Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Gotas poéticas


Clique na imagem abaixo para ampliar o convite







Amados (povo da Cultura brasileira),

O Sarau Gotas Poéticas abre o 2013 em 28/02/2013, última quinta-feira, às 19h, na Assis Editora.
Temáticas "Coragem" e "Saber". Visualizem convite em anexo. Repassem a seus contatos.

Abraços poéticos,
Lucilaine de Fátima e Ivone de Assis
Coordenadoras do projeto Sarau Gotas Poéticas

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Leishmaniose

Médicos sem Fronteira (MSF) tratou mais de 4,2 mil pessoas com leishmaniose em 2007. Ao total, desde 1989, foram 80 mil pacientes da doença assistidos pela organização.

A leishmaniose é uma doença parasítica endêmica em 88 países, chegando a afetar 12 milhões de pessoas. Afeta principalmente áreas pobres e remotas, onde o acesso a cuidados médicos e a medicamentos a preços acessíveis é limitado.

Ocasionalmente, a leishmaniose eclode como epidemia, especialmente quando populações nunca expostas à doença são empurradas, por conflitos ou pela fome, à áreas endêmicas devido a. O parasita que causa a enfermidade, a leishmania, é transmitida pela picada de mosquitos.

Em sua forma mais grave, a leishmaniose visceral ou Calazar, o parasita ataca órgãos como o fígado e o baço. Também afeta o sistema imunológico, sendo fatal para quase 100% dos pacientes. Mais de 90% dos casos de leishmaniose visceral são registrados em cinco países: Brasil, Bangladesh, Índia, Nepal e Sudão.

Os testes para diagnóstico da doença são invasivos e potencialmente perigosos, requisitando laboratórios e técnicos especializados - que nem sempre podem ser encontrados nas regiões mais pobres. Com o tratamento adequado, 92% dos pacientes podem ser curados. Mas a maioria dos remédios disponíveis também representam dificuldades: exigem um tratamento longo (30 dias), tem alto custo e toxidade. A resistência à medicação também é um problema, especialmente na Índia, onde 65% dos pacientes estão infectados com a leishmania mais resistente.

Desde 1989 MSF tratou mais de 80 mil pacientes com Calazar. A organização também advoga pelo desenvolvimento de novas técnicas de diagnóstico e medicamentos mais baratos para tratar essa doença negligenciada.

Fonte: Médicos sem Fronteira

Leia mais sobre leishmaniose:

Portal da Saúde (Manual de vigilância de Leishmaniose - MS,  em pdf )

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Dislexia

Entender como aprendemos e o porquê de muitas pessoas inteligentes e, até, geniais experimentarem dificuldades paralelas em seu caminho diferencial do aprendizado, é desafio que a Ciência vem deslindando paulatinamente, em130 anos de pesquisas. E com o avanço tecnológico de nossos dias, com destaque ao apoio da técnica de ressonância magnética funcional, as conquistas dos últimos dez anos têm trazido respostas significativas sobre o que é Dislexia.

A complexidade do entendimento do que é Dislexia, está diretamente vinculada ao entendimento do ser humano: de quem somos; do que é Memória e Pensamento- Pensamento e Linguagem; de como aprendemos e do por quê podemos encontrar facilidades até geniais, mescladas de dificuldades até básicas em nosso processo individual de aprendizado. O maior problema para assimilarmos esta realidade está no conceito arcaico de que: "quem é bom, é bom em tudo"; isto é, a pessoa, porque inteligente, tem que saber tudo e ser habilidosa em tudo o que faz. Posição equivocada que Howard Gardner aprofundou com excepcional mestria, em suas pesquisas e estudos registrados, especialmente, em sua obra Inteligências Múltiplas. Insight que ele transformou em pesquisa cientificamente comprovada, que o alçou à posição de um dos maiores educadores de todos os tempos.


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Exercícios físicos

Fazer exercícios físicos intensos não compensa o prejuízo de ficar muitas horas sentado

Não adianta praticar atividade física intensa se a maior parte do dia você é sedentário. Segundo um estudo da Universidade de Maastricht, na Holanda, publicado nessa quarta-feira no periódico Plos One, é mais benéfico para a saúde fazer exercícios físicos moderados, como ficar em pé e caminhar, por um tempo prolongado, do que praticar uma atividade intensa por pouco tempo, desde que a quantidade de calorias gastas em ambas as atividades seja semelhante.

