Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





terça-feira, 27 de agosto de 2013

Regionalizando técnicas


Foto Renato Cury

Laboratório de animais peçonhentos capacita agentes de endemias na região


Portal Prefeitura de Uberlândia - O laboratório de animais peçonhentos e quirópteros de Uberlândia vai capacitar 28 agentes de endemias e saúde da família para captura e manejo de escorpiões. O treinamento será de 27 a 29 de agosto na cidade de Araporã e terá a participação dos agentes das cidades de Centralina, Canápolis, Prata e do Laboratório Central de Saúde Pública de Goiás (LACEN/GO). Esta é a primeira atuação regionalizada na captura dos escorpiões que desencadeia o controle de animais peçonhentos nas localidades e contribui para produção do soro antiescorpiônico em Minas Gerais.

Os escorpiões, após serem capturados nestas cidades, serão enviados para o Centro de Controle de Zoonoses em Uberlândia. No local, eles ficam em observação por quarenta dias para verificação da sanidade (tratamento de fungos e parasitas). Após o período de tratamento, eles são encaminhados para produção da sorologia pela FUNED em Belo Horizonte.

O laboratório de animais peçonhentos e quirópteros registrou 711 ocorrências para capturas do escorpião em 2012. Comparado a 2011 quando foram notificadas 987 ocorrências, houve queda nos atendimentos realizados nas residências. De acordo com o veterinário sanitarista do laboratório, William Stutz, embora exista o crescimento populacional, as ações de higiene e limpeza contribuíram para o controle de incidência de escorpiões na cidade. Com hábitos noturnos, os escorpiões vivem em lugares escuros, quentes e úmidos. São encontrados na região urbana em locais com entulhos, materiais para construção, pedras, e costumam esconder nas residências dentro de sapatos e junto às roupas.

Segundo o Ministério da Saúde, são registrados mais de 100 mil acidentes com escorpiões no país e quase 200 óbitos por ano. A picada do escorpião pode ser letal dependendo da quantidade de veneno injetado e das condições físicas da vítima (crianças e idosos). O veneno age no sistema nervoso causando dor, alterando a pulsação cardíaca e temperatura do corpo. É importante procurar atendimento médico caso haja acidentes para diagnóstico e tratamento.

Uberlândia é referencia para captura e manejo de animais peçonhentos

O programa para controle e manejo de escorpiões atua há 29 anos em Uberlândia. Durante este período foram atendidas 18.836 ocorrências. A cidade é referência para captura destes animais peçonhentos quando eles ainda eram vistos como praga comum pela população. A partir da criação das Associações de Bairros, surgem encontros com a comunidade e se inicia uma discussão sobre o tema, relacionando à saúde da família. A apropriação do programa pela comunidade foi importante para a consolidação do serviço que agora está fazendo plantões nos finais de semana.

Portal da nossa Prefeitura de Uberlândia


Nota do Blog da Saúde
: Técnicos do Instituto Butantan estão com nossa equipe. Assim como o Lacem-Go, nos auxiliam na capacitação e desenvolvem buscas ativas de aranhas.