Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Crise Pluviométrica



Chuva arrancou parte do asfalto em 
diversos pontos da cidade


Inundação na avenida dos Municípios,
 próximo ao Praia Clube




Recomendações da Comissão e Gestão de Gerenciamento de Crise Pluviométrica quando há risco de temporais e como podemos cotribuir para reduzir os riscos de enchentes


- Juntar o lixo e colocá-lo em locais apropriados.
- Nunca jogar lixo nas ruas, encostas e rios.
- Limpar calhas, telhados e cuidar das goteiras.
- Ficar atentos a chãos e paredes com trincas, que podem indicar perigo de desabamento.
- Se o local corre risco de alagamentos, deve-se levantar móveis e eletrodomésticos, deixando-os fora do alcance da água e da lama.
- Desligar a chave geral de energia elétrica e aparelhos elétricos e eletrônicos.
- Fechar a válvula do botijão de gás e o registro da entrada de água (cavalete).
- Se a casa ou a área, onde a pessoa estiver, correr perigo de desabamento, deve-se procurar abrigo em locais altos e secos.
- Não parar ou estacionar carros embaixo de árvores, que atraem raios.
- Nunca lacrar bocas de lobo (bueiros).
- Não deixar materiais de construção em passeios (calçadas) e nas ruas.
- Evitar contato com água de enxurrada e com lama, que podem estar contaminadas e causar doenças.
- Não andar descalço em ruas alagadas.
- Não se arriscar na correnteza.
- Evitar alagamentos, pois oferecem riscos por esconderem bueiros abertos e buracos.
- Evitar caminhar em áreas desconhecidas.
- Dirigir devagar, sempre longe do veículo da frente.
- Evitar locais baixos, principalmente perto de rios e córregos.
- Não passar por pontes inundadas.
- Não atravessar ruas alagadas ou com enxurradas.
- Não parar ou estacionar carros embaixo de árvores, que atraem raios

Fonte: Portal prefeitura de Uberlândia