Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





sexta-feira, 28 de junho de 2013

Saúde Coletiva

4º Encontro de Odontologia em Saúde Coletiva e Bioética

27/06/2013
Agência FAPESP –  O Núcleo de Pesquisa em Saúde Coletiva do Programa de Pós-Graduação em Odontologia Preventiva e Social da Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara promove, entre 15 e 17 de agosto, o 4º Encontro de Odontologia em Saúde Coletiva e Bioética.

Haverá cursos, conferências e apresentação de trabalhos. Os interessados podem enviar seus trabalhos científicos até 31 de julho.

Trabalhadores da saúde, gestores, pesquisadores, alunos da pós-graduação e da graduação, docentes e interessados na área de saúde coletiva são o público-alvo do evento.
Mais informações: http://www.foa.unesp.br/pos/ppgops

Escorpiões do bem

 Foto: William H Stutz

 Escorpiões sendo preparados para envio




O prazer de bem fazer, de acreditar que é possível contribuir para vidas salvar. Palavras de incentivo.
Nossa maior recompensa e a realização pessoal e profissional. Repasso mensagem recebida do Chefe do Serviço de Animais Peçonhentos da FUNED.

A propósito, hoje seguiram outros 738 escorpiões para a produção de antiveneno. Salvar vidas, nosso objetivo maior.


"Bom dia William Stutz.

O Motorista Leonardo(Leo) saiu hoje as 08:00hs para buscar os escorpiões do qual agradeço mais uma vez esta magnífica colaboração de vocês do Laboratorio de Animais Peçonhentos de Uberlândia, no qual sem dúvida é o maior colaborador da Funed na produção de soro antí-escorpiônico para o Ministério da Saúde .

A importância de vocês neste processo é exemplo e elógio nos encontros dos produtores de soros, é isto que a Secretaria Estadual de Saúde (Setor de Epidemiologia/Sistema Único de Saúde) quer fazer em MG em relação a animais peçonhentos, colaboração dos Municípios no envio de animais sem dizer nos trabalhos acadêmico e social desenvolvidos na área por vocês.
Parabéns."

Rômulo Antônio Righi de Toledo
Chefe do Serviço de Animais Peçonhentos
Divisão de Produção Animal
Diretoria Industrial
Fundação Ezequiel Dias
Telefone: (31)3314-4759

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Contra as drogas

Recebi do amigo Carlos Samora. "Turma da Mônica contra as drogas "
Repasso junto que seu pedido de divulgação



"Material muito bem-feito sobre droga; excelente, principalmente para as crianças.
Por favor, veiculem!"
Salvem, está em pdf e repassem - Clique  abaixo para baixar

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Exercícios

Foto: Luca Bertolli/Foto Stock

Pesquisadores da Queen' s University, no Canadá, demonstraram que a quantidade total de exercícios é mais importante que a frequência com que as atividades são realizadas.

O estudo mostra que adultos que acumularam 150 minutos de exercício em alguns dias da semana não eram menos saudáveis do que os adultos que se exercitavam com mais frequência durante a semana.

Ian Janssen e seus colegas estudaram 2.324 adultos de todo o Canadá para determinar se a frequência de atividade física ao longo da semana está associada a fatores de risco para diabetes, doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.

"Os resultados indicam que não importa como os adultos optam por acumular os 150 minutos semanais de atividade física. Por exemplo, alguém que não realiza qualquer atividade física de segunda-feira a sexta-feira, mas é ativa por 150 minutos ao longo do fim de semana obtém os mesmos benefícios para a saúde de alguém que acumulou 150 minutos de atividade ao longo da semana, fazendo 20 a 25 minutos de atividade física diariamente", afirma Janssen.

A atividade física foi medida continuamente durante toda a semana em participantes que usaram acelerômetros em suas cinturas. Acelerômetros são pequenos dispositivos elétricos que registram o quanto uma pessoa se move a cada minuto.

Janssen dividiu os adultos que seguiram as diretrizes de atividade física (mais de 150 minutos por semana de atividade aeróbica) daqueles que eram frequentemente ativos (de cinco a sete dias por semana) e raramente ativos (um a quatro dias por semana).

De acordo com Janssen, a mensagem importante é que os adultos devem procurar acumular pelo menos 150 minutos de atividade física semanal em qualquer padrão que funcione melhor de acordo com sua programação.

A pesquisa foi publicada na revista Applied Physiology, Nutrition and Metabolism.