Participaram do estudo 18 jovens de 19 a 24 anos, de peso considerado normal, que seguiram três rotinas distintas, cada uma durante quatro dias. Na primeira, os participantes deviam ficar sentados por 14 horas diárias e não praticar nenhum tipo de atividade física. A segunda exigia que eles ficassem sentados por 13 horas e realizassem uma hora de exercícios intensos. Na terceira, por fim, eles deveriam substituir 6 horas sentados por quatro horas caminhando e duas horas em pé. Ao término do período de cada rotina, os pesquisadores mediam a sensibilidade à insulina e níveis de lipídios no sangue de cada participante. Esses dois fatores estão relacionados a síndromes metabólicas, como diabetes e obesidade.

Quando seguiram a rotina mais sedentária, os participantes gastaram cerca de 500 calorias (kcal) por dia a menos do que com as outras duas rotinas, que proporcionaram um gasto calórico semelhante entre si.

Os níveis de colesterol e lipídios no sangue apresentaram uma pequena melhora quando os participantes praticaram exercícios intensos durante uma hora por dia, mas a melhora significativa ocorreu quando eles se mantiveram ativos por períodos maiores, em atividades de baixa intensidade. Os melhores níveis de insulina também foram encontrados no período em que os participantes seguiam a rotina de exercícios de baixa intensidade.

Os autores concluem que uma hora diária de atividade física, ainda que intensa, não é capaz de reverter os efeitos prejudiciais à saúde provocados por passar muito tempo sentado, ou inativo.



Conheça a pesquisa
TÍTULO ORIGINAL: Minimal Intensity Physical Activity (Standing and Walking) of Longer Duration Improves Insulin Action and Plasma Lipids More than Shorter Periods of Moderate to
Vigorous Exercise (Cycling) in Sedentary Subjects When Energy Expenditure Is Comparable


ONDE FOI DIVULGADA: periódico Plos One

QUEM FEZ: Bernard M. F. M. Duvivier, Nicolaas C. Schaper, Michelle A. Bremers, Glenn van Crombrugge, Paul P. C. A. Menheere, Marleen Kars e Hans H. C. M. Savelberg

INSTITUIÇÃO: Universidade de Maastricht, na Holanda

RESULTADO: Os níveis de colesterol e lipídios no sangue apresentaram uma pequena melhora quando os participantes praticaram exercícios intensos durante uma hora por dia, mas a melhora significativa ocorreu quando eles se mantiveram ativos por períodos maiores, em atividades de baixa intensidade. Os melhores níveis de insulina também foram encontrados no período em que os participantes seguiam a rotina de exercícios de baixa intensidade.

"Não é preciso sair andando por 6 horas todo dia"
Hans Savelberg
Professor da Universidade de Maastricht

Depressão

Imagem da web

Depressão é uma das principais causas de aposentadorias por problemas mentais

Além da qualidade de vida, o transtorno afeta o desempenho profissional do portador da doença e atinge 15% da população mundial

Projeções da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que, nos próximos 20 anos, a depressão sairá do quarto para o segundo lugar no ranking de doenças dispendiosas e fatais, sendo uma das principais causas da saída do mercado de trabalho dos portadores e de solicitação de auxílio-doença.

Além da qualidade de vida, a depressão também afeta o desempenho e a produtividade. Dados da Previdência Social revelam que os transtornos mentais ocupam a quarta colocação na concessão de auxílio-doença, sendo que entre os problemas mentais, a depressão é a responsável pela maioria das concessões desse benefício.

