Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Alvíssaras !

O setor de animais silvestres do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) agora é credenciado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e se torna um Centro de Resgate, um dos poucos do país. Isso significa que agora o setor é referência regional certificada pelo órgão e vai receber verba para alimentação e parte dos medicamentos usados com os animais silvestres e exóticos, como aves de rapina, por exemplo.

Em contrapartida, o Ibama passa a contar com a prestação de serviços gratuita do setor, para casos de animais apreendidos ou machucados. Antes, a alimentação dos bichos era mantida com doações da comunidade.

No ano passado foram atendidos 918 animais silvestres na unidade, 18% a mais que o ano anterior. Destes, a maioria foi de aves de rapina, e dentro deste grupo, a maior quantidade foi de papagaios, pássaros e periquitos. Com o credenciamento do Ibama, o chefe do setor, professor André Quagliatto, acredita que este número deve aumentar. “Lutamos por dois anos pelo termo de acordo, assinado em setembro. Agora temos o reconhecimento do Ibama como centro especializado. A universidade ganha em conhecimento, que será usado para ensino e pesquisa”, afirmou.

Criado na década de 1970, o Hospital Veterinário inaugurou o centro de animais silvestres em 2001. Em 10 anos, mais de 2,5 mil animais já foram atendidos. O atendimento aos animais particulares é cobrado, já os demais são atendidos gratuitamente.



Jornal Correio de Uberlândia em 30/11/2011