Busca web

Genes e doença mental

Genes envolvidos em defeitos congênitos podem causar doença mental
Mutações genéticas que levam a defeitos no nascimento também estão envolvidas em transtornos como esquizofrenia e autismo


Ilustração: Sebastian Kaulitzki

Equipe descobriu que os interneurônios geneticamente alterados pareceram normais e tinham conseguido encontrar sua posição correta em circuitos do cérebro

Mutações genéticas que levam a defeitos congênitos graves também podem causar perturbações sutis no cérebro que contribuem para transtornos psiquiátricos, como esquizofrenia, autismo e transtorno bipolar, de acordo com pesquisa feita por cientistas da University of Califofornia em San Francisco, nos EUA.

Nos últimos anos, os pesquisadores têm mostrado que mutações em um gene chamado Dact1 levam as redes celulares de sinalização a funcionarem errado durante o desenvolvimento embrionário. Os investigadores observaram que os ratos com mutações em Dact1 desenvolvem uma variedade de malformações graves, incluindo espinha bífida.

O novo estudo foi projetado para explorar se mutações em Dact1 exercem efeitos mais sutis no cérebro que podem levar à doença mental.

Para isso, os pesquisadores Benjamin Cheyette e John Rubenstein usaram uma técnica genética em camundongos adultos para apagar seletivamente a proteína Dact1 apenas em interneurônios, grupo de células do cérebro que regula a atividade no córtex cerebral, incluindo os processos cognitivos e sensoriais. Má função de interneurônios tem sido implicada em uma série de condições psiquiátricas.

A equipe descobriu que os interneurônios geneticamente alterados pareceram normais e tinham conseguido encontrar sua posição correta em circuitos do cérebro durante o desenvolvimento. Mas as células tiveram significativamente menos sinapses, locais onde a comunicação com os neurônios vizinhos ocorre.

"Quando você exclui esta a função do gene depois do desenvolvimento inicial, apenas eliminando-o em neurônios depois que eles se formaram, eles migram para o lugar certo, e seus números estão corretos, mas sua morfologia é um pouco atípica. E isso é muito semelhante com o tipo de patologia que as pessoas identificam na doença psiquiátrica", afirma Cheyette.

A equipe ressalta que só porque um gene desempenha um papel importante no embrião, não significa que também não seja importante no cérebro posteriormente, e pode estar envolvido na patologia psiquiátrica. "Quando estes genes são mutantes, alguém pode olhar bem, desenvolver bem e não ter problemas médicos óbvios no nascimento, mas eles também podem desenvolver o autismo na infância ou ter um surto psicótico na idade adulta e desenvolver esquizofrenia", concluem os autores.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte  www.isaude.net

terça-feira, 25 de junho de 2013

Dia Nacional do Diabetes

Prevenir e orientar são as principais recomendações de endocrinologista

Como alerta à população para as formas de prevenção e tratamento, 26 de junho é o Dia Nacional do Diabetes

No dia 26 de junho comemora-se o Dia Nacional do Diabetes, que é uma tentativa de alertar as pessoas que o diabetes é uma doença crônica que atinge mais de 10 milhões de brasileiros, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Os sintomas físicos mais comuns dessa patologia são a fome excessiva associada à perda de peso, muita sede, vontade de urinar, dores nas pernas e má circulação.

Mais informações:
http://www.corpore.org.br/cws_exibeconteudogeral_4373.asp

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Festa na UBS Custódio


Domingo no parque

                                                                            

Crianças fazem protesto em frente ao Congresso Nacional

Danilo Macedo
Repórter da Agência Brasil
 
Brasília – Mais de 200 crianças de várias idades se manifestaram na manhã de hoje (23), em frente ao Congresso Nacional. Acompanhadas dos pais, muitas levaram cartazes confeccionados na véspera por elas mesmas com dizeres contra a corrupção e por educação e saúde de qualidade. Usando as mãos como pincéis e vários potes de tinta verde, amarela e azul, as crianças pintaram uma grande bandeira nacional em papeis colocados no chão do gramado em frente ao Congresso, enquanto cantavam o Hino Nacional e outras músicas cívicas.