Em 2011, a Previdência concedeu 169.124 auxílios-doença relacionados a transtornos mentais e comportamentais e desses 77.160 foram motivados por depressão. A situação não se alterou no primeiro semestre de 2012, foram 47.221 auxílios-doença relacionados a transtornos mentais, com 17.819 ligados a episódios de depressão. Atualmente, a enfermidade atinge 15% da população mundial, ou seja, uma em cada seis pessoas desenvolverá depressão em alguma fase da vida


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Audiência pública


A audiência pública realizada na Câmara Municipal na segunda-feira (18) foi uma oportunidade democrática da população, dos vereadores e dos profissionais ligados à saúde expressarem suas opiniões e dúvidas sobre a criação da Fundação Saúde do Município de Uberlândia (Fundasus). Mais de 300 pessoas lotaram as galerias do local. “A audiência é um instrumento utilizado para decidir os rumos de assuntos importantes junto aos poderes Executivo e Judiciário”, disse o advogado da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Luiz César Machado de Macedo.

Assim que aprovada e sancionada pelo Executivo, a Fundação deve ser implantada em até 120 dias. Sua função será administrar os serviços da SMS oferecidos aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Inicialmente será responsável pela gestão de três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e 20 unidades ligadas ao Programa Saúde da Família (PSFs).


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Eterno Drummond


Nesta segunda-feira, 18, às 14h, será aberta oficialmente a exposição sobre o poeta Carlos Drummond de Andrade, na Casa da Cultura. Serão expostos 16 painéis com imagens, relatos e obras, mostrando a trajetória deste que é um dos maiores escritores da língua portuguesa. Durante a abertura, haverá apresentação do grupo de flauta Intervalo, da Banda Municipal, e a interpretação de um poema de Drummond feita por um aluno do 6º ano da rede pública municipal.

A exposição faz parte do Projeto Memória, realizado pela Fundação Banco do Brasil, Petrobras e Associação de Amigos da Casa de Rui Barbosa. Em Uberlândia, a iniciativa da mostra, que permanece em cartaz até dia 25, é apoiada e produzida pelas secretarias municipais de Cultura e de Educação.

A exposição itinera por 800 municípios e o kit pedagógico (composto por um almanaque histórico e um guia do professor) é distribuído para cerca de 18 mil escolas públicas. Há também o livro fotobiográfico, entregue com o vídeo para mais de 5 mil bibliotecas públicas; e o sítio na internet, que, além de contar a história de Drummond, disponibiliza, para serem baixadas, todas as peças citadas. Visite-o no endereço: www.fundacaobancodobrasil.org.br.


Convite




Convidamos a todos os servidores SMS e funcionários da FMMS para participarem na Câmara dos Vereadores “Audiência Pública sobre Projeto de Criação da F U D A S U S - Fundação Saúde do
Município de Uberlândia”, dia 18/02/13 as 19 horas.

A Câmara é Nossa!


Glaucia da Saúde
Presidente da Comissão
da Saúde da Câmara

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Não se pode parar




Um teatro de fantoches acompanhado por mais de 600 alunos da Escola Municipal Sebastiana Silveira Pinto, no bairro Aurora, marcou o início da campanha Educação em saúde, nesta quinta-feira (14) pela manhã. O cenário para a abertura foi na quadra da escola, onde as crianças prestaram atenção nas orientações sobre a dengue e as formas de prevenção.

A campanha segue até o dia 22 de março e vai envolver as escolas municipais e estaduais. Mais de50 agentes de saúde, do programa Educação em saúde,vão passar em 99 escolas e de sala em sala eles terão em média 15 minutos para chamar a atençãodas crianças a respeito dos cuidadoscontra a dengue e da importânciade se eliminar criadouros do mosquito.

A campanha Educação em saúde abordará temas pertinentes às principais doenças que se destacam em determinadas épocas do ano. “Esta contra a dengue é a primeira de muitas, acreditamos na influência da criança e ainda vamos abordar temas ligados a outras doenças, como as do coração”, disse Almir Fontes, secretário de Saúde, que participou do lançamento juntamente com a diretora de Vigilância em Saúde, Rosuíta Fratari.


Dengue não !

