Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





segunda-feira, 30 de abril de 2012

Redução mortalidade infantil

Foto: Antoine Arraou/PhotoAlto/Corbis

Os dados do Censo 2010, divulgados nesta sexta-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) destaca que a mortalidade infantil no Brasil reduziu praticamente pela metade (47%) na última década. Em 2000, 29,7 a cada mil crianças nascidas vivas não completavam o primeiro ano de vida. Em 2010, o índice reduziu para 15,6/1.000

Os dados divulgados hoje estavam dentro das expectativas do Ministério da Saúde e revelam que o Brasil já alcançou os índices de redução definidos pelas metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, acordo internacional, que prevê uma taxa de mortalidade infantil de 15,7% no país, para 2015, além de reforçar a política social que vem sendo conduzida pelo governo.



O Blog da Saúde recebe complementação muito importante sobre mortalidade infatil em Uberlândia, com prazer repassamos:


"Para completar a informação cito que a mortalidade do municipio de Uberlãndia em 2011 foi de 10,6 ,portanto abaixo da taxa do Brasil anunciado pelo IBGE. A meta para 2012 é alcançar taxa abaixo de 10."
Dr. Luis Roberto
Coordenador do COPOIF do municipio de Uberlândia!