Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Ricardo Brentani

Ricardo Brentani: legado para o futuro
29/11/2012

Por José Tadeu Arantes

Agência FAPESP – Há um ano, quando os calendários registravam a data de 29 de novembro de 2011, o cientista Ricardo Renzo Brentani (1937-2011) viveu, como de hábito, um dia extremamente ativo e criativo, dialogando com colaboradores, respondendo a múltiplas solicitações profissionais e idealizando novos projetos de pesquisa.

Naquela noite, enquanto se vestia para jantar com a esposa, a química Maria Mitzi Brentani, e um casal de notáveis ex-alunos, Renata Pasqualini e Wadih Arap, ambos atuando no Centro de Câncer M.D. Anderson da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, um infarto, tal qual um raio inesperado em céu azul, interrompeu aos 74 anos sua luminosa trajetória.

Leia mais >>>>>

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Qualidade em saúde pública

Uberlândia é reconhecida por qualidade em saúde pública 
Unidades de Atenção Primária à Saúde da  Família inscritas em programa do Governo Federal são classificadas com desempenho ótimo e bom

Portal da Prefeitura de Uberlândia - Os esforços da atual administração municipal em melhorar a prestação de serviço na área de saúde, com a sistematização do atendimento em toda a rede e modernização dos processos, contribuíram para Uberlândia obter mais uma conquista. A cidade foi bem avaliada pelo Ministério da Saúde ao aderir ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB).

Em junho de 2011, a Prefeitura de Uberlândia, por meio da Portaria nº 1.654, foi habilitada a inscrever 16 Unidades de Atenção Primária à Saúde da Família (UAPSF) no PMAQ-AB. O programa avalia o acesso do cidadão à unidade de saúde e à qualidade do atendimento oferecido. No momento da adesão ao PMAQ-AB, cada unidade cadastrada pelo município passou a receber mensalmente 20% do valor integral do Componente de Qualidade do Piso de Atenção Básica Variável (PAB).

Um ano após a adesão, uma equipe do Ministério da Saúde veio a Uberlândia para avaliar o desempenho alcançado pelas equipes contratualizadas. Das 16 unidades inscritas, cinco foram consideradas com desempenho ótimo e 10 com desempenho bom. Uma unidade ainda está em processo de avaliação.

As unidades que obtiveram classificação com desempenho bom tiveram o repasse de recursos ampliados de 20% para 60% e o ótimode 20% para 100%. Desta forma, Uberlândia aumentou o recurso recebido do Ministério da Saúde de R$ 20.800,00 para R$ 71.500,00/mês por ter alcançado as metas propostas pelo PMAQ-AB.

“Tão importante quanto receber o recurso para complementar tudo o que o Município tem feito é sermos reconhecidos pelo trabalho desenvolvido para padronizar o atendimento, organizando toda a rede para dispor ao cidadão uberlandense um serviço ainda mais ágil e eficiente. É a prova de que o nosso empenho em melhorar o atendimento em saúde pública atende aos parâmetros de qualidade nacionais”, disse o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão.



sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Estresse no traballho

Participei da produção de um infográfico que fala sobre a saúde no trabalho de uma forma bem interativa. Aborda desde os sintomas de estresse no trabalho, os problemas que podem surgir e os resultados negativos disso, até formas de combater e evitar o estresse. Tem feito bastante sucesso e pode ser um bom conteúdo para vocês. Você acha que se encaixa como um post no blog ou na fanpage? Fica como dica!

Juliana Frade
Clique na imagem abaixo para ampliar





Fonte: www.sbcoaching.com.br

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Drogadição de adolescentes

Vejam o artigo através do arquivo anexo – trata exatamente de um estudo vinculado à drogadição de adolescentes. Enquanto a família, os demais organismos da sociedade civil organizada e o Estado não encararam de frente e de fato a questão, situação só piora.
Um estudo do HC da Universidade Federal de São Paulo, vou tentar resgatá-lo, já apontou que 40% de toda a bebida alcoólica consumida no Brasil é feita por jovens com menos de 18 anos de idade e, 13 anos é a idade em que se começa a consumir álcool no país.
No link a seguir é possível ler matéria da revista veja (21/07/2012), onde os números são assustadores: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/bebida-vergonha-nacional/

Atentem-se para as duas figuras anexadas abaixo e confiram a gravidade da situação – são números também do HC da UNIFESP.