Secretarias iniciam programa de combate à dengue nas escolas



Agentes apresentaram peça teatral para falar sobre o mosquito transmissor da dengue


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Mobilização contra dengue




Clique no texto abaixo  para ampliá-lo







Prefeitura fará trabalho de mobilização contra a dengue em escolas públicas

Da Redação - Correio de Uberlândia

As secretarias municipais de Saúde e Educação iniciam a partir desta quinta-feira (14) um trabalho conjunto de mobilização pedagógica contra a dengue. A ação, que conta com o apoio da Superintendência Regional de Ensino, terá início às 8 horas, na Escola Municipal Sebastiana Silveira Pinto, no bairro Aurora.

O último balanço divulgado pela Prefeitura aponta um índice de infestação bem acima do preconizado pelo Ministério da Saúde. De acordo os dados, o índice de focos da dengue em Uberlândia é de 3,9%.

O trabalho de mobilização junto às crianças contará com teatro de fantoches, sensibilização dos alunos com explicações, fixação de cartazes e atuação de dois agentes fantasiados como “mosquitões”.

Ao todo, 51 agentes de educação em saúde visitarão 99 escolas municipais e estaduais entre os dias 14 de fevereiro e 22 de março. A mobilização será trabalhada em toda a zona urbana e em unidades da zona rural. São 21 escolas no setor sul, 13 no leste, 31 na zona central e norte, 22 na oeste e 12 escolas rurais.

O foco da mobilização é as séries iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) devido à característica de maior envolvimento e curiosidade dessas crianças. Mas para atender as séries finais (6º ao 9º ano), os agentes iniciaram um trabalho de conscientização no dia 4 de fevereiro.

A proposta é sensibilizar e ensinar de maneira lúdica e mais didática os cuidados que se deve adotar para prevenir a dengue. Nesse sentido as crianças se tornam multiplicadoras do conhecimento e contribuem para uma mudança de hábito em suas casas na comunidade. Com a orientação das crianças, é possível reduzir o número de criadouros nos bairros e o índice de infestação na cidade.



Fonte: Correio de Uberlândia

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Prevenção da hepatite


Ministério da Saúde recomenda uso de preservativo para prevenção da hepatite

RIO- Apesar de a hepatite C ser transmissível na maioria das vezes pelo contato sanguíneo, seja por transfusão de sangue contaminado ou compartilhamento de seringas e equipamentos que cortam, como alicates de unha e agulha de tatuagem, a transmissão sexual não pode ser ignorada. De acordo com o Ministério da Saúde, ainda que seja uma forma rara de transmissão, há registro na literatura médica de que a contaminação por contato sexual desprotegido pode acarretar na transmissão do vírus. A hepatite C é uma doença de ação silenciosa, que pode demorar até 20 anos para manifestar sintomas, sendo a cirrose e o câncer de fígado as piores consequências, se não houver o diagnóstico precoce.

Ellen Zita, coordenadora-geral da unidade de Direitos Humanos, Riscos e Vulnerabilidade do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Ministério da Saúde, diz que mesmo em relações estáveis e monogâmicas, o portador de hepatite C, assim como qualquer outra pessoa, não pode deixar de usar preservativo nas relações sexuais.

Não podemos dizer que a hepatite C não se transmite pelo contato sexual. Não é um entendimento apenas deste departamento, mas da literatura científica sobre o assunto. Pessoas com múltiplos parceiros e com prática sexual de risco têm chances de contaminação. A determinação do departamento é de que qualquer relação sexual, mesmo as de parceiros estáveis, tem que ocorrer com uso do preservativo. No caso do planejamento familiar, a decisão do casal em ter filhos deve ser acompanhada com toda a segurança — informa Ellen.


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Fundação Saúde

Mas essa notíca eu tinha que repassar. Bom demais !



O Conselho Municipal de Saúde aprovou ontem (5), em reunião extraordinária, a criação da Fundação Pública de Saúde em Uberlândia. O projeto de lei segue agora para votação na Câmara Municipal. A Fundação Saúde tem o regime jurídico privado, permitindo maior agilidade nos processos administrativos e contratuais das unidades de saúde, além de onerar menos tributos para o município.

A instituição de uma fundação não prejudica a qualidade do atendimento, permanecendo os mesmos princípios geridos pelo Sistema Único de Saúde – SUS. Inicialmente, a fundação administrará todas as unidades de saúde que serão construídas a partir deste ano, como três novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), 21 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e equipes do Programa Saúde da Família (PSF), além das UAIs do Tibery e Morumbi, que serão repassadas pela Fundação Maçônica Manoel dos Santos ao Município.

