Secretaria Municipal de Saúde






Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.

Artigo Artigo XXV da Declaração Universal de Direitos Humanos



Saúde, Ciência, Pesquisa, Arte, Cultura, nossa gente da SMS, e o que mais possa interessar.



Organizado por William H Stutz

Veterinário Sanitarista

whstutz@gmail.com



Este Blog é independente, sem vínculo oficial com instituição alguma.
Todos
estão convidados a contribuir com informações de interesse coletivo.





sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Combate ao Aedes



Profissionais da saúde e agentes do CCZ reforçam ações de combate ao Aedes

Estratégias de combate são debatidas durante Seminário



Em estado de alerta contra as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, a Secretaria de Saúde reuniu, nesta segunda-feira (16), no Auditório Cícero Diniz, profissionais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e da rede de saúde para a realização do Seminário "Juntos Contra o Aedes". O evento discutiu as diretrizes para eliminação de criadouros, visando a prevenção e controle de doenças relacionadas, além da importância de uma ação integrada dos órgãos públicos e também da população para evitar um surto, como em 2015, quando foram registrados na cidade 19 mil casos de dengue naquele ano.

O secretário de Saúde, Gladstone Rodrigues, abriu o seminário, falando da relevância do trabalho em conjunto para evitar uma epidemia e reforçou que o desafio neste início de ano é fazer o melhor, mesmo com pouco recurso em caixa, neste momento de insuficiência financeira no Município. Segundo levantamento feito pela equipe do prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, atualmente são 110 funcionários ligados diretamente ao combate do inseto vetor - sendo 40 no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e outros 70 cedidos às equipes do Programa Saúde da Família (PSF) - dos 400 que existiam até 2012. “Temos que trabalhar, mostrando a confiança que sempre tivemos ao realizar o combate ao mosquito, mesmo em um período tão difícil como o que encontramos a saúde de Uberlândia. Se não houver união, uma epidemia afeta todos os setores. Por isso, precisamos ser eficazes, com estratégias inovadoras e, principalmente, envolvendo o público”, afirmou o secretário.

Leia mais AQUI