Parecem inocentes, entretanto, um dos locais onde os jovens mais abusam de bebidas alcoólicas têm sido nas lojas de conveniência instaladas em postos de combustíveis e que vêm, por omissão e conivência das autoridades constituídas, se tornando moda pelo Brasil à fora – me pergunto: o que faz com que uma pessoa em sã consciência escolha um ambiente tão hostil como o de um posto de combustível para se “divertir”?

Pais e Mães, está nas mãos e na consciência de cada um – para cada escolha um resultado e, quem sabe, uma responsabilidade...

Leonel Ricardo de Andrade
Médico do Trabalho/Pediatra



Clique na imagem para ampliá-la

Hipertensão




Hipertensão envelhece o cérebro, diz estudo

Controlar a pressão, mesmo que levemente elevada, é fundamental

Por Minha Vida

Pessoas de meia idade com hipertensão, ou mesmo aquelas que ainda não apresentam pressão arterial alta o suficiente para preocupar os especialistas, apresentam envelhecimento precoce do cérebro. A descoberta foi publicada na edição online do Lancet de 2 de novembro. Para entender a relação, um professor de neurologia e diretor do Alzheimer's Disease Center, da University of California Davis, nos Estados Unidos, liderou uma equipe de especialistas.

Foram analisados dados de 579 pessoas que faziam parte do Framingham Heart Study, estudo que analisava as condições cardiovasculares dos participantes há mais de 60 anos. A nova pesquisa englobou a terceira geração de participantes que têm, em média, 30 anos. Todos tiveram a pressão arterial medida no início do estudo e foram divididos em três grupos: pressão arterial normal, pré-hipertensão e hipertensão. Foi observado ainda se os voluntários fumavam ou tomavam alguma medicação para a pressão. Por fim, todos foram submetidos a ressonâncias magnéticas do cérebro para avaliar lesões na massa branca ou cinzenta.

Os resultados mostraram que os cérebros dos participantes que tinham pressão elevada estavam significativamente menos saudáveis do que os do grupo com pressão normal. De acordo com os pesquisadores, o órgão aparentava estar mais envelhecido. Assim, o cérebro de uma pessoa de 33 anos que pertencia ao grupo com hipertensão era semelhante ao de uma pessoa de 40 anos do grupo com pressão normal.


Leia mais >>>>>>>

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Contra a Pneumonia

Dia Mundial contra a Pneumonia: doença é a que mais mata crianças
Agência Brasil
 
A pneumonia é a doença que mais mata crianças menores de 5 anos e chega a ser responsável por 18% do total de mortes nessa faixa etária. De acordo com a Organização Mundial da Sáude (OMS), mais de 99% dos óbitos provocados pela pneumonia são registrados em países em desenvolvimento, onde a maioria das crianças não tem acesso ao sistema de saúde.

 No Dia Mundial contra a Pneumonia, lembrado hoje (12), a OMS pediu que os governos deem prioridade a esforços para reduzir as mortes provocadas pela doença, consideradas preveníveis. De acordo com a organização, a pneumonia é um dos problemas mais passíveis de solução no cenário da saúde global. Ainda assim, uma criança morre pela infecção a cada 20 segundos.

 “Mais esforços precisam ser feitos em investimentos na proteção, na prevenção e no tratamento de crianças contra as duas maiores causas de mortalidade infantil – a pneumonia e a diarreia”, destacou a OMS.