O prefeito Gilmar Machado, a secretária municipal de governo, Rosângela Paniago, e o secretário municipal de saúde, Almir Fontes, compareceram à reunião. “A criação desta fundação vai ajudar a gerir melhor a saúde em nossa cidade. Nossa equipe analisou o exemplo de outras cidades que também criaram uma fundação para gerir o sistema de saúde municipal e que obtiveram sucesso. Acredito que essa seja uma solução para Uberlândia”, destacou o prefeito.

Fonte: Portal Prefeitura de Uberlândia

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Câncer e fumo

Cerca de 70% dos pacientes com câncer de bexiga são fumantes, aponta pesquisa
 
Um levantamento feito entre pacientes atendidos pelo Instituto do Câncer de São Paulo (Icesp) mostrou que aproximadamente 70% dos casos de câncer de bexiga têm relação com o tabagismo. Os cerca de 1,75 mil pacientes com esse câncer ouvidos pelos médicos, de um total de 2,5 mil doentes, disseram que fumam ou já fumaram. O diagnóstico tardio é um problema da doença, que tem maior incidência entre trabalhadores químicos e motoristas.


De acordo com Marcos Dall’ Oglio, coordenador da Urologia do Icesp, os agentes metabólicos do cigarro, que são inalados junto com a sua fumaça, irritam o delicado revestimento do aparelho urinário, chamado urotélio. “E esse fenômeno irritativo, causado por esses agentes do cigarro, no longo prazo, causa o câncer de bexiga”, explica o médico.
A pesquisa divulgada nesta segunda-feira (4), Dia Mundial do Combate ao Câncer, serve como alerta para mudança de hábitos como deixar o cigarro e manter atenção às alterações na saúde. Isso, segundo o médico, contribui para a detecção precoce do câncer de bexiga, uma vez que, quanto antes o problema é descoberto, maiores são as chances de cura.
Dall’ Oglio esclarece que processos irritativos da bexiga, como infecção crônica, elevam os riscos do desenvolvimento do câncer. Entre os sintomas mais importantes estão a sensação de ardência e a vontade de urinar a toda hora.  De acordo com ele, “88% dos casos também apresentam sangue ao urinar”.




Lei Seca

Lei Seca: ministro Padilha apoia tolerância zero


A legislação da Lei Seca foi reforçada mais uma vez. A diferença é que partir de agora a tolerância é zero. A dez dias do Carnaval, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu que o motorista acusado no teste do bafômetro com 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, ou mais, está cometendo infração gravíssima a partir desta quarta-feira (30). Levará multa de quase R$ 2 mil e a habilitação será suspensa por um ano. No Brasil, a violência no trânsito é uma das principais causas de mortalidade. Somente em 2010, 42.844 pessoas perderam a vida no trânsito e outras milhares ficaram com sequelas decorrentes dos acidentes.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, parabenizou o Contran e lembrou que os altos índices de acidentes causados por ingestão de bebidas alcoólicas interferem diretamente na saúde pública. “Estou muito feliz com essa decisão do Conselho Nacional de Trânsito. A aplicação da tolerância zero era uma luta nossa da Saúde. Mais de 140 mil acidentes de trânsito por ano são atendidos no Sistema Único de Saúde (SUS). O óbito por acidente de moto, por exemplo, aumentou em 13 vezes e aumentou 16 vezes o número de óbito de mulheres em acidentes de moto. Álcool e direção não combinam”, afirma Padilha.