Leia mais Agência Brasil

Porre Teen

66,6% dos jovens entre 13 e 15 anos ingeriram bebida alcoólica, mostra pesquisa

Vinícius Lemos Repórter

Mais da metade dos adolescentes brasileiros entre 13 e 15 anos já ingeriu bebida alcoólica, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense), elaborada no ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada na última semana. Entre os mais de 109,1 mil jovens entrevistados, 72,6 mil confirmaram que já beberam, o que equivale a 66,6% do total, ou seja, dois em cada três menores. O levantamento ainda mostrou que mais de 7% dos jovens usaram drogas ilícitas.


Marcionila Rodrigues aconselha os pais a conversar 
com os filhos e também não abusar do álcool

O levantamento ouviu estudantes do 9º ano do ensino fundamental de mais de 2,8 mil escolas públicas e privadas e mostrou que houve uma redução de 4,8 pontos percentuais, se comparado com a pesquisa de 2009. Se projetado esse índice à população do 9º ano de escolas de Uberlândia, conforme aponta o Censo Escolar do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), é como se 4,5 mil dos mais de 6,8 mil discentes na cidade já tivessem bebido.


Jornal Correio 24/06/2013


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Crescer ou Crescer












E ainda tem aqueles que se vangloriam com a real possibilidade de nossa cidade chegar ao número cabalístico de 1 milhão de habitantes. Um dos motivos que me levaram a sair de minha Belo Horizonte foi exatamente não ter mais espaço para as gentes. O furdunço dos carros, a frieza e impessoalidade da maioria das pessoas e relações. O andar a pé, dependendo da região, passou a ser um passeio por Bagdá ou tomar café “sossegado” em cantina no Cairo de Mohamed Mursi. Uberlândia cava a passadas largas seu próprio buraco de infelicidade, de insegurança, de grandes problemas. Isso sob o aplauso daqueles que acreditam que uma cidade para ser boa tem que ser grande em população. Qualidade de vida só no discurso, miudeza é para os fracos.

Em entrevista aqui mesmo no CORREIO, bem-sucedida empresária foi categórica ao afirmar que sentia falta dos muros baixos, das prosas e do café da tarde no alpendre. Posso apostar que muita gente nova, geração “BBB”, não tem a menor ideia do que seja alpendre. Esclarecendo: telheiro, como se diz em Portugal. Deu na mesma, não é? Pergunte a alguém com mais de 40. O fato é que espaços para crescer têm. Não existem serras, montanhas para bem olhar. Nosso horizonte é ancho e plano. Belo Horizonte teve que subir o morro, destruir matas nativas, pular a cerca para outros cantos, outros municípios.

Por acaso, bati olhos em anúncio de condomínio lá pelas bandas da capital das Alterosas e olha que morros e montanhas, que lhe deram tal majestoso e altivo nome, estão a sumir engolidos por condomínios horizontais e prédios colossais. Desculpem o pleonasmo lá atrás. Localização? No trevo da Rodovia dos Inconfidentes, aquela que liga a BR-040, antiga BR-3, a Ouro Preto. Pelo amor do Santíssimo, seria quase como chamar de Uberlândia um loteamento no Trevão. Tá certo, exagero. O Trevão é um pouco mais longe.
Será isso que queremos para nossas vidas e para nossos filhos e netos? A progressista Uberlândia tem o dom de atrair muito de bom, mas, também no vácuo, vem o pior.

Não sou nenhum urbanista nem entendo de planejamento de cidades, mas acompanho atento à expansão de Uberlândia e de seus problemas. Principalmente no que diz respeito ao nosso trabalho com a bicharada sinantrópica. Cada vez mais estamos disponibilizando casa e comida para estes despejados animais. Arrancamos suas moradas naturais em nome do progresso. Depois passamos literalmente o resto de nossas vidas a brigar contra eles, que teimam em viver de nossos restos. Como somos uma população extremamente “educada e cidadã”, jogamos lixo no terreno vizinho, cortamos sem dó nem piedade a última árvore da calçada. Folha “suja”. Plástico, latas e papéis não, mas folha, um horror. Impermeabilizamos com cimento e asfalto nosso entorno, assim a água pode correr e alagar livremente as partes mais baixas da cidade.
Recorro a dito popular para expressar este crescimento sem pé nem cabeça de Uberlândia: “se tamanho fosse documento, o elefante seria dono do circo”. Cidades médias e pequenas, alternativa para bem viver. Cercas baixas e café no alpendre, bom-dia de vizinho. Caderneta na venda, passarinho na janela. Ou prefere trânsito agarrado, enchentes, violência de sair em rede nacional? Cidade grande tem dessas coisas. Faça sua escolha.





