Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Depressão

Imagem da web

Depressão é uma das principais causas de aposentadorias por problemas mentais

Além da qualidade de vida, o transtorno afeta o desempenho profissional do portador da doença e atinge 15% da população mundial

Projeções da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que, nos próximos 20 anos, a depressão sairá do quarto para o segundo lugar no ranking de doenças dispendiosas e fatais, sendo uma das principais causas da saída do mercado de trabalho dos portadores e de solicitação de auxílio-doença.

Além da qualidade de vida, a depressão também afeta o desempenho e a produtividade. Dados da Previdência Social revelam que os transtornos mentais ocupam a quarta colocação na concessão de auxílio-doença, sendo que entre os problemas mentais, a depressão é a responsável pela maioria das concessões desse benefício.

Em 2011, a Previdência concedeu 169.124 auxílios-doença relacionados a transtornos mentais e comportamentais e desses 77.160 foram motivados por depressão. A situação não se alterou no primeiro semestre de 2012, foram 47.221 auxílios-doença relacionados a transtornos mentais, com 17.819 ligados a episódios de depressão. Atualmente, a enfermidade atinge 15% da população mundial, ou seja, uma em cada seis pessoas desenvolverá depressão em alguma fase da vida