Crise Pluviométrica



Chuva arrancou parte do asfalto em 
diversos pontos da cidade


Inundação na avenida dos Municípios,
 próximo ao Praia Clube




Recomendações da Comissão e Gestão de Gerenciamento de Crise Pluviométrica quando há risco de temporais e como podemos cotribuir para reduzir os riscos de enchentes


- Juntar o lixo e colocá-lo em locais apropriados.
- Nunca jogar lixo nas ruas, encostas e rios.
- Limpar calhas, telhados e cuidar das goteiras.
- Ficar atentos a chãos e paredes com trincas, que podem indicar perigo de desabamento.
- Se o local corre risco de alagamentos, deve-se levantar móveis e eletrodomésticos, deixando-os fora do alcance da água e da lama.
- Desligar a chave geral de energia elétrica e aparelhos elétricos e eletrônicos.
- Fechar a válvula do botijão de gás e o registro da entrada de água (cavalete).
- Se a casa ou a área, onde a pessoa estiver, correr perigo de desabamento, deve-se procurar abrigo em locais altos e secos.
- Não parar ou estacionar carros embaixo de árvores, que atraem raios.
- Nunca lacrar bocas de lobo (bueiros).
- Não deixar materiais de construção em passeios (calçadas) e nas ruas.
- Evitar contato com água de enxurrada e com lama, que podem estar contaminadas e causar doenças.
- Não andar descalço em ruas alagadas.
- Não se arriscar na correnteza.
- Evitar alagamentos, pois oferecem riscos por esconderem bueiros abertos e buracos.
- Evitar caminhar em áreas desconhecidas.
- Dirigir devagar, sempre longe do veículo da frente.
- Evitar locais baixos, principalmente perto de rios e córregos.
- Não passar por pontes inundadas.
- Não atravessar ruas alagadas ou com enxurradas.
- Não parar ou estacionar carros embaixo de árvores, que atraem raios

Fonte: Portal prefeitura de Uberlândia

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Educação, Trabalho & Saúde

Última semana para inscrições no Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde

As inscrições no Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde – Vigilância em Saúde (PET/VS) podem ser realizadas até o dia 7 de fevereiro de 2013. O Departamento de Análise de Situação de Saúde da Secretaria de Vigilância em Saúde (DASIS/SVS) em conjunto com a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) convidam, por meio de edital, as instituições de ensino superior e secretarias estaduais e municipais de saúde a participar da iniciativa.


O PET/VS selecionará projetos que estejam alinhados à Agenda Estratégica da Secretaria de Vigilância em Saúde (2011-2015). O programa tem como pressupostos a promoção da integração ensino-serviço-comunidade e a educação pelo trabalho por meio da reorientação da formação profissional. Os resultados serão divulgados no dia 25 de fevereiro de 2013.



Informações adicionais:

Edital - Convocação
Edital - Prorrogação

UPAS




Foi aprovada na quarta-feira (30), pelo Conselho Municipal de Saúde, a proposta de construção de três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Uberlândia e de 20 Unidades de Atendimento do Programa Saúde da Família (UAPSFs), sendo 10 construções visando substituição de imóvel locado e 10 construções de novas unidades, com o objetivo de ampliação da cobertura na rede de atenção primária. “É fundamental que todos os recursos e projetos sejam primeiro apresentados aqui no Conselho”, afirmou o prefeito Gilmar Machado, que participou da reunião realizada no auditório Cícero Diniz, no Centro Administrativo.O projeto de lei segue na próxima semana à Câmara de Vereadores e todos os projetos arquitetônicos terão padrões já definidos pelo Estado e pelo Governo Federal.

As três UPAs têm o Porte III, critério adotado pelo Ministério da Saúde. Cada unidade terá a capacidade de atendimento entre 200.001 a 300.000 habitantes, numa média de 301 a 540 pacientes num período de 24 horas, com um número mínimo de seis médicos por plantão. O incentivo financeiro do Governo para cada obra é de R$ 2.600.000. As UPAs serão construídas no setor Norte, no Bairro Pacaembu; no setor Oeste, no bairro Planalto; e no setor Leste, no bairro Novo Mundo.

As 20 unidades estão projetadas para os bairros: Campo Alegre, Morumbi (duas unidades), Santa Luzia, Nova Uberlândia, Taiamam, Granada, Minas Gerais (Novo Umuarama), Jardim das Palmeiras, Jardim Aurora, Jardim Ipanema, Pacaembu, Canaã, Shopping Park, Mansour, São Lucas, Aclimação, São José, Joana D’Arc e Dom Almir.

Fonte: Portal Prefeitura de Uberlândia