Publicado em Jornal Correio em 21/06/2013



Artigo científico

Recebi do colega Renato Cury, repasso. Parabéns aos autores. Parabéns UFU



 

Professor da UFU tem artigo sobre leishmaniose publicado em importante revista americana

Pesquisa mostra a atuação de um conjunto de proteínas nos mecanismos de imunidade contra a doença
Maitê Gugel | 19/06/2013
O professor da Universidade Federal de Uberlândia, Tiago Wilson Patriarca Mineo, do Instituto de Ciências Biomédicas, teve um artigo científico publicado na conceituada revista Nature Medicine (Fator de Impacto = 22.462, analisado pela base de dados Web of Science do Institute for Scientific Information, dos Estados Unidos). O artigo mostra o papel de um conjunto de proteínas chamado inflamassoma nos mecanismos de imunidade contra a leishmaniose, doença que afeta mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo.
O docente figura como um dos co-autores, juntamente com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), da School of Medicine Antonio Nariño University, da Colômbia, e da Yale University School of Medicine, dos Estados Unidos.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

OAB de Uberlândia apoia movimento

OAB de Uberlândia publica nota em apoio à manifestação e convoca advogados

Da Redação do Jornal Correio

A OAB de Uberlândia (Ordem dos Advogados do Brasil) convocou todos os advogados, estagiários e estudantes de Direito para participarem da Manifestação popular marcada para esta quinta-feira (20), em Uberlândia. A caminhada está marcada para começar às 17h, na Praça Clarimundo Carneiro.

“A OAB apoia integralmente a manifestação popular por um serviço público de qualidade, pela moralização da política e pelo avanço da democracia”, destacou a nota, que no entanto, repudia qualquer ato de violência. “Repudia-se qualquer ato de violência, seja ao patrimônio público ou privado e a qualquer autoridade constituída, cabendo a esta propiciar condições de segurança para que as manifestações ocorram pacificamente”, completou.

A Ordem orienta a todos os associados que compareçam com trajes forenses e se possível com o botom da OAB.

Seguindo a onda nacional, a nota diz que “a OAB assevera ainda que o apoio aqui consignado é suprapartidário e que confia nas instituições políticas de nossa cidade.”

Confira a nota na íntegra na página da OAB

( Nota do BS: Está no Facebook. Nós servidores da Prefeitura não temos acesso ao FaceBook  em nossos postos de trabalho, acessem  em casa )

Confira a nota na íntegra na página da OAB.


Os loucos, os normais e o Estado

Os loucos, os normais e o Estado

Texto Eliane Brum
Fonte: Revista Época


(Foto: Luiz Alfredo/FUNDAC)

Os “loucos” são aqueles que dizem mais dos “normais” do que de si mesmos: o livro 'Holocausto Brasileiro' conta um capítulo tão tenebroso quanto escondido da história recente do Brasil – e que está longe de ser encerrado.

Antônio Gomes da Silva soltou a voz ao empolgar-se com a Banda da Polícia Militar. Ao seu lado, o funcionário levou um susto:
– Por que você nunca disse que falava?
E Antônio:
– Uai, mas ninguém nunca perguntou.
Ele tinha passado 21 anos como mudo na instituição batizada de“Colônia”, considerada o maior hospício do Brasil, no pequeno município mineiro de Barbacena. Em 21 anos, nenhum médico ou funcionário tinha lhe perguntado nada. Aos 68 anos, Antônio ainda não sabe por que passou 34 anos da vida num hospício, para onde foi despachado por um delegado de polícia. “Cada um diz uma coisa”, conta. Ao deixar o cárcere para morar numa residência terapêutica, em 2003, Antônio se abismou de que era possível acender e apagar a luz, um poder que não sabia que alguém poderia ter. Fora dos muros do manicômio, ele ainda sonha que está amarrado à cama, submetido a eletrochoques, e acorda suando. A quem escuta a sua voz, ele diz: “Se existe um inferno, a Colônia é esse lugar”.
Antônio ganhou nome, identidade e história em uma série excepcional de reportagens. Publicado na Tribuna de Minas, de Juiz de Fora (MG), o trabalho venceu o prêmio Esso de 2012 e foi ampliado para virar um livro que chega às livrarias nesta semana. Na obra, a jornalista mineira Daniela Arbex ilumina o que chamou de “Holocausto Brasileiro”: a morte de cerca de 60 mil pessoas entre os muros da Colônia ao longo do século XX. Convidada por Daniela para fazer o prefácio de seu livro, abri uma exceção e aceitei, pela mesma razão que me move a escrever esta coluna: a importância do tema para compreender nossa época.
Leia mais

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Previsão do tempo

Inpe lança novo modelo de previsão do tempo

Agência FAPESP – Uma nova versão do modelo regional Brams de previsão de tempo, cobrindo toda a América do Sul, foi lançada pelo Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A versão 5.0 do Brams gera previsões para até sete dias, com resolução espacial de cinco quilômetros. O modelo anterior fornecia previsões com resolução de 20 quilômetros.

