias para 2010. “Desde o primeiro dia de governo eu tenho feito essa integração entre todas as Secretarias. Precisamos trabalhar em parceria, para oferecer o melhor para a população de Uberlândia”, destacou o prefeito.

Fonte: Portal PMU (ouça nosso prefeito e nossos secretários) AQUI

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Obesidade

Artigo analisa relação entre obesidade e situação socioeconômica de adolescentes

A obesidade nos países em desenvolvimento não é mais uma doença restrita aos grupos de melhor situação socioeconômica. Um estudo desenvolvido pelos pesquisadores Fabio da Silva Gomes, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas e do Instituto Nacional de Câncer; Luiz Antonio dos Anjos, da Escola Nacional de Saúde Pública e da Universidade Federal Fluminense; e Mauricio Teixeira Leite de Vasconcellos, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas, revela que grupos populacionais de baixo status socioeconômico têm sido mais atingidos pelo sobrepeso/obesidade no Brasil e em outros países. A pesquisa foi publicada na revista Cadernos de Saúde Pública, volume 25, número 11.

Leia mais| + |

Informe Ensp

Fique por Dentro

Brasil compra 83 milhões de doses de vacina contra gripe A pandêmica
O Ministério da Saúde fechou acordo com três diferentes fornecedores de vacina contra o vírus da gripe pandêmica A (H1N1), o que garantirá ao país a aquisição total de 83 milhões de doses para sua estratégia de vacinação contra a gripe pandêmica, que será realizada entre março e abril de 2010. Os laboratórios enviarão as doses ao Ministério de maneira escalonada, entre janeiro e março. O investimento total do Ministério da Saúde, responsável também pela distribuição das vacinas aos estados, é de R$ 1,006 bilhão

[Leia mais aqui]

Escorpiões em Minas

Bom dia Brasil de 12/01/2010



Caso não consiga visualizar o vídeo acima clique AQUI



Venenos podem tornar escorpiões ainda mais agressivos
No interior de Minas Gerais, para se defender, moradores em um dos predadores dos escorpiões: as galinhas.



Os escorpiões são assustadores. Vivem pelos cantos dentro e fora de casa. O escriturário Elias Cabral já capturou mais de 50. Agora, só dorme depois de arrastar móveis e revistar até as botinas.

“Certo dia eu estava vendo televisão, deitado no sofá, com uma almofada. Quando levantei, tirei a almofada e tinha um escorpião debaixo da almofada. Fica sempre em estado de alerta”, conta o escriturário Elias Cabral.

A preocupação de Elias tem fundamento. Os escorpiões, geralmente, ficam em lugares escondidos, escuros e úmidos. Podem, sim, segundo especialistas, aparecer entre as roupas, dentro dos sapatos. Em Monte Carmelo, como a presença deles tem sido muito comum, alguns moradores cansaram de encher os vidros e passaram a investir em um dos predadores dos escorpiões: as galinhas.

Em um quintal foram colocadas 23 aves na perseguição aos intrusos. Um custo de R$ 345, compensado pela agilidade das bicadas.

É nesta época do ano, de chuva com calor, que os cuidados devem ser ainda maiores. O clima é ideal para a procriação dos escorpiões. A espécie amarela, comum nas áreas urbanas, é considerada a mais perigosa.

Um manual desenvolvido por técnicos do laboratório de animais peçonhentos de Uberlândia, em parceria com o Instituto Butantã e o Ministério da Saúde alerta: venenos não combatem escorpiões. Pelo contrário, podem torná-los mais agressivos. A saída é investir na prevenção.

“Vedar ralos de banheiro, de chuveiro, de área de serviço, evitar entulho, material de construção, mato alto. Tudo que possa abrigar esse bicho”, ensina o médico veterinário William Henrique Stutz.

Bom dia Brasil de 12/01/2010

Nota do Blog da Saúde

Para fazer justiça para com todos os envolvidos na elaboração do Manual de Controle de Escorpiões do Ministério da Saúde, segue abaixo ficha com os créditos de autoria.
Clique na imagem para ampliar


segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Balanço da gripe

Secretaria da Saúde divulga balanço da gripe suína em MG
Por MGTV Panorama de Belo Horizonte
Ao todo, 68 microrregiões apresentaram casos confirmados

A Secretaria da Saúde de Mina Gerais divulgou um balanço oficial da gripe suína no estado. Até dezembro de 2009 foram notificados 9.165 casos suspeitos. Destes, 1.405 foram confirmados para Influenza H1N1.

A distribuição dos casos confirmados da doença mostram, segundo informe da Superintendência de Epidemiologia, que 68 microrregiões do estado apresentaram casos confirmados com uma concentração na região metropolitana de Belo Horizonte. Desde a primeira notificação, em maio de 2009, Minas confirmou 145 mortes em decorrência da doença.

Clique aqui para saber mais sobre o assunto.

Enxaqueca


Por que a luz piora a enxaqueca

Em artigo na Nature Neuroscience, cientistas descrevem descoberta de possível mecanismo para explicar por que a exposição à luz piora as crises de enxaqueca

Leia AQUI