 A pneumonia é uma forma aguda de infecção respiratória que afeta os pulmões e pode ser tratada por meio de antibióticos, mas apenas 30% das crianças infectadas recebem o tratamento adequado. A estimativa é que a doença mate 1,2 milhão de crianças menores de 5 anos todos os anos no mundo, mais que os óbitos provocados pela aids, pela malária e pela tuberculose juntas.

Copilado de: Jornal Correio de Uberlândia

Cobra salva !

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Hepatite B

Busca de jovens por vacina contra hepatite é baixa em Uberlândia
Publicado no Jornal Correio de Uberlândia

Thogo disse que o vírus costuma
ser transmitido durante o sexo
A possibilidade de se imunizar contra uma doença infecciosa que causa inflamação do fígado e pode evoluir para um quadro mais grave de cirrose ou mesmo câncer não tem atraído a maioria dos moradores de Uberlândia com idade entre 20 e 30 anos.

De acordo com levantamento feito pela Central de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, entre outubro de 2011 e o mês passado, Uberlândia tem 120.729 moradores nessa faixa etária e que podem receber, gratuitamente, as três doses da vacina contra a hepatite B. Porém, segundo a pesquisa, estão imunizados até o momento 31.239 pessoas na cidade.

Esse número corresponde a 25% do total que poderia ser vacinado. O Ministério da Saúde preconiza que a imunização deve alcançar o mínimo de 80% dos jovens entre 20 e 30 anos.

Leia mais >>>>>

Taxas


Publicado em Academia Médica no Face

Humanizando



Após vários pessoas relatarem que havia um tomógrafo maqueado para pediatria semelhante ao do hospital pediatrico do Texas que publicamos ontem, fomos atras e encontramos as imagens. Este pertence ao Hospital Municipal Jesus situado no Rio de Janeiro. Estas instalações transformam o momento do exame em uma experiência submarina composta pela decoração, sons e luzes. Proporciona então, um ambiente mais humanizado para a radiologia pediátrica.

 De Academia Médica no Face

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Animais peçonhentos

Acidentes com animais peçonhentos crescem 157%, aponta ministério 

Foto: Instituto Butantan

Desequilíbrio ecológico é uma das causas para esse aumento. 

Governo alerta sobre cuidados que a população deve adotar

Levantamento realizado pela Unidade Técnica de Vigilância de Zoonoses do Ministério da Saúde indica que houve um crescimento de 157% no número de notificações de acidentes provocados por animais peçonhentos, tanto na zona rural, como na urbana, nos últimos 10 anos. Somente em 2011, ocorreram mais de 139 mil acidentes, com 293 mortes. 

 Segundo o coordenador da Unidade Técnica de Vigilância em Zoonoses do Ministério da Saúde, Eduardo Caldas, "as chuvas desalojam os animais que vivem em tocas, como escorpiões, aranhas e serpentes. Eles acabam procurando abrigo em locais mais secos, muitas vezes, dentro de residências, aumentando, dessa forma, a chance de ocorrência de acidentes" , explicou. O coordenador lembrou ainda que nesse período também aumentam as atividades nas lavouras, locais propícios para os acidentes com cobras. Ele citou outros cenários que corroboram para este aumento: " No verão, as pessoas aproveitam suas férias em atividades ao ar livre, como passeios em cachoeiras e trilhas, aumentando assim, o risco de contato com serpentes e outros animais peçonhentos" , enumerou Caldas.


 Leia mais >>>>>

Uberlândia

Acompanhe abaixo publicação em PDF a evolução dos acidentes escorpiônicos em Uberlândia no período de 2005 a 2012 Os fatores que contribuíram para o aumento dos caso são os mesmos citados em nível nacional, acrescente-se à aqueles uma maior e melhor vigilância e notificação de acidentes através de nossa Vigilância Epidemiológica 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Dia Mundial do Diabetes

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS Novembro Azul chega para combater o diabetes Todos os anos, Uberlândia participa do Novembro Azul, ato simbólico promovido em diversos países para reforçar as ações já desenvolvidas em alusão ao Dia Mundial do Diabetes (14 de novembro). Desta vez, as atividades no Município envolvem capacitação de profissionais da saúde e avaliação médica para a comunidade.