O avanço só foi possível por causa da alta capacidade de processamento do novo supercomputador Tupã, instalado em Cachoeira Paulista e adquirido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com apoio da FAPESP.

O desenvolvimento do modelo levou cerca de um ano. A tecnologia também gera previsões e faz o monitoramento da poluição do ar.

Para cobrir toda a extensão da América do Sul, foram necessárias 1.360 x 1.480 células horizontais e 55 níveis verticais. As células de grade, em um total de 110 milhões, aproximadamente, são processadas simultaneamente nos 9.600 processadores do supercomputador.

A nova versão do Brams pode ser conferida  AQUI

terça-feira, 18 de junho de 2013

Equidíase

Escorpião realizando muda aqui em nosso laboratório. Mil vezes vista, mil vezes maravilhado. Quantas vierem, cada uma, será sempre imperdível  espetáculo da vida. Clique na imagem para ampliar

Foto w h Stutz 18/06/2013


Captura de escorpiões

Uma tarde de duro trabalho semana passada em nosso projeto Prata

segunda-feira, 17 de junho de 2013

“Crack, é possível vencer”

Uberlândia adere ao programa “Crack, é possível vencer”

Uberlândia está entre os dez municípios de Minas Gerais que assinaram o Termo de Adesão ao programa “Crack, é possível vencer”, do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). O evento aconteceu no Salão Nobre da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na manhã desta sexta-feira (14). A secretária municipal de Governo, Rosângela Paniago, assinou o termo pela Prefeitura de Uberlândia.

Com a assinatura, a Prefeitura de Uberlândia fica autorizada a enviar projetos ao Ministério da Saúde para captar recursos na área de enfrentamento ao crack. A princípio, o termo de adesão disponibiliza para o município um montante no valor de R$ 4 milhões.

Para se inscrever no programa, foi formado um comitê gestor que realizou um levantamento de recursos do Município a serem apresentados ao Ministério. Participam do comitê as secretarias de Governo (coordenadora), Educação, Desenvolvimento Social e Trabalho, Antidrogas e de Defesa Social, Procuradoria, Futel e Saúde.

A finalidade do programa é prevenir o uso do crack, promover a atenção integral ao usuário e combater o tráfico de drogas. Neste sentido, para ser consolidado o trabalho, se faz necessário o cumprimento de seis fases norteadas pelos seguintes eixos: prevenção, tratamento e autoridade. Para receber a verba, os estados e municípios com projetos contemplados assumem a contrapartida de investir em equipamentos de saúde, assistência social e segurança pública.

Bases móveis

Com a adesão dos municípios, serão investidos recursos para fortalecer a segurança pública e o atendimento em saúde e assistência social voltados ao cuidado e tratamento de dependentes químicos. Apenas na área da segurança pública, serão destinados R$ 25,5 milhões às cidades. O Ministério da Justiça, por meio da Senasp, irá entregar 13 bases móveis para os dez municípios mineiros até 2014 para apoiar o policiamento ostensivo nas áreas de concentração de uso de drogas. Haverá também investimento em capacitação de profissionais de segurança pública.

O Ministério da Saúde investirá em ações de tratamento dos dependentes químicos, com a possibilidade de criação de novos leitos para atendimento aos usuários de drogas e Centros de Atenção Psicossocial, Álcool e Drogas para atendimento 24 horas. Para as ações de assistência social, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome fortalecerá o Serviço Especializado de Abordagem Social.


