Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Qualidade em saúde pública

Uberlândia é reconhecida por qualidade em saúde pública 
Unidades de Atenção Primária à Saúde da  Família inscritas em programa do Governo Federal são classificadas com desempenho ótimo e bom

Portal da Prefeitura de Uberlândia - Os esforços da atual administração municipal em melhorar a prestação de serviço na área de saúde, com a sistematização do atendimento em toda a rede e modernização dos processos, contribuíram para Uberlândia obter mais uma conquista. A cidade foi bem avaliada pelo Ministério da Saúde ao aderir ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB).

Em junho de 2011, a Prefeitura de Uberlândia, por meio da Portaria nº 1.654, foi habilitada a inscrever 16 Unidades de Atenção Primária à Saúde da Família (UAPSF) no PMAQ-AB. O programa avalia o acesso do cidadão à unidade de saúde e à qualidade do atendimento oferecido. No momento da adesão ao PMAQ-AB, cada unidade cadastrada pelo município passou a receber mensalmente 20% do valor integral do Componente de Qualidade do Piso de Atenção Básica Variável (PAB).

Um ano após a adesão, uma equipe do Ministério da Saúde veio a Uberlândia para avaliar o desempenho alcançado pelas equipes contratualizadas. Das 16 unidades inscritas, cinco foram consideradas com desempenho ótimo e 10 com desempenho bom. Uma unidade ainda está em processo de avaliação.

As unidades que obtiveram classificação com desempenho bom tiveram o repasse de recursos ampliados de 20% para 60% e o ótimode 20% para 100%. Desta forma, Uberlândia aumentou o recurso recebido do Ministério da Saúde de R$ 20.800,00 para R$ 71.500,00/mês por ter alcançado as metas propostas pelo PMAQ-AB.

“Tão importante quanto receber o recurso para complementar tudo o que o Município tem feito é sermos reconhecidos pelo trabalho desenvolvido para padronizar o atendimento, organizando toda a rede para dispor ao cidadão uberlandense um serviço ainda mais ágil e eficiente. É a prova de que o nosso empenho em melhorar o atendimento em saúde pública atende aos parâmetros de qualidade nacionais”, disse o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão.