Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quinta-feira, 15 de março de 2012

Vasectomia


O número de vasectomias realizadas pela rede municipal de saúde é 33% maior que o de laqueaduras. A procura dos homens pelo procedimento é crescente. Em janeiro e fevereiro de 2011 foram realizadas 76 vasectomias. Já no mesmo período deste ano foram feitas cerca de 120 contra aproximadamente 80 laqueaduras.

Na rede municipal, desde setembro do ano passado, os procedimentos são realizados no Hospital Municipal e Maternidade Dr. Odelmo Leão Carneiro (HMMDOLC). De acordo com Bruno Borba, coordenador da urologia do HMMDOLC, vários fatores contribuíram para o aumento da procura. “Mais informação e maior disponibilidade incentivam a busca pelo procedimento”, afirmou. Além disso, a vasectomia é simples e feita em nível ambulatorial, sem necessidade de internação. “A anestesia é local e os pacientes voltam às atividades normais em até sete dias. Ao contrário de uma laqueadura, que exige até 30 dias de recuperação”, disse o coordenador.

O caminho para montagem de processos de esterilização começa nas unidades de atendimento (UAIs, UBSs, UBSFs). Os interessados devem levar documentação e atender aos requisitos da lei 9263/96. “É necessário ter idade mínima de 25 anos, tanto para homens quanto para mulheres, ou já possuir dois filhos, sendo que o mais novo tem que ter, no mínimo, um ano”, disse Ismália Floresta Gouvêa, assistente social do Programa de Planejamento Familiar. Cada caso é analisado por uma equipe especializada e, quando as condições para a realização da cirurgia são atendidas, os processos são encaminhados para o HMMDOLC. Os recursos para os procedimentos vêm do Sistema Único de Saúde (SUS).

Gilson Pereira da Rocha, gerente comercial, já está com a cirurgia agendada. Ele procurou uma unidade de saúde quando soube que preenchia os requisitos para fazer a vasectomia. “Já tenho três filhos e minha esposa não pode fazer a laqueadura. Sei que a cirurgia é simples e em menos de uma semana já estarei recuperado”, disse.

Portal da Prefeitura de Uberlândia