Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Audiência Pública




No próximo dia 05 de fevereiro, às 14 horas, o Ministério Público Estadual promove, em sua sede, uma Audiência Pública para debater junto à Vigilância Sanitária Municipal e proprietários de açougue sobre disposições e procedimentos legais para a comercialização de produtos cárneos, dentro da regulamentação do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor e do Código Municipal de Saúde de Uberlândia.

“O objetivo da audiência é discutir com comerciantes as normas exigidas pela lei. Uberlândia tem aproximadamente 200 estabelecimentos neste segmento e todos devem ser informados sobre quais os critérios devem estar adequados em uma possível fiscalização”, explica o coordenador da Vigilância Sanitária, Marco Aurélio Ribeiro de Sá.

As principais irregularidades no segmento de cárneos estão relacionadas à estrutura física e refrigeração inadequada de alimentos. Produtos sem procedência, ou provenientes de abate clandestino, não foram registrados nas vistorias.