Fonte: Portal Prefeitura de Uberlândia

Perspectivas equivocadas

Recebi de Cosmo Palasio de Moraes Jr *, repasso. Boa leitura, ótima semana


Clique no artigo para ampliá-lo



* Cosmo Palasio de Moraes Jr

É técnico de Segurança do Trabalho. Tem formação complementar em higiene e ergonomia, tem mais de 25 anos de experiência em gestão de segurança e saúde do trabalho, dos quais 20 atuando como coordenador ou técnico em empresas de grande porte e/ou multinacionais, como Volkswagen e Parmalat. Realizou diversas auditorias de SST e inspeções em áreas de trabalho em diversas organizações. É consultor técnico e de gestão de SST, tendo realizado trabalhos em diversas empresas. Coordenador/Instrutor de cursos de formação de Técnicos de Segurança do Trabalho e diversos treinamentos relacionados à gestão e legislação de saúde e segurança do trabalho em empresas como Petrobras, Sabesp, Vale, Louis Dreyfuss e Basf, além de palestrante em centenas de eventos. É Lead-Assessor e auditor de saúde/ segurança e qualidade. É Membro do Grupo Especial do Trabalho GET Gestão de SST NR 36. É Coordenador do grupo virtual e-group SESMT e outros sites ligados a saúde ocupacional e segurança. É colunista da Revista “PROTEÇÃO”. É diretor da empresa de Consultoria CP Soluções em Prevenção.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Controle de escorpiões


Apresentação de nosso programa no II Encontro Nacional de Vigilância das Zoonoses em Gramado RS



Clique abaixo para visualizar nossa apresentação em PDF hospedada  no Dropbox, totalmente seguro



Cuidado a Saúde

Do colega e amigo Dr. Thogo Lemos - Núcleo de Gestão de Riscos do HMMDOLC



Clique na imagem para ampliar o convite

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Nova estrutura sensorial

Este trabalho nos foi enviado pelo especial amigo e colega de capacitações em Manejo de escorpiões Brasil à fora, Paulo Gondim do Instituto Butantan.

Cada vez mais, a cada nova descoberta, nossa certeza da pouca eficácia do uso de veneno no controle de escorpiões se consolida. Esse bicho sabe se cuidar.
Boa leitura

Boletín Sociedad Entomológica Aragonesa, n1 38 (2006) : 269−278.




CONSTELLATION ARRAY: A NEW SENSORY STRUCTURE IN SCORPIONS (ARACHNIDA: SCORPIONES)

Victor Fet 1, Michael S. Brewer 1, Michael E. Soleglad 2
David P. A. Neff 3
1 Department of Biological Sciences, Marshall University, Huntington, WV 25755, USA − fet@marshall.edu
2 P.O. Box 250, Borrego Springs, CA 92004, USA
3 Department of Chemistry, Marshall University, Huntington, WV 25755, USA
“…Striking modifications of the cuticle have turned much of its surface into an information-gathering device.”
(Shear, 1999, p. 5)

Abstract: A peculiar constellation-shaped microscopic array of several chemosensory sensilla is described for the first time inscorpions. This sensillar array is located on the external aspect of the distal portion of the fixed finger of pedipalp. We present data on the constellation array across four parvorders, six superfamilies, 12 families, 23 genera, and 28 species of extant (orthostern) scorpions. The constellation array was observed in all scorpion taxa. Observed number of sensilla in the constellation array varied from one (Vejovoidus) to 15 (Calchas), on average 6 ± 3; the size of the sensillum is 5-10 μm, their shape varying
from conical to hair-like. The sensilla are socketed, and appearance of their “button-like” socket areola differs from other mechanosensory and chemosensory setae common on the scorpion’s body and appendages. As observed in Calchas nordmanni (Iuridae) and Euscorpius tergestinus (Euscorpiidae), there was no difference in number of sensilla between juveniles and adults. The constellation array size (maximal distance between two sensilla) usually varied between 100 to 300 μm, with Buthidae arrays markedly smaller in size. There was no apparent correlation between the size of a species and constellation array
size. This ultrastructural character can be potentially of diagnostic use in scorpion systematics at family and genus levels. We suggest that the constellation array could be a chemosensory organ.
Key words: Scorpiones, pedipalp, fixed finger, sensory setae, constellation array.


Publicação completa clique abaixo



Educação ambiental

Educação é utilizada para perpetuar consciência ambiental

Uma das formas escolhidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeiam) para promover a educação ambiental foi levar 300 estudantes da Escola Municipal Professor Valdemar Firmino de Oliveira ao Parque Santa Luzia, nesta terça-feira (4), para uma manhã de atividades educativas. Às vésperas do Dia Internacional do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, a Semeiam se volta também para a população mais jovem a fim de perpetuar a conscientização ecológica. A visita faz parte das atividades alusivas à Semana do Meio Ambiente.