No auditório Cícero Diniz, no Centro Administrativo Municipal, o Programa de Hipertensão e Diabetes, da Secretaria Municipal de Saúde, realizará o evento “A Experiência do Ambulatório do Pé Diabético” no dia 14 de novembro, das 8h às 12h. As inscrições já estão abertas para médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, fisioterapeutas, psicólogos, alunos da graduação em medicina do estágio em saúde coletiva e demais profissionais interessados.

Para a população, a equipe do Centro Municipal de Atenção ao Diabético (Cmad) e Ambulatório do Pé Diabético (APD) fará uma ação específica para avaliar o pé diabético, também no dia 14 de novembro, das 13h às 17h. Também serão desenvolvidas ações nas unidades municipais de saúde de acordo com as possibilidades de cada local.

Segundo a coordenadora do Programa de Hipertensão e Diabetes (Hiperdia), Maria Luiza Mendonça Pereira Jorge, o pé diabético se manifesta mais comumente devido a fatores como sedentarismo, má alimentação e obesidade. O problema está associado a intervenções cirúrgicas, hospitalizações, além de poder causar a amputação do membro. Por esse motivo, as ações do Novembro Azul em Uberlândia deste ano estão mais concentradas neste assunto com o intuito de buscar novas formas de atuação entre os profissionais de saúde, além de conscientizar os portadores da doença.

Fonte: Publicado no Portal da Prefeitura de Uberlândia

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Riscos da insônia

Insônia pode duplicar risco de Acidente Vascular Cerebral 
Descoberta apoia evidências que sugerem que ter dificuldade para dormir pode tornar as pessoas doentes

 Pessoas com insônia podem ter duas vezes mais chance de ter ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral (AVC) em comparação com aquelas que dormem bem, de acordo com estudo realizado por pesquisadores de Taiwan. Descoberta apoia evidências que sugerem que ter dificuldade para dormir pode tornar as pessoas doentes Estudos anteriores têm sugerido problemas do sono podem causar ou contribuir para condições físicas e mentais como obesidade, depressão, pressão alta e até mesmo déficit de memória em alunos que ficam acordados até tarde. A equipe de pesquisa, liderada por Chien-Yi Hsu no Taipei Veterans General Hospital, utilizou um banco de dados de saúde contendo 2 milhões de pessoas. Depois de eliminar as pessoas com depressão, ansiedade, sono, apneia, convulsões e abuso de substâncias, os autores identificaram cerca de 11 mil pessoas com 45 anos ou mais que sofrem de insônia, e mais de 32 mil pessoas sem o problema.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Enfrentamento a Feminização DST/Aids

                                                                                                                                                                    I Seminário Nacional Interseccionalidade de Raça e Gênero 
no Enfrentamento a Feminização DST/Aids


 O I Seminário Nacional Interseccionalidade de Raça e Gênero no Enfrentamento a Feminização DST/Aids, que acontecerá na cidade de Curitiba-Paraná de 11 a 13 de novembro é organizado pela Rede de Mulheres Negras do Paraná, em parceria com Rede Lai Lai Apejo-População Negra e Aids, contando com o apoio do Departamento DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Será uma atividade de caráter nacional, envolvendo as 27 unidades da federação e tem como público alvo a participação de mulheres negras e não negras vivendo com HIV/Aids; representações de organizações da sociedade civil que trabalham diretamente no enfrentamento a epidemia e prevenção do HIV/Aids, organização que atuam na promoção de saúde e saúde da população negra; e gestores (as) de saúde, organismos de políticas para mulheres e de igualdade racial.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Neura do celular

Você sente o chão se abrir sob seus pés diante da suspeita de estar sem celular? Você e a maioria: 83% dos brasileiros usuários de smartphones disseram se sentir "perdidos", "nervosos" ou "ansiosos" ao perceber que saíram sem o aparelho. Leia mais >>>>