Mesmo com pouca idade, 11 anos, João Augusto Babilônia Martins se mostrou consciente quanto às suas responsabilidades. “Já plantei duas árvores em casa por vontade própria. Meu pai ajudou, mas quem plantou fui eu. Hoje, elas já cresceram e o local ficou mais fresco”, disse.

Já o estudante Leonardo Correia Júnior, de 10 anos, comentou que não descarta lixo nas ruas e sempre corrige seus colegas quando eles jogam. “A gente tem que cuidar da nossa casa e fora dela. Todos os locais são importantes”, disse.

Os alunos participaram de uma trilha ecológica. No percurso foram várias surpresas, como a presença do educador ambiental da Semeiam, Huberth Alexandre da Rocha. O servidor municipal foi caracterizado de Chebinha, um personagem infantil que não estudou, mas sabe a importância de se preservar o meio ambiente. “Educação ambiental não é igual a um vento que vai embora rapidamente. Ela precisa permanecer, ser praticada sempre. Por isso trabalhamos o assunto com crianças, que levam o que aprendem para suas casas e estão sempre em grupos compartilhando conhecimentos e experiências”, disse.

Os estudantes participaram ainda de uma visita ao viveiro do Parque e de uma oficina de arte com mosaicos produzidos com materiais plásticos reutilizados. Alguns estudantes ainda levaram mudas de árvores que foram distribuídas para plantio em calçadas.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Painel de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador


Recebemos da colega Fabiana Godoy Malaspina
Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Contaminantes Químicos - VIGIPEQ
Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental - CGVAM
Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador - DSAST
Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde

Curso de Capacitação a Distância em Saúde, Desastres e Desenvolvimento


IESC/UFRJ abre inscrições para o Curso de Capacitação a Distância em Saúde, Desastres e Desenvolvimento
As inscrições poderão ser efetuadas do dia 06 de Junho ao dia 21 de Junho de 2013. 


O Laboratório de Ensino a Distância do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (LABEAD/IESC/UFRJ), integrante da Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS), estará com seleção aberta para o curso de Capacitação a Distância em Saúde, Desastres e Desenvolvimento do dia 06 de Junho a 21 de junho de 2013.
O curso possui previsão de duração de aproximadamente 14 semanas, e tem como objetivo fundamental capacitar profissionais para atuarem intra e inter setorialmente na gestão do risco e preparação do setor saúde para o enfrentamento de desastres. 
Público alvo: profissionais de nível superior vinculados a órgãos públicos de saúde entre outros com atuação em desastres ou área correlata, em nível acadêmico, administrativo ou técnico.
O candidato deverá efetivar sua inscrição, exclusivamente via internet, preenchendo o Requerimento de Inscrição disponível no endereço eletrônico:

Nossa gente



Recebemos da colega Cidinha Martins noticias das UAPSFs São Jorge IV e Aurora:

"Semana passada tivemos palestras com Ludmilla Guimaraes do Hemocentro e fizemos um trabalho na escola com a Psicóloga Luciana,as agentes comunitárias Emiliana e Claudia e eu,foi muito gratificante."

Parabéns pelo empenho e dedicação a todos colegas envolvidos.



segunda-feira, 3 de junho de 2013

Para cinéfilos

"Alguns dos principais e mais expressivos filmes da carreira do ator norte-americano Marlon Brando podem ser conferidos na mostra do Cineclube Cultura deste mês, na Oficina Cultural. As sessões acontecem aos sábados e domingos, sempre às 20h, na sala Roberto Rezende. A Oficina Cultural fica na praça Clarimundo Carneiro, 204, no bairro Fundinho. A entrada é franca.

A carreira de Marlon Brando é uma rica fonte de pesquisa para se pensar a atuação no cinema. A maioria das pessoas não tem a dimensão de sua influência e veem nele apenas um galã de Hollywood. Brando libertou o ator, livrou-o de preconceitos e rótulos, aproximou-o da alma do personagem. Ele mudou os paradigmas da atuação, tornando-se assim um dos mais importantes artistas da história do cinema.

Esta é uma mostra para ser apreciada por atores ou simplesmente por admiradores de Marlon Brando."

Confira a programação aqui www.uberlandia.mg.gov.br

Morcego beija-flor

Preservar é preciso. Entrevista dada TV Vitoriosa



http://youtu.be/svsVTki6m9k